Feeds:
Posts
Comentários

Archive for outubro \24\UTC 2011

Mais uma derrota, Palestrinos…

Mais uma derrota em mais uma rodada ridícula, monótona e sem vibração. Um verdadeiro espelho do catado que tem entrado em campo vestindo o nostro manto verde. O que vimos sábado, no Canindé, foi mais do mesmo; mais do mesmo complexo de vira-latas que nos atingiu em cheio na última década e mais especificamente neste segundo turno de Brasileiro.

Não temos um elenco pior que o do Atlético/GO, do Coritiba, do Figueirense, nem mesmo pior que o do Botafogo. No entanto, com o racha que temos na relação treinador-alguns jogadores e com a má vontade que o time tem entrado em campo, nos aproximamos do América/MG.

Aliás, pouquíssimo me importa neste momento que após o episídio João Vitor alguns atletas e Felipão tenham se estranhado. O Palmeiras paga bons salários, em dia, todos os meses para que qualquer profissional de caráter entre em campo a fim de fazer o seu trabalho da melhor maneira possível. Se falta ânimo pela situação, deveria sobrar vontade pelo profissionalismo.

Precisamos de 4 pontos em 7 duelos e a situação não é tão simples quanto parece. Com a má vontade que temos visto, não será nem um pouco fácil tirar pontos de Atlético/MG, Grêmio e Bahia fora, nem de Coritiba e Vasco em casa. Isso sem falar nos dois últimos clássicos do campeonato… O rebaixamento, antes impensável, começou a se tornar bizarramente possível.

Ou o Palmeiras muda a postura ou teremos que mudar o hino. “Quando surge o Alviverde impotente…”

_______________________________________________________

DIRETAS JÁ!
Hoje, às 18h, tem movimento pró-Diretas Já em frente a Academia de Futebol, na Barra Funda. Mais uma oportunidade de mostrarmos a este bando de velhos sanguessugas que os 15 milhões de torcedores deste lado jamais se deixarão levar pelos mesmos 15 safados que se revezam no poder. Quem puder ir, por favor, vá.

_______________________________________________________

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Diretas já, Palestrinos!

Creio que o tema já seja de conhecimento de todos os torcedores, mas, como vem sendo abordado com mais força ultimamente, resolvi explicá-lo um pouco melhor e aproveitar para dar a minha opinião sobre o assunto.

Para começar, o nome do manifesto: “Diretas Já” foi um movimento popular de reivindicação por eleições presidenciais diretas no Brasil ocorrido na década de 80. Isso ocorreu porque, até então, o futuro comandante do país era eleito por uma pequena comissão que decidia quem eleger a portas fechadas.

Coincidência ou não, a situação do Palmeiras é exatamente esta. Alguns poucos e retrógrados dirigentes decidem quem irá comandar a paixão de 15 milhões de pessoas, sem levar em conta nada além de sua própria vontade. E são esses conchavos partidários que precisam acabar: chega de favor, jeitinho, nepotismo!

O Palmeiras PRECISA mudar e o melhor caminho são as eleições diretas. Sem a intenção de nos juntar a nenhum candidato ou partido; o Verdão só vai voltar aos trilhos quando se profissionalizar dentro e fora das quatro linhas. O vídeo acima, enviado por Luis Fernando do Vale Ferreira , mostra bem a situação política que vivemos nas últimas décadas.

Eu apoio o movimento Diretas Já no Palmeiras e aconselho que todos apóiem também.
Para saber mais, clique e acesse a página no Facebook e no Twitter do movimento.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

É triste, Palestrinos, muito triste.

Mais um ano vai chegando ao fim e a nostra torcida, mais uma vez, é para que ele acabe logo. Não que essa rotina seja nova para nós, mas 2011 está dose para porco premiado. Das quatro competições que participamos, apenas no Paulistão tivemos uma boa campanha e, mesmo assim, nem na final chegamos.

Ontem, em casa, assistindo a melancólica derrota diante do Fluminense, me peguei como um reles espectador. Juro, eu, que costumo gritar, chutar degrau de arquibancada e morder o dedo, estava literalmente assistindo ao jogo. Sem reação, sem nem me mover, eu simplesmente esperava pelo resultado. E quando o árbitro apitou o final de partida, nem abaldo fiquei.

