Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 4 de abril de 2011

Espetinho de peixe

Belo domingo, hein, Palestinos?

Nem a chuva estragou o final de semana de passeio em Santos. Até falaram para tomar cuidado com uns moleques atrevidos que tentam bater carteira na orla, mas, sabe como é, quem tem Felipão não precisa se preocupar com isso. Uma defesa sólida, aquele meio congestionado, uma pitada de contra golpes rápidos… taí a receita do churrasquinho de peixe alviverde.

O JOGO
Ema teoria, as duas equipes que entraram ontem na Vila Belmiro tinham desenhos parecidos: 4-4-2 com dois volantes, dois meias e dois atacantes, apostando nos alas que se revezavam ao subir. A diferença estava na aposta dos treinadores; Martelotte apostou no talento, Felipão apostou na aplicação tática.

E foi assim, jogando, que o Santos tomou conta do primeiro tempo. Contudo, apesar de alguns vacilos – como a girada de Durval em cima de Rivaldo –, o Verdão se comportava da maneira que podia na defesa; o problema era mesmo a falta de opções de ataque. Até por isso Adriano MJ saiu para a entrada de Luan e, até por isso, Felipão cobrava tanto Patrik para entrar no jogo de vez.

Quando os primeiros 45 minutos terminaram, a certeza era uma só: ou o Palmeiras resolvia sair para o jogo ou a derrota seria inevitável. Foi aí que Marcos Assunção, que já havia colocado uma no travessão no finalzinho do 1º tempo, colocou uma cobrança de falta na trave. E foi aí que o Palmeiras acordou de vez para o jogo.

Cicinho, que até então se limitava a correr atrás de Neymar, começou a subir, Luan começou a esticar em carreiras pela esquerda e Kléber fazia as vezes de pivô da tarde. E após muitas faltas, dois gols anulados e Deola operar mais um de seus milagres, o Gladiador salvou a tarde.

Recebeu passe belíssimo de Patrik e, aos 35 da etapa final, bateu na saída do goleiro para matar a partida. Um a zero, jogando nos contra golpes e sustentando a liderança: é ou não é a cara de Felipão?

TROFÉU SÃO MARCOS
Embora Deola e Patrik mereçam a menção honrosa, foi Kléber quem matou e mudou o jogo.

TROFÉU RIVALDO
Mais uma vez nostro querido Adriano Michael Jackson ficou devendo.

PATINHO FEIO
Ao final de partida, Kléber soltou o verbo contra a imprensa, afirmando que o Palmeiras é desprezado. Dou-lhe razão, claro. Mas não diria que é só isso. É mais do que natural que as manchestes sejam ocupadas com Liédson, Adriano, Ganso e Neymar. Nostro Verdão é, hoje, o patinho feio do futebol paulista.

Mas, pouco a pouco, estamos virando o cisne premiado que pode calar a boca de todos os críticos.

REFORÇOS
Felipone confirmou a chegada de um zagueiro (que dizem ser Gustavo, do Mirassol). Especulações dão conta de que Wellington Paulista virá (mas todos negam). Maikon Leite chega em junho.

É um elenco que, se não sofrer com lesões e longas suspensões, pode brigar bem no Brasileirão.

Siamo Palestra! 

ROJAS.

Read Full Post »