Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 6 de março de 2011

Mais um empate, Palestrinos.

E pior do que isso, mais um empate sem gols e mais um goleiro adversário consagrado. Em mais uma partida de ataque contra defesa, tivemos quase vinte oportunidades de marcar, mas, em um misto de nervosismo e falta de pé na forma, passamos em branco. Caímos pra quinta colocação e, embora o importante seja estar entre os oito, é preciso melhorar (muito) nas finalizações.

O JOGO
Se você ler as minhas quatro últimas resenhas sobre partidas do Verdão, provavelmente perceberá que venho me repetindo: o Palmeiras começou bem, colocou pressão, disperdiçou chances e, pouco a pouco, deixou o adversário achar que poderia vencer. Sem Valdívia nem Kléber, mas com Patrik e Miguel, o time correu muito, criou muito e, claro, perdeu muito.

Na primeira etapa foram ao menos três chances claras, duas com Adriano MJ e uma com Patrik. Entendam: não deixamos criar, porém continuamos finalizando mal. E o mais alarmante foi que jogamos com um a mais desde os 25 minutos de jogo! Mesmo com um atleta a mais, tentamos furar um bloqueio de uma equipe inferior sem sucesso.

Na segunda etapa Felipão tentou suas mudanças: tirou ambos os laterais, colocando Marcio Araújo e Luan nas alas, reforçou o meio com João Vitor e lançou Vinícius na frente. No entanto, adivinhem só?, os problemas continuaram o gol não saiu. Aliás, até saiu no último minuto, mas Danilo estava impedido.

Sem dúvidas Neneca fez uma boa partida. Mas quando paramos para perceber que todos os goleiros que o Palmeiras enfrenta se consagram (até o do Comercial/PI!), é porqur algo está muito errado.

TROFÉU SÃO MARCOS
Mais uma vez, Adriano Michael Jackson foi o cara. Se não colocou a bola pra dentro, correu e criou bastante.

TROFÉU RIVALDO
Não acho que ninguém tenha ido tão mal. Mas, de novo, Tinga rodou o campo feito barata tonta.

POLÊMICA PRÉ-JOGO
Alegando que os gastos seriam maiores, nostra diretoria cortou a nutricionista Alessandra Favano da concentração na sexta-feira. E, ao que parece, Felipão ficou bastante irritado com a decisão. Se o fato for verdadeiro, só quer dizer uma coisa: que, infelizmente, nostra diretoria continua arcaíca quando pensa em futebol.

Uma equipe precisa de profissionais de todas as áreas se pretende ter sucesso e, ademais, um quarto de hotel não fará diferença nenhuma pra fechar as contas no final do mês. Existem muitos gastos piores (tipo dirigentes que viajam com tudo pago e sem necessidade nenhuma) para serem cortados.

E AGORA?
Agora é treinar, treinar e… um doce pra quem adivinhar… treinar! Temos o Noroeste em Bauru na quarta e o São Bernando no Canindé sabadão. Que tal seis pontos, Verdão?

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »