Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 23 de maio de 2011

A tal dependência

Já estamos acostumados, Palestrinos…

Não basta vencer as partidas, a imprensa sempre irá encontrar defeitos no Verdão. Longe de mim achar que estamos com o time totalmente bem resolvido, mas é impressionante como gostam de diminuir os nostros feitos. O problema da vez é a “Kleberdependência”, doença crônica que afeta um time limitado e sem criatividade, fazendo com que apenas o camisa 30 possa resolver os problemas dentro de campo.

Mas como o próprio título deste post diz, tudo bem, isso não é novidade. Já sofremos da “Marcosdependência”, da “Magodependência”, da “Assunçãodependência”… Parece que a equipe, como um todo, não existe; existe quem faz gols e só.

Volto a dizer: nostra equipe não é – e nem será – uma primazia. Mas fica extremamente chato não dizer que nostra dupla de zaga tem feito um ótimo ano, que os volantes têm marcado e atacado racionalmente, que os laterais têm apoiado, que o gol está sempre bem protegido por Marcos ou Deola, e por aí vai. O que me espanta é dizer que só existe Palmeiras com o Gladiador.

Oras, mas é claro que Kleber faz a diferença! Assim como faz Neymar, como faz Liedson, Montillo, Conca e muitos outros. Em um campeonato como o Brasileiro, onde os craques estão escassos, qualquer jogador diferenciado é capaz de decidir partidas em um lance.

Neste domingo foi Kleber. No próximo pode ser Assunção. No outro, Luan. O importante é termos consciência de que mesmo com um elenco limitado, o Palmeiras é maior do que um jogador; e que, mesmo assim, devemos reverenciar este verdadeiro defensor do nostro manto chamado Kleber Giacomace.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Começamos o Brasileirão com vitória, Palestrinos!

E muito embora não tenha sido um show de bola, o Verdão foi imensamente superior durante toda a partida e mereceu sair de campo com os três pontos. O placar magro acabou sendo até pouco pelo domínio, mas bastante justo pela já tradicional falta de pontaria do nostro ataque. Fizemos a lição de casa, começamos com o pé esquerdo de Kleber e saímos na frente.

O JOGO
Mais organizado desde o início e extremamente bem estruturado na parte defensiva, o Palmeiras teve o domínio de bola desde os primeiros minutos. O problema era a ligação entre defesa e ataque: com uma espécie de 4-3-3, Luan e Adriano estavam muito espalhados pelas pontas, enquanto que Tinga era um pseudo-armador da pior qualidade.

Desta feita, dependemos, mais uma vez, das bolas paradas de Assunção. E olha que não foram poucas! Nostro Kid Bengala mandou um tirambaço no travessão, teve outro defendido por Jefferson e ainda deu bela assistência para Thiago Heleno quase marcar. Mas como o zero não saiu do placar, Tinga saiu no intervalo e patrik melhorou a dinâmica de jogo no segundo tempo.

Então, aos 19 minutos da segunda etapa Márcio Araújo roubou bonito, tabelou e deixou a bola com Kleber; o Gladiador, completando 100 jogos pelo Palestra, não perdoou e fez um verdadeiro golaço. Corte seco, patada de esquerda, 1 a 0 no marcador! Com o Botafogo finalmente tentando ir ao ataque, tivemos chance em dois contra ataques, mas ficamos mesmo na diferença mínima.

Como bem disse São Marcos, parafraseando Muricy, o que vale é a vitória.

TROFÉU SÃO MARCOS
Apesar da partida impecável que Thiago Heleno fez na defesa, Kleber matou o jogo com uma pintura e merece o prêmio de melhor em campo.

TROFÉU RIVALDO
Não é a primeira vez dele no ano e não deve ser a última: Tinga.

FELIPÃO TEM RAZÃO
Se às vezes fala demais, dessa vez Felipão foi cirúrgico em sua entrevista pós jogo. Elogiou todos os que estiveram em campo, exaltou a atuação de Kleber, continuou blindando aqueles que são criticados (leia-se Luan) e se disse satisfeito com os três pontos.

Assim, sem polêmica nenhuma. Coisa fina!

CALMA NO CHIQUEIRO
Com a vitória, fica a semana tranquila pro nostro Verdão trabalhar. Até porque o próximo desafio será pedreira das grandes: o Cruzeiro, fora de casa, no próximo domingo. Vamos trabalhar, meu povo.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »