Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 28 de fevereiro de 2011

O empate do medo

Dos males o menor, Palestrinos.

Afinal, um empate conseguido aos 40 minutos do segundo tempo nunca é prejuízo. Mas, ainda assim, fica difícil não lamentar o empate de ontem no Morumbi. Menos pelo gol tardio de Adriano MJ, mais pelo desperdício de estar com um a mais em campo e ser tão precavido que dá raiva. Felipão foi medroso, mas a vice-liderança ainda lhe dá gordura.

O JOGO
Com mais de uma hora de atraso e com parte do gramado ainda encharcado pelo dilúvio dominical, o Palmeiras começou o jogo melhor. Abusava dos lançamentos, forçava as bolas paradas e ia chegando devagar ao gol das donas da casa. Mas o tempo passou, o gramado secou e o trio de ataque do SPFW começou a chegar com perigo.

Então, aos 25 minutos, Fernandinho passou por Danilo como quis e bateu bem pra abrir o placar. A partir daí teve muita correria por parte delas e muitos chutes sem pontaria do nostro lado. Tinga e Luan trombavam no lado esquerdo, Valdívia prendia demais a bola e o primeiro tempo acabou mesmo com a derrota.

No intervalo, Felipão começou a demonstrar cautela ao trocar Danilo por Leandro Amaro. Tudo bem que o camisa 23 costuma pagar de xerifão na hora errada e já tinha amarelo, mas foi uma substituição “queimada”. As coisas continuaram truncadas e Felipone tirou Luan para colocar Adriano em campo. Até que aos 12 minutos, Alex Silva fez o que se esperava de Danilo, empurrou justamente Michael Jackson sem bola e foi expulso.

Com um homem a mais em campo, todos esperavam Patrik, quiçá Miguel. Só que o nostro treinador temeu pela expulsão de Assunção e, de novo, queimou uma substituição colocando João Vitor na vaga do camisa 20. E mesmo sem forçar, o Palmeiras acuou o time da casa na base dos chutes de fora da área, parando em Ceni.

Quando entendeu que fazer o um-dois era o caminho, Adriano teve duas chances claras. Na primeira, errou; na segunda, bateu bem de canhota pra empatar a partida. Antes do final do jogo, o bandeira ainda errou e vimos a chance da virada ir por água abaixo.

Mas não podemos reclamar só dele. Perdemos pro nostro medo.

TROFÉU SÃO MARCOS
Adriano. Ele não “só” fez o gol de empate, como entrou com sede de bola, dando agilidade ao burocrático toque de bola do Verdão.

TROFÉU RIVALDO
Tinga. Apesar de um belo chute na segunda etapa, correu feito uma barata tonta durante toda a partida e cansou de distribuir passes errados.

FELIPÃO ERROU
Juro que após momentos de pura raiva e contestação tentei entender a substituição de Danilo. Na minha opinião foi errada, mas é justificável. A entrada de Adriano no lugar de Luan deveria ser permanente. Agora, com 11 contra 10, trocar um volante experiente por outro mais jovem pelo receio de vê-lo expulso foi um erro claro.

Poderia tirar Tinga e colocar Patrik. Até Miguel caberia como centroavante, visto que Kléber volta para buscar o jogo. E mesmo que quisesse tirar o Kid Bengala não valeria a pena ter outro volante em campo. Errou, comandante!

MUDANÇAS PARA QUARTA
Adriano não é o atacante dos sonhos, mas ficou claro que precisa ser titular. Sacrifique Luan ou Tinga, mas coloque Michael Jackson em campo. Outra mudança possível é escalar João Vitor ou Chico de primeiro volante e sacar Márcio Araújo. São ajustes que podem ser feitos no jogo desta quarta, quando a vitória será obrigatória e esperada.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Anúncios

Read Full Post »