Feeds:
Posts
Comentários

Archive for janeiro \29\UTC 2010

A pergunta é inevitável, Palestrinos.

Com o elenco que tínhamos, já não estava fácil pensar em grandes títulos este ano. Mas ao ver Deyvid Sacconi, um titular!, ser vendido por ridículos R$6,5 milhões fica ainda mais complicado acreditar que 2010 será tão diferente do ano passado.

Junte-se a isso o fato de que não conseguimos contratar nenhum meia ou atacante decente há meses e a vidente dependência de escalar garotos que acabaram de sair da Copa São Paulo (contusões e suspensões são do futebol), eu começo a temer pelo futuro da equipe.

Se é para pagar um alto salário para Muricy, mas dar-lhe um elenco digno de Guarani, o melhor seria chamar o Jair Picerni de volta e brigar pela Sul Americana. Reage, diretoria!

E ainda assim… Siamo Palestra!

ROJAS.

Anúncios

Read Full Post »

Eu acho que o mundo está louco, Palestrinos.

Pelo que eu ando vendo por aí, parece que ninguém está lembrando do jogo que teremos no próximo domingo. É Palmeiras x Curintia, cazzo! O maior clássico do mundo, o jogo mais tenso, a partida contra o lado negro da força… simplesmente dispensa maiores comentários.

E como se já não bastasse o desdém com que a imprensa vem tratando o jogo (porque é início de temporada e blá blá blá), agora vem a diretoria do Verdão e vende Deyvid Sacconi. Ok, eu entendo que dia 31 fecha a janela européia e que ele era apenas uma parte nostro, mas já estamos sem o meia para o jogo de domingo. Caso Diego não jogue mesmo, imaginem, será um San Genaro nos acuda!

E aí eu fico pensando como é que as pessoas ignoram uma partida desta. Sinceramente, eu mal durmo em dias anteriores a clássicos. Lembro perfeitamente de cada um dos clássicos que acompanhei no estádio, fosse no Morumbi (Viola imitando porco e depois o fim da fila, os 1 a 0 com Nen e Valdívia, 3 a 1 com show de Edmundo, aquele 1 a 1 com golazzo contra do Oséas, as duas Libertadores…) ou no Pacaembú (que me lembra mais o Rio-São Paulo, com gol de Rivaldo).

Uma vez, inclusive, desfiz um início de namoro porque havíamos tomado um baile pelo Paulistão e a ex em questão quis discutir relação logo após o jogo.

Sendo assim, só posso lembrar de uma cena do filme Boleiros, quando Lima Duarte, então técnico do Palmeiras, diz a uma Maria Chuteira que está no hotel: “Minha filha, a senhora não sabe o que é um Curintia e Parmera!”. E, pelo jeito, muita gente também não sabe.

É domingo! Vai, Verdão! Pra cima da freguesia!

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Valeu pelos 3 pontos, Palestrinos.

A grande verdade é essa. Até porque ninguém esperava um baita futebol da equipe que entrou em campo ontem. A zaga se comportou bem, o meio correu demais, Robert trombou como sempre, as estreias podem ser consideradas boas, e, claro, quem decidiu foi o talento de Cleiton Xavier.

O JOGO
Não há muito o que falar do jogo de ontem, exceto que precisamos melhorar nas finalizações. Vontade não faltou, até houve criatividade,  oportunidades surgiram, mas gol mesmo, só o de CX10 – em pênalti muito bem observado pelo árbitro.

Gabriel Silva rendeu bem na esquerda (toma essa, Armero!), Joãozinho mostrou qualidade (embora prenda demais a bola em alguns momentos), Edinho jogou com total seriedade, Deyvid fez mais uma boa partida e o placar seria mais elástico se não fosse o preciosismo em alguns lances.

Jogar com um a mais no segundo tempo, claro, ajudou – e o time do Monte Azul é bem fraco. Mas o que ficou dessa vitória foi a superação, a liderança e o bom astral pro jogo de domingo.

O MELHOR
Pelo gol, Cleiton Xavier. Mas Deyvid Sacconi também jogou bem.

O PIOR
Difícil dizer, mas achei Marcio Araújo bem abaixo do que pode render.

MOLECADA
Absolutamente todos os jovens que jogaram ontem está aprovados. O que, vindo do Palmeiras, é algo sensacional. Afora os titulares, Daniel entrou com vontade, Eduardo fez o feijão-com-arroz e Anselmo, apesar do pouco tempo em campo, entrou cheio de gás.

É DOMINGO!
Domingo, 17h, no Pacaembu, teremos o jogo do ano até agora. Enfrentaremos os eternos gambás fregueses, partindo para o 4º ano seguido de invencibilidade. E muito embora saibamos que a condição física da equipe esteja ainda abaixo do normal, é bom Muricy passar para os atletas a importância de um clássico desse.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

 

Saudades dos Trapalhões, Palestrinos?

Porque se você assistiu ao jogo do último domingo, certamente matou todas as saudades das confusões armadas pela trupe global. Com Danilo atuando feito Dedé, Armero assumindo o papel de Mussum e Gualberto o de Zacarias, a equipe comandada por Muricy Mocó foi uma piada em campo no segundo tempo. Definitivamente uma piada sem graça.

O JOGO
O 1º tempo do Verdão só não foi irretocável porque perdemos muitos gols. No entanto, o que vimos nos primeiros 45 minutos foi um verdadeiro massacre sobre o Ituano. Por cima, por baixo, de falta… o Palmeiras simplesmente não parava! E o gol solitário de Diego era muito pouco.

Só que o segundo tempo começou e as coisas pioraram. Logo a 1 minuto, Juninho empatou após uma furada feia de Gualberto e um bate-rebate na área. Daí, misteriosamente, o time voltou a jogar bem. E após cruzamento milimétrico de Cleiton Xavier, Robert desempatou. Na seqüência, em bela troca de passes, Sacconi fez o terceiro. E muito embora estivéssemos com 10 em campo (Gualberto Zacarias foi expulso por um carrinho infantil), as coisas estavam sobre controle.

Foi aí que entrou Armero Mussum. Cacildis, o colombiano deve ter tomado um mézis! Foi afobado, chutou a bola na cabeça de Danilo – que também fez partida fraca – e diminuiu para o time de Itu. Pouco depois, o camisa 6 isolou mal outra bola, Marcos saiu mal e tomamos o empate.

De nada adiantou CX10 jogar demais, se a nostra defesa entregou tudo.

O MELHOR
Sem dúvidas, Cleiton Xavier. Três lindas assistências.

O PIOR
Gualberto foi terrível e Armero péssimo. Fica o prêmio pros dois.

E AMANHÃ?
Amanhã a coisa promete. Sem zagueiros pra usar, é capaz que Edinho ou Pierre atuem improvisados diante do Monte Azul. E parece que Diego Souza sentiu a coxa e será poupado. Logo, ficará ainda mais evidente que precisamos de atacantes logo… seja o que San Genaro quiser!

JORGINHO
E Jorginho se foi. Após resistir a investida do Avaí, nostro interino predileto acabou indo para o Goiás. Boa sorte pra ele! É um cara que merece muita sorte por onde vá (muito embora, coitado, vai ter que conviver com o bom e velho Marcão de novo.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

 

O resultado em si foi justo, Palestrinos.

Injusto foi a forma vergonhosa com que o Barueri-Prudente fez o seu segundo gol na partida. Apesar de estar jogando melhor no momento e de ter sido pênalti – bobeira total do Danilo -, nada justifica o árbitro não marcar um impedimento tão claro.

O JOGO
Mais organizado em campo, o time da casa deu trabalho para o Verdão. Com o tal de Tadeu (aliás, seria ele irmão daquele Nunes, do Santo André, que só joga contra a gente?) inspirado, cada ataque era um Deus nos acuda. E o principal motivo era ele, Armero. Errando mais passes do que nunca, todas as jogadas de perigo foram nas suas costas – incluindo o gol de Flavinho.

Justiça seja feita que Marcio Araujo e até Pierre estavam perdidos na marcação, mas o colombiano estava mesmo uma desgraça ontem. Por sorte, em um lance matreiro, Deyvid Sacconi chutou de longe, a bola desviou e entrou. Empate feito, o Palmeiras melhorou e o primeiro tempo acabou.

No segundo, o Palmeiras continuou errando passes e tomou sufoco no início. O que não justifica, é claro, o que aconteceu no bizarro lance do segundo gol do time de Presidente-Alphaville. PC Oliveira, tal qual PC Farias, roubou a todos nós. E a saída foi buscar o empate na raça, com uma cabeçada de Dieguito.

Ainda em tempo, as mexisdas de Muricy foram tardias, mas foram boas. E o empate ficou de bom tamanho.

O MELHOR
Diego Souza, pela vontade de decidir.

O PIOR
Armero, e nem preciso explicar.

ERROS
Além do da arbitragem, destaque para os erros de passe do Verdão e para a demora em mexer do Muricy.

EDMÍLSON
Para quem ainda não sabe, Edmílson rescindiu seu contrato com o Palmeiras. E não fará falta, já que estava claramente fora de forma física, além de não ter se adaptado a um time que precisa ser rápido. O que fica de positivo foi a atitude do jogador que, ao contrário de saláfrarios como Vágner Love, foi até a diretoria e disse que sabia ser caro demais pelo que estava rendendo.

Boa sorte pra ele em outro clube.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Vídeo de um ano atrás, gravado em suas férias no Rio.

Entenderam o que é Vágner Love, Palestrinos?

Se divirta no Flamengo e não volte nunca mais.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Começamos bem, Palestrinos, essa é a verdade.

Mas está bastante claro que ainda falta gente neste elenco. Enquanto Muricy e a diretoria inteligentemente comunicaram Edmílson de que ele pode procurar outras equipes para jogar, é necessário correr atrás de reforços.

Para as laterais e a meia, ao que parece, devem ser puxados jogadores da Copa São Paulo. Gabriel Silva (lateral-esquerdo), Luis Felipe (lateral-direito) e Ramos (meia) devem ser puxados para o time de cima. Agora, para o ataque a coisa anda complicada…

Marcelo Moreno poderia vir, mas não vem mais (o Shaktar barrou). Kléber e Sóbis são sonhos muito mais impossíveis que possíveis. Ewerton, ex-gambás, foi oferecido, mas Muriçoca não quis por não ser centro avante. E, na lista dos pretendidos, quem apareceu bem falado foi Kléber Pereira – que, cá entre nós, ganhava bem alto no Santos e não vale tanto assim.

A verdade é que está difícil conseguir bons homens de frente, Palestrinos.

Sendo realista, que nomes vocês indicariam para a nostra diretoria hoje?

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Older Posts »