Isso tudo é bizarro, é atípico, é algo que nunca vou me acostumar. Por mais que venha acontecendo com frequência nos últimos anos, nós somos o Palmeiras, o Campeão do Século XX, o Alviverde Imponente, cazzo! Não dá pra se acostumar a uma rotina medíocre dessa. O final de semana chegar e não ter a mínima emoção para acompanhar o jogo do Verdão é uma das piores coisas do mundo.

Daí já começam com aquela ladainha de elenco melhor em 2012, de contratações de qualidade, de dinheiro em caixa, de buscar títulos, de nos devolver a alegria. Convenhamos, é bem difícil acreditar na nostra diretoria depois de todos estes anos.

Portanto, não me perguntem ou peçam soluções porque não é a hora. Isso aqui é somente um desabafo de quem, mais uma vez, está vendo o Brasileiro passar.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

O tempo passa e algumas coisas são descobertas, Palestrinos.

E a descoberta da vez diz respeito ao triste episódio da última terça-feira. Eu também fiquei extremamente chateado e indignado com o que aconteceu com João Vítor, mas, quando li que o atleta não iria prestar queixa contra os agressores, algo me disse que havia coisa mal contada.

Ontem assisti atento às palavras ditas por Paulo Vinícius Coelho na ESPN e acredito que a versão posta por ele pode ser verdadeira. Segundo PVC – jornalista e, acima de tudo, palmeirense – João Vítor foi xingado por um torcedor na saída da loja oficial do clube e, acompanhado por um amigo e o cunhado, teria partido pra cima do mesmo. O problema é que a sede da Mancha fica a pouquíssimos metros do local e, sabendo da briga, filiados da “organizada” foram até lá e a confusão aconteceu.

E então você irá me perguntar: “mas por que acreditar nesta versão e não em outras?”. Porque ontem, após o empate diante do Flamengo, Felipão deixou bastante claro que achava que o jogador não era santo nessa história, que deveríamos todos esperar os laudos da polícia. E eu, pessoalmente, acredito nisso.

Continuo achando que a agressão a João Vítor é absurda e que as tais “organizadas” devem ser banidas do futebol o mais rápido possível. Mas, devido aos fatos apurados, começo a achar também que o coitadinho não é tão coitado assim.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Minha indignação permanece intacta, Palestrinos.

Aproveitando o feriado, ontem li toda e qualquer publicação que citasse o ocorrido da última terça, fazendo a minha revolta crescer ainda mais. Afinal, agora não bastassem os bárbaros animais que agrediram João Vitor, ainda temos que nos preocupar com mais um capítulo das novela Kléber, Frizzo e Felipão.

Para começo de conversa, vamos lá: nenhum destes citados acima é santo.

O atacante, por exemplo, já está forçando a sua saída do Palmeiras há muito tempo. Começou naquela palhaçada com o Flamengo, continuou com as já famosas dores inexistentes no joelho, se arrastou com declarações imbecis e culminou no ocorrido desta semana, quando defendeu que os atletas dessem WO no jogo de ontem. Se a saída dele já era inevitável, agora virou certeza absoluta.

Quanto a Frizzo, nunca inspirou confiança. Se formos pensar, o cara não tem o apoio irrestrito de ninguém: nem de Tirone, nem de Felipão, nem dos jogadores. A maior prova disso é que foi taxado de “mau caráter” por Kléber e o mesmo não teve nenhum tipo de punição. Está no cargo porque não temos opção dentro da “situação”, no momento.

Já Felipão, quem diria, andou escorregando nos últimos tempos. Apesar de levar todos os problemas medonhos do clube a mão de ferro, nostro comandante deslizou em algumas declarações e atitudes recentes, incluindo a de tolerar as birras do camisa 30 e ainda colocá-lo de volta no time com a tarja de capitão.

Mas o resumo da ópera, para mim, é muito simples: entre os três, Felipão ganha de goleada. Em fase de boataria e fofocas, eu fico 100% com Scolari. Afinal, se é para confiar em alguém, que seja em um cara que trabalha há anos no Palmeiras, que tem uma história firmada e que me parece íntegro.

Quanto a Kléber, sugiro apenas que fale menos e escute mais atletas como São Marcos, que mais uma vez deu exemplo de profissionalismo e bom senso ao conversar com o grupo e dizer que não jogar seria um crime ainda maior contra os 15 milhões de apaixonados que, sim, podem ser chamados de torcedores.

Vá de retro, Kléber, e não volte nunca mais.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

É um absurdo, Palestrinos…

É um absurdo sem tamanho! Em uma tarde qualquer, após um treino qualquer, um bando de vagabundos travestidos de torcedores resolvem espancar covardemente um atleta do Palmeiras. Um garoto que chegou a pouco tempo, um volante esforçado, um cara que não só nunca fez nada contra ninguém como estava indo até a loja do clube comprar camisas. É tão inadimissível que eu nem tenho palavras.

Não dá pra explicar, não dá pra entender, muito menos justificar. Sejam quem for, estes covardes merecem cadeia, espancamento, pena de morte. Nem me venham falar que violência não justifica violência porque imbecis como estes nem seres humanos são. São verdadeiros vagabundos que, por não fazer nada da vida, ficam vigiando e se achando donos do Palmeiras.

E o pior é que tenho certeza absoluta que daqui a pouco vão surgir histórias sobre João Vitor ter ido para balada, ter sido corintiano na infância ou coisa que o valha. São as mesmas desculpas ridículas de sempre, as mesmas que já “justificaram” violência contra Lua, Vágner Love, Assunção e etc. São as mesmas desculpas que vão afastando novos atletas do Palmeiras. Ou você acha que isso não pesa na hora de um jogador olhar duas ou três propostas?

A verdade é que isso já acontece faz muito tempo e só tende a piorar. Torcedores ditos organizados – e aqui não estou falando que os caras eram de Mancha, TUP ou qualquer outra, falo organizado como “crime organizado” mesmo – pichando muros, jogando pedra em carros e ônibus, perseguindo atleta em balada e afins. A única saída é diretoria incompetente parar de dar regalias à este tipo de gente, simples assim.

Aliás, é bom que se diga, eu não ficaria nem um pouco surpreso se soubesse que essa ode ao terror foi arquitetada por gente que quer o poder no clube. Neguinho que quer chegar ao topo de qualquer maneira, ignorando até os limites da vida.

Porque os chutes que João Vitor tomou em sua boca hoje são, na verdade, chutes distribuídos no rosto de todos que amam o Palmeiras de verdade.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Finalmente um bom assunto, Palestrinos!

Eu sei que fica difícil falar em futuro com um presente como está o nostro, mas a novidade noticiada hoje pela WTorre é de total interesse do Palmeiras: a AEG Entertainment será parceira oficial da Arena Palestra.

E antes que você me pergunte ao melhor estilo italiano “ma che cazzo que eu tenho a ver com isso?”, me antecipo. A AEG é uma das maiores empresas de entretenimento do mundo, investindo pesado em música e esportes. Em termos práticos, isso quer dizer que ela detém algumas das maiores arenas esportivas do planeta (o STAPLES Center, por exemplo, casa de Lakers e Clippers na NBA), equipes (como o time de Beckham nos EUA, o Los Angeles Galaxy), além dos melhores shows e eventos mundiais.

Ou seja: agora temos a certeza de que a Arena será bem administrada. E uma prova clara disso foi o sonoro NÃO dado ao Curintia para o “Fielzão”, devido a má localização do pseudo-estádio e futuro local de crime organizado.

Como se não bastasse, os caras costumam colocar dinheiro também nos times em que administra os estádios. Ela nos trará dinheiro tanto com investimento próprio, quanto com os eventos que trará para São Paulo. Isso significa, inclusive, o abandono do Morumbicha em grandes eventos.

Por isso lhes peço que, ao invés de pensar “foda-se isso aí”, vejam este acordo com bons olhos. Ele pode ajudar, e muito, o Verdão a voltar ao topo.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Older Posts »