Feeds:
Posts
Comentários

Archive for março \18\UTC 2010

Dava pra ter matado a volta, Palestrinos.

Tivemos uma noite inspirada dos quase estreantes Lincoln e Ewerthon, uma noite quase perfeita de Deola, uma raça absurda do quase capitão Diego Souza, mas foi só isso mesmo: ficamos no quase. Dava pra ter eliminado o jogo de volta, mas não dá pra condenar a partida de ontem.

O JOGO
Finalmente o Verdão começou jogando como gente grande. E com passes rápidos e muita movimentação, não tardou para sair o primeiro gol: lindo passe de Ewerthon, bela conclusão de Lincoln. Daí apareceu um problema recorrente da equipe, que é achar que 1 a 0 é goleada. E com o recuo, veio o empate do Paysandu.

(Reparem, PER FAVORE, em todos os últimos gols sofridos pelo Palmeiras: tirando o 3º dos lambaris no domingo, TODOS os outros foram sofridos em saíde de bola errada. Ontem foi Márcio Araújo, mas Pierre e Danilo andam se especializando nisso também. Obrigado.)

Mal começou o segundo tempo, no entanto, e tivemos mais uma chuvarada de chances de ampliar, até que Ewerthon aproveitou (mais uma) cabeçada torta de lenny e guardou o segundo tento. Daí pra frente, amigos, o jogo foi de Deola. Nostro terceiro goleiro pegou tudo!

E se Robert não perde o gol do ano, teríamos matado o jogo de volta. Mas eu não vou reclamar de Robert por um bom tempo. Valeu pela vitória.

O MELHOR
Ewerthon deu passe pra um, fez outro e ainda dançou o Armeration. Mas é bom destacar Lincoln e a raça da dupla Diego & Armero.

O PIOR
Eduardo mais uma vez leva o prêmio. Contudo, Lenny chegou perto de merecê-lo também.

RODÍZIO
Ontem foi a vez de Pierre, Cleiton Xavier e Robert serem poupados. Sábado é capaz que Diego, Edinho e Ewerthon também tenham folga. Acho inteligente o Kojac fazer isso, até porque ele está mantendo sempre um jogador forte em cada posição – precavendo-se de possíveis lesões. Pra mim, faz sentido.

É TREINAR!
Agora, vem cá Kojac, só entre nós: vamos treinar a saída de bola? Pierre, Danilo e Armero estão se tornando craques no quesito “dar a bola no pé do adversário em frente a grande área”. Isso é treino, meu Toninho… coloca a moçada pra treinar passe.

E AGORA?
Agora é esperar chegar o sabadão, 17h, contra a Ponte Preta no Palestra.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Anúncios

Read Full Post »

O jogo de domingo já passou, Palestrinos.

Hoje tem Copa do Brasil (21:50h, SporTV/ESPN Brasil/Bandeirantes)  e precisamos estar focados no objetivo do ano. É claro que o Paysandu não é mais aquele de 5 anos atrás, que o Santos era bem mais forte, mas todo cuidado é pouco. O Sertãozinho também é bem pior que os bâmbis e nós sofremos muito mais em barueri do que no Palestra.

Antônio Carlos deve repetir a equipe que começou domingo (exceto por Marcos, poupado) e manter Ewerthon, Eduardo e Armero de início. No banco, de novo contaremos com Lincoln, Ivo, Lenny e outros como Gualberto e Marcio Araújo – este último, aliás, eu escalaria de titular, no lugar de Edinho.

Jogar lá em Belém nunca é fácil, mas, convenhamos, um time de 3ª divisão cujo a maior estrela é Didi (ex-gambás) não pode representar muitas dificuldades pra quem quer ser campeão. Se entrar esperto e apertar o passo, dá pra eliminar tranquilamente o jogo da volta.

Por isso o esquema de hoje é esquecer as dancinhas e colocar as pernas pra pensar. Cabeça fria, pé quente.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Essa dança já conquistou o Brasil, Palestrinos.

Eis então o vídeo do mais novo sucesso do país e, quiçá, do mundo:

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Que jogo, Palestrinos, que jogo!

Não tem nem 1h que o apito final foi dado, eu ainda estou em total êxtase, mas acho que este post merece ser escrito agora. A virada de hoje é um aviso muito claro do que todos cansam em fazer: nunca, em hipótese alguma, duvidem da Sociedade Esportiva Palmeiras.

Somos um time grande, gigante, com uma tradição incrível e jogadores que poucos tem (sim, me refiro a São Marcos, este monstro sagrado que hoje fez história mais uma vez e é um dos jogadores que mais vestiram nostro manto verde, grazie a dio).

Enfim, tudo isso somado a ouvir a voz e a empolgação do meu pai, do meu irmão e de amigos Palestrinos ao telefone, se tornou uma mistura perfeita para um domingo que prometia ser modorrento. Aqui é Palestra!

O JOGO
Apesar dos 4 gols, o 1º tempo foi todo amarrado. Equilibrado, nervoso e até um pouco chato (por conta do árbitro e suas infinitas faltas de basquete), só mudou de figura quando – mais uma vez – erramos passes na saída de bola. No primeiro tento lambarístico, Pierre foi quem errou; no segundo, lá na frente, foi uma afobação de Diego Souza.

Mas, para nostra sorte, o sempre falível Robert não falhou: de cabeça e depois em uma jogada digna de repetição por muitas e muitas vezes, nostro camisa 20 guardou dois, empatou e deixou o jogo completamente aberto.

E mal voltamos para o 2º tempo – com excelente substituição de Antônio Carlos, trocando Eduardo por Marcio Araújo -, Ewerthon perdeu um gol que não se perde. Mas, num lance mais do que chorado, Diego entrou de peixinho e fritou o Peixe bonito: virada linda, 3 a 2 Verdão.

