Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 16 de março de 2011

Hoje é dia de jogo, Palestrinos!

Dia de ir até o interior de Minas Gerais enfrentar o Uberaba e tentar eliminar o quanto antes a partida de volta, válida  pela segunda fase da Copa do Brasil. Antes, no entanto, é preciso abordar alguns outros assuntos que insistem em ser abordados de maneira amadora.

O PALESTRA É NOSTRO!
Ontem, mais uma vez, a nostra oposição usou a imprensa para fazer alardes sobre a construção da Arena e a Folha de SP publicou um artigo completamente sensacionalista. Só resumindo o conteúdo para quem não leu: o Palmeiras estaria sendo enganado pela WTorre e não ganharia nada com o negócio, a não ser uma empresa sangue suga.

Pois bem, não vou me alongar muito sobre o assunto (o 3VV fez isso de maneira perfeita, leia), mas fica claro que o teor da dita reportagem é ridículo. Se a construtora vai colocar R$360 milhões na construção, é óbvio que ela tem garantias de retorno. Ou alguém esperava que construíssem o estádio e o entregassem de graça, por benevolência?

Por 30 anos a WTorre será, sim, parceira do Palmeiras. Participará dos lucros, poderá organizar shows e eventos, além de capitalizar com amistosos do Verdão. É extremamente provável que o investimento se justifique ao final deste tempo, mas que fique claro: o Palestra é e sempre será do nostro.

DIREITOS DE TRANSMISSÃO
E continua a bagunça sobre os direitos de TV do Brasileirão. A RedeTV venceu a licitação que não teve as participações de Globo e Record, mas não garantiu que leverá nada. Primeiro a justiça irá decidir quem tem o poder do negócio (Clube dos 13 ou os clubes diretamente) para depois sabermos quem realmente transmitirá o Brasileiro de 2012.

Até lá, tudo é especulação. No entanto, a certeza de que o Palmeiras ganhará mais do que ganhava tem fundamento em qualquer um dos modelos de negociação, seja em grupo ou individualmente, já que temos uma das maiores torcidas do país.

O problema é que se todos os clubes concordam entre si, não haverá negócio com ninguém.

COPA DO BRASIL
Pelo que assisti na matéria bem humorada de André Plihal na ESPN Brasil, o Uberaba é mais um daqueles típicos times da Copa do Brasil: tem pouco dinheiro, muitos problemas, mas sobra vontade de aparecer contra um time de maior expressão.

E como não poderia deixar de ser, a receita para o sucesso também é aquela típica do torneio: jogar com seriedade e fazer o resultado lá mesmo. Sendo por dois gols de diferença, tanto faz ganhar de 2 a 0 ou de 20 a 1. Pra cima da mineirada!

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »