Feeds:
Posts
Comentários

Archive for setembro \30\-03:00 2009

gomes

Parece que não tem jeito mesmo, palestrinos.

Não bastasse as palavras sempre desnecessárias de Juvenal “Whisky” Juvêncio e Marco “Anão” Cunha, parece que o SPFW tem mais um falastrãozinho: o treinador francês Ricardo Gomes.

Perguntado sobre a vantagem de 5 pontos do Palmeiras na tabela, ele simplesmente soltou esta pérola:

“O Palmeiras hoje está na liderança também porque não tinha a Libertadores e, no início do Brasileiro, foi melhor do que o São Paulo. (…) O início realmente ajudou e o Palmeiras tem essa diferença para os demais por isso.”

Agora me corrijam se eu estiver errado: o Palmeiras não só jogou a Libertadores como jogou a Pré-Libertadores, parou exatamente na mesma fase que a bambizada (quartas-de-final) e elas foram eliminadas do torneio exatamente 24h após nostro time.

Cadê a nostra vantagem, Sr. Gomes?

E o mais impressionante é que a imprensa publica isso, como se fosse uma verdade. Vamos conquistar o penta e mostrar para a imprensinha que não tem jeito mesmo, eles vão ter que nos engolir.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

DiegoSouzaAtleticoPRPalmeiras310808

A situação é complicada, palestrinos.

Dunga convocou Diego Souza para os próximos compromissos da Seleção e, por causa disso, atuaremos diante de Avaí e Náutico sem nostro camisa 7.

Por um lado, é extremamente justo. Diego tem jogado muito bola e fez por merecer a convocação. Mas por outro, pensando em nostra campanha rumo ao título, é complicado. Ainda mais porque não temos um substituto.

O fato é que teremos que nos virar sem ele. E aí vai entrar Muricy.

O natural seria entrar com Deyvid Sacconi. Mas Muriçoca tem outras opções: jogar com mais um volante que saia pro jogo (Sandro Silva, no caso), com um atacante que caía pelas pontas (Willians) ou meter logo um 4-3-3 clássico com a entrada de Robert ou Ortigoza.

Eu escalaria Deyvid, mais aberto pela esquerda.

E você, o que você faria no lugar dele?

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

muriçoca neles

Palestrinos, parece que descobrimos a receita para o título.

Ela pode parecer bastante óbvia, mas acompanhe o raciocíonio com cuidado. Em um campeonato de pontos corridos, a receita é vencer. Simples – e difícil – assim. Você só coloca medo nas outras equipes quando fica na frente.

Não adianta fazer um baita jogo, vencer bem e depois perder ou empatar. Observe o Inter, por exemplo: faz alguns jogos brilhantes (como contra o Atlético/MG), mas tropeça o tempo inteiro (Cruzeiro, Flamengo).

Nostro Verdão está finalmente mostrando constância. Sem jogar um bolão, é verdade, mas está. Veja as declarações dadas por aí. Marcelo Mattos dizendo que seca o Palmeiras, os bambizinhos chorando de arbritragem só quando lhes convêm…

Para incomodar, você tem que se mostrar irritatemente firme. E nós temos feito isso. Porque eu tenho a certeza de que faremos também grandes jogos. Mas quando se joga mal e se ganha, o que há de errado? Qual o problema?

Temos Santos, Avaí e Náutico pela frente. Hora de fazer, no mínimo, 7 pontos. E irritar ainda mais quem tropeça.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

palxatlpr_2608

Final de semana de campeão, palestrinos.

E não só pela vitória sem tanto brilho, mas objetiva de sábado. Pela segunda vez seguida a rodada foi quase perfeita para nós e agora vem uma seqüência boa para decolar.

2×1 no VENTINHO
Se o resultado não foi tão simples de construir quanto esperávamos, tampouco foi tão complicado quanto pode aparentar o placar. Melhor durante todo o 1º tempo, apesar dos paranaenses finalizarem mais, o Verdão até demorou para fazer 1 a0, em lance de puro oportunismo de Figueroa.

O problema foi que, como de prache, falhamos pelo alto. E numa bola marota desviada no primeiro pau, o Atlético empatou. Eram XX’ do segundo tempo e o Verdão teria que se superar.

E, grazie a Dio, não demorou muito.

Em um escanteio a favor, a bola foi mal batida, mas Danilo foi muito inteligente e a colocou, de carrinho, no canto do goleiro Galatto. 2 a 1, vantagem nostra e bola pra jogar.

Sem Cleiton Xavier, a bola roda menos pelo meio. E por isso ainda foi preciso sofrer alguns sustos. Marcos pegou demais! Mas a vitória veio e mostrou um Palmeiras bem diferente daquele do ano passado: 3 pontos acima de tudo, com um time consciente.

INVESTIMENTO PARA O MELHOR EM CAMPO
Danilo fez um e salvou um em cima da linha. Pela importância direta (e por valer os R$100 mil de multa do empréstimo), foi o melhor em campo. Muito embora Marcos e Souza tenham jogado muito.

TROPEÇOS
Numa verdadeira piscina, o Inter não saiu do zero com o Flamengo. Já no clássico do empate… deu empate! Bâmbis e gambás duelaram e ficaram no 1 a 1. Rodada excelente pro Verdão!

E AGORA?
Agora é Santos fora, Avaí em casa, Náutico fora. Seqüência pra decolar ou não?!

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

zero a zero

Vou ser rápido e sincero, palestrinos.

No jogo deste domingo, entre a bicharada e a gambazada, eu vou torcer por um 0 a 0 feio, com três expulsos pra cada lado e muita chuva na arquibancada.

Sei que a vitória do timinho da Marginal seria mais benéfica a nós, mas eu simplesmente não consigo achar uma vitória deles boa. E nem preciso falar nada da parte rosa da história.

Portanto, domingão eu quero jogo ruim. E empate feio.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

furacao

Amanhã já tem outra batalha, palestrinos!

Mal saímos de um jogo suado e sofrido no Mineirão e já vamos receber o Atlético/PR, também conhecido como Ventinho. Certamente nosso maior adversário será o cansaço. Mas quem vai entrar no furacão são eles!

O PALMEIRAS
Sem Armero e Cleiton Xavier, Muricy deve ir para campo com: Marcos; Wendel, Maurício Ramos, Armero e Marcão; Edmílson, Souza, Sandro Silva (Deyvid Sacconi) e Diego Souza; Vágner Love e Robert.

Esse pârametro só deve mudar caso ele invente um 3-4-3 parecido com o que fez em Goiânia, no 1º turno. Mas parece difícil.

O ATLÉTICO
Depois que Antônio Lopes chegou, o time deles se acertou. Destaque para a dupla Marcinho e Walyson, que é muito veloz – além de Paulo Baier, que nós sabemos que basta marcar bem pra sumir em campo.

COMO GANHAR?
Mostrando quem é o líder. Ou seja: pressionando. Com Diego, Love e Robert soltos na frente, a movimentação tem que ser incessante. Já abusar de bolas aéreas não é um bom caminho.

RODADA BOA
Aliás, os 3 pontos amanhã significam que a rodada pode ser novamente perfeita. Afinal, os bâmbis jogam com os gambás e o Inter recebe o Flamengo e boa fase.

Qualquer tropeço e a gente sobe ainda mais.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

marcao1

Palestrinos, eu cansei.

Juro que tentei gostar do homônimo de nostro Santo, mas não dá. É impossível se sentir, no mínimo, um pouco seguro quando o Marcão joga na nostra zaga – ou lateral-esquerda, tanto faz.

Quando ele não erra diretamente, participa dos lances de maneira bizonha.

Lembrem do gol do Atlético/MG no Mineirão, quando ele deu uma canelada para trás. Da falha no gol de ontem. Dos pênaltis cometidos (ou mal marcados), onde ele sempre está envolvido. Os erros de passe. Os cartões amarelos…

Dio mio! Eu estou ficando louco com esse ragazzo.

Até o Milton Neves (quem diria…) protagonizou um diálogo sensacional no rádio, com o jornalista Pretzel:
– Milton, estou com o Marcão na escuta.
– Ah, meu Deus! É ele! Quero 40 minutos de Marcão!
– É o Marcão zagueiro, viu, Milton?
– Então 2 minutos.

Por isso gostaria de fazer uma campanha para Muricy ouvir a voz da massa palmeirenses: nós não aguentamos mais o Marcão!

Coloque o Maurício prata da casa, se precisar.

E você, por favor, pode aderir a nosa campanha deixando seu recado para o Muricy. “Para o Marcão, eu digo não!”

Siamo Palestra.

ROJAS.

Read Full Post »

Palestrino, se você ainda não viu este vídeo, veja.

É a mais pura representação de um time que está unido. Sem demagogia, nem palavras falsas. É simples: um grupo que está junto para ser campeão.

Perceba o banco pedindo o final do jogo, incentivando, brigando, gritando, suando, tomando chuva, jogando junto.

Capicce?

Se você não acreditava neste grupo, pense novamente.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

palxcru_2309

Foi sofrido, palestrinos. E foi heróico!

A vitória com V maiúsculo do Verdão e de Vágner Love no Mineirão, por 2 a 1, não só colocou o Palmeiras 3 pontos a frente dos demais como mostrou algo maior: um time que quer ser campeão.

O JOGO
Num 4-4-2 improvisado no vestiário (Edmílson não passou no teste físico) e pressionando a saída de bola, começamos bem melhor o jogo. Mas isso durou só 7 minutos, quado nosso eterno Marcão ficou olhando a banda passar e o Cruzeiro fez 1 a 0.

Por sorte, nem deu tempo das raposinhas comemorarem: em falta sofrida por Love, Diego Showza bateu muito bem e empatou dois minutos depois.

Daí o jogo virou um lá e cá frenético, com chances para as duas equipes, sendo que, na melhor delas, nas costas do também eterno Wendel, brilhou São Marcos com o joelho esquerdo. Pro nosso lado, Armero bateu mal ao entrar em diagonal, sozinho.

O segundo tempo começou, Muricy colocou Maurício pra fazer 3 zagueiros e o Verdão virou. Numa robada de bola ninja de Souza, Cleiton Xavier deu mais uma assistência genial e Vágner Love fez o gol que só que é artilheiro faz. É caixa! Verdão 2 a 1.

Só que logo em seguida Armero foi mais uma vez afobado, tomou o vermelho e começou nosso sofrimento. Foram exatos 38 minutos de ataque contra defesa, com um bombardeio aéreo, bola na trave de Kléber e uma cabeçada que não entrou porque Marcos é Santo e tem aquela amizade com Deus.

Uma coisa, no entanto, ficou muito clara: ainda que o Cruzeiro cruzasse bolas até amanhã, o Verdão jamais tomaria o gol. Maurício Ramos foi um monstro por cima e Souza, por baixo.

O MELHOR
Apesar de Diego e Souza merecem destaques, Vágner Love, sem dúvidas. Foi mais do que decisivo.

O PIOR
Marcão falhou, Wendel também, Jumar idem. Mas vou votar em Armero, por ser inconseqüente e afobado em uma decisão tão importante.

ARBITRAGEM
A TV Globo propagandeou três pênaltis para o Cruzeiro. Eu, assim como o Diário Lance!, só vi uma: em cima de Fabrício, aos 16′ do 1º tempo, em entrada doentia de Jumar.

E é bom lembrar que esse mesmo árbitro nos roubou em Goiânia, ao marcar um penal inexistente. Elas por elas.

E AGORA?
Agora temos o Atlético/PR, sábado, no Palestra. É pra lotar o estádio e manter a liderança, ainda que seja sem CX e Armero. Danilo volta e Edmílson também. É líder, Verdão!

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

porco_passa

Hoje é o dia, palestrinos.

E se eu disser que não estou tenso, é mentira. Estamos todos ansiosos e pensando apenas na final desta noite. E pra estravazar esse nervosismo, vamos falar do jogo…

ESCALAÇÃO
Marcos; Maurício Ramos, Edmílson e Marcão; Wendel, Souza, Cleiton Xavier, Diego Souza e Armero; Vágner Love e Robert. Deve ser essa a escalação do nostro time.

Linha de 3 zagueiros, com Edmílson pelo meio, Wendel um pouco mais preso para ajudar Souza na marcação, CX10 mais controlando a saída de bola e o trio da frente com Diego-Love-Robert mais solto.

Eu, particularmente, nunca concordo com Marcão em campo, mas… ou era ele ou Jumar. Decisão dificílima. A formação pode dar certo.

O CRUZEIRO
As raposinhas devem entrar com 4-3-1-2, marcando muito forte no meio com Fabrício Falastrão, Henrique e Marquinhos Paraná. Soltos, apenas Gilberto, Thiago Ribeiro e Kléber.

COMO GANHAR
Em velocidade. A zaga deles é composta por Leonardo Silva (sim, aquele) e Gil (um perdido que veio da Série B), dois grandalhões muito lentos. Os alas deles são rápidos e apoiam muito, deixando espaços.

Portanto, hoje Armero terá que marcar bem, senão teremos dificuldades. E é bom se preparar para um chuva de cruzamentos na área.

MAS ENTÃO É ÀS 21:50h?
É, cazzo. E nós vamos ganhar esse jogo, nem que seja na marra. Temos mais time e mais motivos para ir pra cima.

Deixo aqui o meu palpite: 2 a 0, gols de Love e Diego Showza.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Older Posts »