O problema, então, foi recuar. Recuar muito. E foi então que o Santos cresceu, se animou e, em mais uma metida de bola incrível de ganso, o anão de jardim da baixada deixou tudo igual. Injusto, mas era a situação. Foi aí que o firuleiro master do futebol brasileiro conseguiu nos ajudar: deu um pontapé por trás em Pierre e foi extremamente bem expulso pelo árbitro gordinho que eu não sei o nome (aliás, fica aqui o recado: quero ver quantos jogos o estrelinha vai pegar de suspensão; se fosse ao contrário, Pierre jogaria só em agosto).

E na base de uma raça insuperável, o Verdão roubou uma bola no meio e ele, Robert, que havia perdido um gol feito quando a partida ainda estava 3×2, acertou um chute maravilhoso no ângulo! Vitória, virada, Palmeiras!

O MELHOR
Tem como alguém fazer 3 gols e não ser o melhor em campo? Robert neles!

O PIOR
Deve ser mesmo complicado marcar Neymar, mas Eduardo esteve afoito e nervoso o tempo todo.

ARMERATION-TION
Digna de nota a atuação de Armero na partida deste domingo. Correu, brigou, catimbou, acertou um cruzamento e, mais do que tudo, fez a dancinha mais inspirada (e irritada) do século. Boa, Plabito! Continue assim que você continua no time.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

É disso que precisamos hoje, Palestrinos: fiducia.

Em italiano, essa palavrinha tem um significado bastante importante e que reflete o jogo de hoje: confiança. Afinal de contas, ou entramos confiantes diante dos Lambaris ou é melhor nem ir até a Arena Havaianas para jogar.

O time da Praia Grande é rápido e joga pra frente o tempo todo. A única forma de fazer frente a eles é marcar muito (principalmente a saída de bola) e ser inteligente na roubada de bola pra armar contra ataques. Pierre e marcio Araujo serão indispensáveis hoje, assim como a atuação dos laterais, que terão de marcar e correr muito.

Tenho certeza de que Antônio Carlos passou pro nostro time o que represente este clássico e não há dúvidas de que a equipe entrará ligada. Nenhum time do mundo é imbatível. E é exatamente por isso que precisamos entrar confiantes.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Vamos a atualização da semana, Palestrinos.

Afinal de contas, em semana onde só se treina, as notícias ficam jogadas aqui e ali. É bom juntar tudo e conferir o que está acontecendo no Reino de Palestra Itália.

VITOR
Negociação 100% fechada com o lateral-direito do Goiás. Ele chega de imediato (apesar de não poder jogar nem Paulistão nem Copa do Brasil), enquanto que Wendel William, Sacconi e Lovinho estão de malas prontas para uma temporada em Goiânia. Wendel é o único que não vai agora, o que é sensato. Boa notícia!

Eis a novidade: no final das contas, William pegou a vaga de Wendel. Agora entendi menos ainda a troca, porque natural seria trocar William por Sacconi. Será que a intenção é ter mais um volante ou 4 laterais?

BELLUZZO
Nostro presidente decepcionante teve seu gancho diminuído pelo fanfarrão STJD e poderá voltar aos trabalhos oficialmente no final do mês. Sinceramente, não faz diferença nenhuma (visto que ele continuava trabalhando normalmente).

EWERTHON
O atacante vai estreiar domingão, no clássico diante dos lambaris. Ou entrará logo na vaga de Lenny, sendo titular, ou ficará como opção para o segundo tempo – o que, hoje, me parece com mais chances de acontecer.

DANILO
Nostro zagueirão também foi aliviado de pena por um absurdo julgamento do STJD – ainda sobre aquele cartão amarelo sofrido diante da gambazada, no Brasileiro do ano passado. Ótima notícia e senso de justiça.

E, no mais, é isso e nada mais. Domingão tem jogo complicado na Arena Havaianas, o time estará completo e estou confiante de um bom jogo para nostra equipe. É marcar, marcar e contra atacar.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Eis a equação do momento, Palestrinos.

Com a diretoria do Goiás afirmando que o negócio já está 100% fechado e com uma semana livre de jogo até o clássico diante do Santos, o assunto da vez é a contratação do lateral-direito esmeraldino.

Bom, pra começar, Vitor realmente é muito bom jogador. Forte, bate bem na bola, vai pra cima e já faz algum tempo tem sido destaque de Campeonatos Brasileiros. No entanto, a questão não é essa; a polêmica fica por conta da negociação.

Segundo tem sido veiculado, o Palmeiras investiria R$600 mil – mais o empréstimo dos três atletas já citados no título até o final do ano – por 65% do passe do atleta (os outros 35% são de empresários). No entanto, vale considerar alguns pontos…

Por exemplo, sobre quem vai. Com Vitor na equipe e Eduardo no banco (a esquerda fica com Armero e Gabriel Silva), Wendel realmente poderia ser emprestado sem maiores traumas. Quanto a Daniel Lovinho (que precisa mesmo ganhar experiência), o “substituto” seria Ewerthon – o que também acho justo. No caso de Sacconi (e este não sei se concordaria em liberar principalmente pela janela do meio do ano, que pode levar Cx10 ou Diego), Lincoln seria o meia a tomar sua vaga.

Outro ponto a ser estudado é o “passe” de Vitor. Em dezembro, o lateral ficaria livre do Goiás – o que, em tese, permitiria ao Verdão contratá-lo em julho. No entanto, sem comprá-lo existiria o risco de algum clube europeu fazer proposta salarial melhor e levá-lo.

Na minha opinião, o negócio é bom. E na sua?

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

« Newer Posts - Older Posts »