Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 10 de maio de 2011

Lembrem 1995

O vídeo acima é obrigatório para qualquer ser humano.

Porque se você não conhece a história de Palmeiras x Grêmio, válido pela Libertadores de 1995, deve assistir nesteeExato minuto. E, se conhece, deve rever pela segunda, terceira ou milésima vez, porque se trata de um dos maiores jogos da história do futebol.

Nós, atuais bicampeões brasileiros, enfrentávamos o estigma de não irmos bem na Libertadores. Na edição daquele ano, porém, havíamos terminado a primeira fase na liderança do Grupo 4, tendo enfrentado o time de Felipão por duasvezes, vencendo em casa (3×2) e empatado fora (0x0). Nas quartas-de-final, no entanto, quis o destino que nos cruzássemos novamente. E que o primeiro jogo fosse no Sul.

Irreconhecível, o Palmeiras entrou em campo acanhado e aceitou a pressão exercida pelo time da casa. No Olímpico lotado, a equipe sucumbiu aos cruzamentos da equipe gremista e levou nada menos que cinco tentos a zero. Obviamente os jornais da época cravavam que o fracasso era iminente e que já estávamos eliminados.

Duas semanas depois, no Palestra lotado, o que se viu em campo foi estarrecedor. Mesmo sofrendo um gol de Jardel com poucos minutos de jogo, nostra equipe encontrou energia das entranhas e começou a jogar como se a partida houvesse recomeçado do zero. Empatou, virou, marcou o terceiro, o quarto, o quinto e só não marcou o sexto porque uma partida acaba após 90 minutos.

Em um misto de decepção por faltar tão pouco e de alegria por ter feito o inesperado, nostra massa alviverde pulsou nas arquibancadas. Dentro de campo, em uma cena surreal, os jogadores se cumprimentavam e acenavam uns para os outros, mesmo sabendo que estavam eliminados.

O Grêmio, arranhado, seguiu em frente e foi campeão. O Palmeiras, renovado, trilhou um caminho que não render títulos naquele ano, mas que culminou no time maravilhoso de 1996. Mas ali, naquele 8 de agosto de 1995, pouco importou o que veio pela frente a não ser a festa, a alma e o sorriso de quem sabe ostentar a sua fibra.

___________________________________________________________

Não, Palestrinos, eu não estou afirmando que isso acontecerá na quarta-feira. Os times são outros, o momento é outro e até a nostra esperança também é outra. Mas como não sonhar em ver algo parecido com isso já que estarão em jogo o Palmeiras e o futebol?

Já diria Miguel de Cervantes: “Yo no creo en brujas, pero que las hay, las hay”.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »