Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 16 de setembro de 2010

Atenção, Palestrinos.

Vem aí um filme revelador que, dentre outras coisas, revela porque Muricy Ramalho não vingou no Palmeiras. Só um time tão diferencido faria um trabalho tão sincero, obstinado e… diferenciado.

Em tempo: é domingão, bicharada!

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

 

Como explicar este time, Palestrinos?

Como uma equipe que faz jogos tenebrosos em casa consegue ganhar assim, no Olímpico? Na minha opinião, o veredito é simples: torcemos para um time bipolar. Uma equipe que alterna jogos horríveis e bons resultados como quem alterna os meiõe sujos. É a chamada irregularidade. Seja como for, jogamos água no chope do aniversário gremista e pegamos moral para o clássico de domingo.

O JOGO
Bastante movimentado, o jogo começou sem o domínio de ninguém. Muito embora o Grêmio tomasse a atitude, não dominava a partida, e foi num contra ataque dessas descidas gremistas desordenadas que abrimos o placar. Falta em Ewerthon, Marcos Assunção na bola e bola no ângulo. A partir daí, definitivamente, o Palmeiras resolveu sair só na boa.

Com Kléber em dia pouco inspirado, as descidas do Verdão vinham mesmo com lançamentos para nostro camisa 28 e, numa dessas, quase saiu o segundo. Deola fez duas boas defesas, na seqüência, é a primeira etapa terminou com  a nostra vitória.

No segundo tempo, o mais que esperado era o sofrido jogo de ataque contra defesa. Mas, logo aos 2 minutos, Assunção novamente colocou a bola onde quis e Ewerthon mandou pra dentro do gol. Com 2 a 0, o negócio era mesmo defender. E foi nos bicos pra frente e nas defesas de Deola que o Verdão, apesar de sofrer de um gol de Jonas, assegurou os 3 pontos.

Toma essa, Renato Gaúcho! O Olímpico é mesmo do Felipão.

O MELHOR E O PIOR
Marcos Assunção foi, novamente, peça fundamental no meio-campo.
Por outro lado, Rivaldo também foi, novamente, peça lamentável no jogo.

DOMINGO!
Domingo tem jogo diante da bambizada no Pacaembú. É, mais uma vez, a chance de tentar embalar no campeonato e deixar essa síndrome de montanha russa que tem atacado o Palmeiras. Ainda mais porque, se tudo der certo, elas vão tomar uma sabugada do Inter hoje. Pra cima delas!

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »