Feeds:
Posts
Comentários

Archive for abril \29\-03:00 2010

De novo, Palestrinos, de novo!

Mais uma vez tivemos o domínio, mais uma vez poderíamos sair de campo com um baita resultado, mas mais uma vez preferimos sofrer. O 1 a 0, aos 49 minutos, diante do catado do centro-oeste, saiu com gostinho de goleada. Sorte a nostra.

O JOGO
Parecia replay do que vimos a duas semanas atrás: Palestra lotado, torcida empurrando, posse de bola, mas nada de pressionar o adversário. Em bem da verdade, nos primeiros 45 minutos tivemos apenas uma chance com Lincoln (batendo de primeira) e outra com Robert (que completou impedido um lance de Cleiton Xavier).

Isso tudo já seria cenário para se colocar Ewerthon em campo. Mas Antônio Carlos demonstrou ter dupla personalidade. O mesmo treinador que trocou Pierre pelo camisa 28 na Arena simplesmente ignorou (mais uma) péssima partida de Diego Souza e manteve o time em campo.

O resultado foi um segundo tempo burocrátrico (bem pior que o primeiro, pra ser sincero). O Atlético se animou, atacou e só não marcou por causa de São Marcos. Kojac mexeu mal, trocou seis por meia dúzia, mas, no final, tudo certo.

Pênalti legítimo em Paulo Henrique, Cleiton X bateu bem e o zero saiu do placar. Um achado!

O MELHOR
Não por ter sido o autor do gol, mais Cleiton Xavier faz a diferença.

O PIOR
Diego Souza, de novo e por motivos óbvios.

ARBITRAGEM
Quando somos prejudicados, podemos reclamar. Quando somos ajudados, precisamos reconhecer. E a verdade é que o tim deles bateu a torto e a direito, tivemos um pênalti não marcado a nostro favor na primeira etapa, mas anularam mal o gol deles.

MULTA E BANCO
Eu já havia lançado a campanha “Diego Souza no banco”. Mas, depois do que rolou hoje, não só mantenho a campanha como exijo que a nostra diretoria multe o camisa 7 por ter xingado a massa alviverde.

Não estou dizendo que ele seja culpado pelo momento delicado, nem que seja necessário crucificar alguém que já ajudou a equipe, mas o veredicto é simples: Diego Souza precisa ir para o banco. O quarteto ofensivo ideal de hoje é Cleiton, Lincoln, Ewerthon e Robert. Simples assim.

E AGORA?
Agora é jogar no Serra Dourada por um gol. Só isso.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Lembram das oitavas-de-final, Palestrinos?

Pois então, nas quartas é a mesma coisa. O discurso do nostro querido Antônio Carlos não mudou e acredito que o Kojac está certo: em mata-mata o negócio é vencer e não sofrer gols. Se for por 1 a 0, tá bom; 2 a 0 tá ótimo; 3 a 0 é caso de fazer carreata.

O negócio é manter o time focado nisso. Colocar a bola no chão, sem desespero e achar espaço para abrir o placar e jogar tranquilo. Nunca é demais lembrar: tecnicamente, nostro grupo é muito melhor que o adversário; o que temos que igualar é a vontade (ouviu, Diego Souza?).

O Atlético/GO não é nenhum Barcelona, mas está na Primeira Divisão e não podemos vacilar. Se tomar gol aqui, complica. Portanto, é esquema mata-mata na cabeça: pra cima deles, Verdão!

CONTRATAÇÃO
Chegou nesta semana o zagueiro Leandro Amaro. O cara é novo (23 anos), tem experiência em times grandes e chega claramente para ser um tampa buraco: um elo de qualidade entre nostra zaga titular (Danilo, Léo e Maurício Ramos) e a juventude do Gualberto. Além do mais, é sabido, Danilo ficará suspenso por alguns jogos.

Que seja bem-vindo.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Errar é humano. Mas repetir o erro é burrice, Palestrinos.

Não bastasse o jogo das oitavas-de-final diante do Ventinho Paranaense ter sido disputado numa quinta, 19:30h, a CBF e a diretoria do Palmeiras permitem que o jogo das quartas desta semana ocorra no mesmo horário.

Dane-se que São paulo é uma das maiores cidades do mundo. Dane-se que o trânsito é caótico. Dane-se que é horário do rush. Dane-se que o transporte público não dá conta. Dane-se quem trabalha. Dane-se você. Dane-se eu. Dane-se o torcedor.

Não há nenhum outro jogo na cidade na noite de quinta, não existe justificativa nenhuma (exceto a grade e os interesses da SporTV) para se fazer o jogo neste horário, o time de Goiás não vai ter que matar mais duas cabras para pagar a pernoite no hotel por causa disso, não há nada.

Repetindo o que já foi feito inclusive durante a Libertadores do ano passado, quando jogamos diante do Colo Colo às 19:15h de uma quarta-feira normal, nostra diretoria mostra que está simplesmente dando de ombros para todos nós.

É claro que isso não vai mudar nosso apoio incondicional (no meu caso, infelizmente incondicional ao lado do rádio), mas se você quer cumprir o apelo de São Marcos, terá que se virar mais uma vez.

E ainda sim… Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

 

É para refletir, Palestrinos.

Hoje o Diário Lance! traz uma reportagem que aborda o aspecto econômico do Palmeiras. Focando a renda (que caiu vertiginosamente no início de 2010) e o novo/fracassado programa de sócio-torcedor, o “Avanti”, a matéria questiona onde o clube vai parar deste jeito.

E, convenhamos, é uma pergunta plausível.

Afinal, é fácil entender a queda no número de torcedores no Palestra (o fracasso no Brasileirão-09, a péssima campanha no Paulista, os ingressos insistentemente caros) e o fracasso do Avanti (entenda perfeitamente aqui). Mais difícil é encarar que o buraco é muito mais fundo do que isso.

Desde que a Parmalat saiu, muitas lendas foram contadas – R$30 milhões em caixa, só dívidas deixadas, rombo no orçamento? – e a grande verdade é que só tivemos administrações horríveis. Contratações desastrosas, patrocínios mal negociados, profissionais escusos… aconteceu de tudo.

Quando saiu o sapo gordo, aliás, parecia que estávamos resolvidos. Mas nem um dos maiores economistas do país conseguiu dar jeito e o buraco parece mesmo não ter fundo. O que teria acontecido com o campeão do século XX?!

E a grande verdade é que eu, pelo menos, não sei. Saberia responder dúvidas pontuais, como o fracasso do Avanti e as contratações pífias da última década, mas a grande resposta, aquela de 1 milhão de dólares, eu não tenho. E, cada vez mais, estamos como o rei do conto: nus, mas achando que nostro traje é o mais bonit0 do reino.

Como disse o corneteiro José Serra, “é mais difícil ser presidente do Palmeiras do que presidente do Brasil”.

A politicagem está nos matando, Palestrinos. Eu só espero que consigamos frear isso tudo a tempo.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Muita calma nessa hora, Palestrinos.

A notícia é do Blog do Neto no Yahoo!, saiu hoje e ganhou proporções inimigináveis rapidamente. Claro que é uma notícia que anima e empolga, mas, sejamos francos, está longe de ser crível agora.

Primeiro porque negociações como essas demoram e, com a nostra diretoria, elas demoram o dobro que o normal. Segundo porque nunca se congitou isso antes (e é difícil algo assim ficar no sigilo muito tempo). E terceiro porque a notícia é do Neto, um cara que até tem acesso aos bastidores do futebol, mas que não coloco entre os principais (vide a discussão recente com São Marcos).

Resumindo, eu também estou animado, mas acho difícil. Não vamos nos iludir nem esperar que isso ocorra mesmo. Se acontecer, excelente; se não, normal, segue a vida.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

 

A semana foi altamente positiva, Palestrinos.

Apesar do sufoco no confronto da Arena, o Palmeiras venceu e já começou a se mexer pensando no restante do ano.

No aspecto “2010 ainda existe”, a diretoria está correndo atrás de reforços. O volante Marcos Assunção chegou e, apesar de eu achar que não precisamos mais de volantes, o esforço é válido: o cara é experiente e cobra muito bem faltas (algo que não temos desde a saída de Arce). Para a lateral-esquerda, deve chegar Carlinhos, rápido atleta do Santo André.

Antônio Carlos – que ontem fez uma pequena operação, mas já passa bem e volta a comandar os treinos no domingo – demonstrou na partida de quarta que é inteligente. Mesmo com o empate no placar, ele tirou Pierre pendurado e colocou Ewrthon para correr. A fama de retranqueiro não pesou para Kojac, que mandou bem e revela estar conhecendo melhor o elenco.

Quanto ao prosseguimento na Copa do Brasil, céu de brigadeiro para o Verdão: daqui até a final, nossos obstáculos são Atlético/GO e Vasco (ou Vitória). Claro que não será nada fácil passar por esses adversários, mas, ao ver que o outro lado da chave tem Grêmio, Fluminense, Santos e Atlético/MG, temos que nos sentir privilegiados.

Quinta-feira já tem duelo no Palestra e vamos atrás da semi.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Pra que tudo isso, Palestrinos?

Tá certo que o juizão quis complicar o jogo, mas não justifica o sofrimento que tivemos para nos classificar. Tivemos posse de bola e chances para matar a partida durante os 90 minutos, mas devido a nossa própria incompetência tivemos que aguentar até os 43 minutos do segundo tempo. Acorda, Palmeiras!

O JOGO
Pode parecer que eu estou exagerando, mas o fato é que o Palmeiras teve domínio do jogo desde o primeiro minuto. O Ventinho simplesmente entrou perdido em campo e, após o pênalti e a expulsão, ficou ainda mais. Foi então que começou a nossa mania de complicar jogos fáceis: Robert inventou uma paradinha ridícula e recuou para o goleiro aos 15 minutos. Coma quele gol, os outros 75 minutos seriam meramente figurativos. Mas não…

E pra completar, o fato de termos perdido a cobrança não influenciou na equipe. O Atlético continuou apagado e o Verdão com a posse de bola. Foi aí que aparecer o problema dois: ninguém chuta. Assistimos a um festival de passes de lado e tabelas, mas ninguém chutava a gol. E quem não chuta, é sabido, não faz.

Em bem da verdade, o jogo todo foi assim. A impressão era que qualquer ataque do Palmeiras poderia terminar em gol, enquanto que nostra zaga afastava todos os problemas – Danilo, Léo e Edinho estavam perfeitos nas antecipações. Só que aí o palhaço do juiz apareceu e sofremos o gol de pênalti.

Graças a San Genaro, Marcio Araujo fez outra grande jogada pela direita e cruzou pra Lincoln empatar e matar a partida. Classificação assegurada, cabeça nas quartas.

O MELHOR
Apesar de eu criticar o fato dele jogar na lateral (prefiro ele de segundo volante), Marcio Araújo jogou o fino ontem.

O PIOR
De novo, de novo e de novo: quando Diego Souza vai acordar?!

ARBITRAGEM LUNÁTICA
Exceto pela expulsão do jogador do Ventinho, o juiz errou tudo. Deu faltas onde não houve, inventou cartões amarelos para os dois lados e, claro, assinalou um pênalti ridículo a favor do time da casa. Espero que esse tal Gutemberg não apite nunca mais uma partida do Verdão!

KOJAC PERFEITO
Para quem tem a impressão de que Antonio Carlos é retranqueiro, sua atuação nesta quarta foi simplesmente perfeita. Colocou o time pra frente, tentou empurrar o Atlético e só nã conseguiu porque os jogadores não coperaram.

CAMPANHA DIEGO NO BANCO
Eu já disse mil vezes que acho Diego Souza o melhor jogador de linha do Palestra. Ele é forte, cabeceia e chuta bem, sabe driblar e etc. O problema dele é um só: vontade. Ontem, assim como tem sido comum em 2010, ele foi um verdadeiro funcionário público, tocando de lado e andando até o jogo acabar. Para mim, não dá mais.

Escalem o Ewerthon no ataque e coloquem o Diego no banco.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

O final de semana de descanso já passou, Palestrinos.

Quarta-feira temos o jogo mais importante do ano e, na minha opinião, precisamos de duas coisas: pés e bola no chão. Pés porque o Palmeiras temq eu ter consciência de que joga com a vantagem; bola porque, tecnicamente, é impossível comparar as duas equipes.

Na Copa do Brasil, um gol fora de casa vale mais do que dois, vale o jogo. Por isso o time precisa entender que não basta ficar na defesa cabeceando bola para fora da área (como aconteceu em boa parte do primeiro jogo). Claro que não vamos no expor, mas é preciso pé no chão – atacar com inteligência e não a “lá Armero”.

Outro ponto é que, sem Paulo Baier, o Ventinho vai cruzar menos e tentar mais pelo chão. Aí que entra a bola no chão. Com ela dominada, nós somos imensamente melhores. Diego Souza, Figueroa, Lincoln, Ewerthon, Robert… no time deles, só Netinho tem um pouco mais de qualidade.

É por essas e outras que, mais do que raça e determinação, vamos precisar de inteligência. E torcida, muita torcida.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Robert fez o gol da vitória.

Copa do Brasil é assim, Palestrinos.

Quando se joga dentro de casa, você se preocupa em não tomar gols; quando joga fora, se preocupa em fazer um. Foi com este pensamento que o Palmeiras entrou em campo ontem, diante do fraco time do Atlético/PR, e fez a vantagem mínima. Poderia ter sido mais? Sem dúvidas. Mas ficou de bom tamanho.

O JOGO
Na base do bumba meu boi, o Verdão começou a partida forçando o jogo pela direita e tentando pressionar a brisinha curitibana. Aliás, todo o 1º tempo se desenrolou do mesmo lado do campo: o Palmeiras atacava pela direira com Figueroa e M. Araújo, enquanto que o Atlético subia pela esquerda, com Márcio Azevedo e Paulo Baier.

E foi justamente naquela faixa do campo que Robert, aos 14′, tabelou com Edinho e fez o gol da vitória. Um gol simples, usando o tradicional um-dois e que ganhou um temperinho especial com o passe cheio de marra do camisa 3.

A partir daí, amicos, os 30  minutos subsequentes se resumiram a nostros chutes de longe e aos 58 escanteios batidos pelo morfético do Paulo Baier – onde ele tomou amarelo e merecia até o vermelho (que foi dado com justiça mais tarde).

Na segunda etapa, o recado de Antonio Carlos Kojac ficou bem claro: não se expor e só subir na boa. Daí foi passe pra cá, passe pra lá, mais centenas de cruzamentos em nossa área (e só perdemos uma delas, em grande defesa de São Marcos) e nada de gols.

Poderia ter sido 2. Mas, ontem, 1 a 0 foi goleada.

O MELHOR
Nunca achei que fosse escrever isso aqui, mas foi Edinho. O nostro Shrek deu passe de calcanhar, defendeu feito um leão e chegou até a finalizar.

O PIOR
Pelo que se esperava dele no jogo, Lincoln.

O CASO DANILO
Vamos ao lance como ele foi (eu estava atrás do gol e vi do mesmo jeito que depois na TV): escanteio, fazem falta em São Marcos, o juiz bundão não marca, Danilo tomada uma cabeçada de Manoel fora do lance, dá uma cusprada de volta e fala grita com ele no chão.

Manoel merece punição pela cabeçada (e pelo posterior pisão em Danilo no final do jogo)? Sim. Danilo merece punição pela cusparada? Também. Mas Danilo agrediu verbalmente o zagueiro, chamando-o de “macaco”? Aí é palavra contra palavra.

No futebol, infelizmente, sabemos que ofensas desse tipo são comuns. Pode ter acontecido (e então Danilo mereceria, sim, mais punição). Mas por que, ao sair para o intervalo, Manoel disse que não houve nada e que havia sido coisa de jogo e depois de tomar banho quis fazer B.O.?

Está na cara que é pra colocar o Palmeiras em uma situação complicada na quarta que vem.

Mas quer saber? Vamos lá e vamos ganhar do mesmo jeito.

___________________________________________________________

Atualizando: acabo de ouvir o áudio da ESPN e Danilo realmente chamou Manoel de “macaco do caralho”. Está errado e merece punição. Pior para a gente, que vai perdê-lo por até 120 dias na Copa do Brasil e no Brasileirão, e pior para o próprio camisa 23, que vai responder processo sobre isso.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Cá estamos nós novamente, Palestrinos.

Mais um jogo decisivo no ano e mais uma vez os líderes do time pedem estádio lotado. Para o duelo de quinta, 19:30h (aliás… que horário escroto!), diante do Ventinho/PR Paranaense, Danilo, Antônio Carlos Kojac e São Marcos pediram que todos lotemos o Palestra Itália.

O problema é que, exceto pelo jogo diante dos bambis, o Palmeiras só nos decepcionou em casa este ano. Citando apenas duas das “decisões” entregues este ano, basta lembrar das partidas com Santo André e Ponte Preta. A massa foi, pagou R$30 e o time não correspondeu.

É normal que a desconfiança esteja em alta. A pergunta é: “dá pra confiar”?
E a resposta, pelo bem de todos é: “claro que dá, cazzo”!

Apesar do elenco ainda não merecer nostra confiança, nunca é demais lembrar que se trata da Sociedade Esportiva Palmeiras e do nostro futuro em 2010. Chegamos ao ponto de que ou vai na Copa do Brasil ou não vai mais a lugar nenhum. Além do mais, nostro Santo goleiro disse que o time irá jogar com raça, “ralando a bunda”.

Então, nesta quinta, apoie o Verdão de onde você estiver.
Mas, se for pra xingar, que fique em casa e nem ligue o rádio.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Older Posts »