Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 7 de fevereiro de 2011

Até aqui, 2011 está deliciosamente surpreendente, Palestrinos.

Apesar da derrota no clássico, ainda somos líderes do Paulistão, o time está bem mais organizado do que se esperava e Felipão vem conseguindo montar a equipe à sua maneira. Se não tivemos os reforços ideais, ao menos asssistimos a chegada de Cicinhos e Adrianos cheios de personalidade.

Mas, vendo tudo isso, fica a pergunta: como fazer para manter a boa fase?

Na minha opinião, o primeiro ponto é observar muito bem os jogos para moldar a equipe da melhor maneira. Já percebemos, por exemplo, que Rivaldo e Dinei destoam do restante da equipe. Enquanto Gabriel Silva não volta da maledeta sub-20, por exemplo, poderíamos apostar no menino Hugo Leonardo (Copa SP) ou mesmo em Luan fazer a ala esquerda. Quanto ao ataque, Patrik ou Adriano poderiam roubar a vaga do nostro camisa 29.

A segunda coisa a se fazer é ficar de olho no mercado. Não está fácil fazer bons negócios, mas observar bem as equipes do Paulista pode render bons reforços para o restante do ano. Outro exemplo são jogadores que estão deixando times grandes e procurando lugar em algum outro, caso de Alecsandro, que está deixando o Inter e seria uma boa contratação para vestir nostra camisa nove.

Quanto ao terceiro ponto, que diz respeito à motivação, fico mais tranquilo por termos Felipone no comando. Ele tem o grupo nas mãos. Talvez as únicas coisas a serem melhoradas são o relacionamento com Lincoln e Valdívia, e dar uma puxada na orelha de Tinga, que anda displiscente demais em campo.

No mais, o ano está melhor do que imaginei. É só trabalhar pra não deixar a peteca cair.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Anúncios

Read Full Post »

Lá se foi mais um clássico, Palestrinos.

Mais um jogo que dominamos de cabo a rabo, mas que não soubemos resolver. Não é a primeira vez que isso acontece e, com este time, não será a última. Nosso time é bastante esforçado e organizado, mas, sem um matador de ofício, essas alternâncias na eficiência de nosso comando de ataque serão comuns e até esperadas. Se perdemos para alguém ontem, esse alguém foi nossa própria incompetência.

O JOGO
A partida começou morna, com os dois times correndo sem direção e errando muitos passes. Foi então que em uma das inúmeras tabelas que o ataque da gentinha produziu, Jucilei saiu na cara de Marcos e forçou nostro Santo a fazer milagres. Na seqüência, Maúrício Ramos perdeu um gol sem goleiro. A partir daí o jogo melhorou e o Palmeiras também.

Alternando corridas de Luan pela esquerda e as subidas de Cicinho pela direita, o Verdão chegava, mas tinha dificuldades de encontrar Kléber desmarcado. Em duas oportunidades, porém, nostro camisa 30 girou e conseguiu o arremate. Mas tanto ele quanto Dinei e Marcos Assunção pararam nas mãos inspiradas de Julio Cesar.

Na segunda etapa o domínio alviverde cresceu, mas continuamos sem acertar o pé. E em uma dessas bolas não chutadas a gol, Kléber foi desarmado, armaram o contra ataque rapidamente, nostra defesa travou no milésimo um-dois da gambazada no jogo e Alessandro fez o gol da vitória.

Adriano entrou muito bem em campo, fez a correria pela direita, mas nada adiantou. Fora que tivemos ainda uma chance ridiculamente clara para marcar, mas o Gladiador estava em dia de pé murcho. Resultado: derrota pro rival e reanimamos um morto.

TROFÉU SÃO MARCOS
Luan. Ele não é brilhante, mas é incrível o quanto corre e compensa a ruindade de Rivaldo.

TROFÉU RIVALDO
Maurício Ramos. Acho ele um grande zagueiro, fico feliz por seu 100º jogo, mas falhou nos dois lances capitais da partida.

E AGORA?
Agora é juntar os cacos e voltar a campo só no próximo final de semana, diante do Americana, em um jogo que tem tudo pra ser complicado. Perder o clássico dói, mas não foi o fim do mundo; basta treinar bastante finalização e ver se conseguimos a vitória no domingo.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »