Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 24 de janeiro de 2013

Agora é oficial, Palestrinos: na tarde desta quinta-feira, Paulo Nobre disse com todas as letras que Juan Román Riquelme não virá para o Palmeiras.

Muito se falou sobre a vinda do meia nas últimas semanas – em bem da verdade, só se falou nisso – e as opiniões acaloradas dos torcedores foram bem divididas. Há quem defenda que mesmo sem a perna o boquense seria bem vindo e há quem não o queira nem pintado de ouro.

Eu, apesar de estar mais perto do segundo que do primeiro grupo, confesso que não tem como saber o que seria dele caso fosse contratado.

Afinal, a qualidade técnica de Riquelme é inquestionável. Basta relembrar nostros duelos contra o Boca Juniors no ínicio dos anos 2000, além das centenas de vídeos com gols de falta e dribles incríveis do meia para saber disso. Existe até um vídeo que resume o primeiro semestre dele no ano passado e vê-se que ele sabe jogar muita bola.

Por outro lado, mais de dez anos se passaram desde a maioria das imagens tão reprisadas e “El Díez” está completamente parado há sete meses. Ele, aliás, pouco saiu de casa neste período e concedeu diversas entrevistas se dizendo feliz por estar em casa com sua cuia de mate.

O fato é que Arnaldo Tirone foi até lá e ofereceu algo em torno de R$420 mil mensais para que ele viesse jogar no Brasil por 3 temporadas. Obviamente, brilharam os olhos do rapaz. Mesmo quem já ganhou bastante dinheiro na Espanha não seria maluco de recusar quase R$5 milhões por temporada (ainda mais levando-se em conta a atual economia argentina).

Os cavaleiros do apocalipse logo levantaram suas armas a favor do hermano. Argumentaram que mandamos 20 jogadores embora e contratamos apenas 2; afirmaram que ele, com vontade, é um 10 dos sonhos; disseram que se o Daniel Carvalho merecia R$200 mil, Riquelme merecia muito mais.

Mas, entendam, tudo isso é achismo. Jamais saberemos se ele iria mesmo jogar se esforçar pelo Palmeiras. Eu, pessoalmente, sempre tive um pé atrás com o negócio pelo simples motivo de que acho que tudo precisa ser feito de cabeça fria (não no último dia de mandato do ex-presidente). Contratá-lo sem analisar a situação seria um ato desesperado. A situação foi analisada e decidiram pelo não. Estamos com uma nova diretoria e a nova diretoria irá trabalhar diferente.

Eu apoio a decisão de Nobre e Brunoro. E você?

Siamo Palestra!

ROJAS.

Anúncios

Read Full Post »

A campanha na Copa São Paulo foi mesmo boa, Palestrinos.

Nossas desacreditadas categorias de base têm melhorado nitidamente nos últimos anos e ter ficado entre as quatro melhores equipes da Copinha é um baita avanço (ainda mais para um clube que, historicamente, olha pouco para a base). É bom, no entanto, respirar fundo, conter a euforia e conseguir separar a gigantesca diferença entre os juniores e os profissionais.

Na atual situação do nostro elenco, é óbvio que a chegada de alguns garotos do sub-20 será bem vinda. Mas não dá para confiar 100% em nenhum deles ainda. Acompanhei todos os jogos da Copinha este ano e, dos atletas que vi em campo, acho que apenas quatro ou cinco podem merecer uma chance no time de cima: Dybal, Edilson e Chico têm futuro promissor; já o lateral-direito Bruno Oliveira e o tão aclamado Diego Souza ainda precisam de cancha.

A defesa da equipe, por exemplo, se mostrou bizarra. Falarem que o tal Luiz Gustavo é o futuro da nossa retaguarda, além de ser um tremendo mau gosto, me faz suar frio desde já. O camisa 4 Fernando também é fraco, o camisa 5 Lucas bate demais, o canhoto Victor Hugo é afobado, enfim… A lista ainda vai longe.

O que se tem que fazer agora é integrar quem merece ao grupo principal e, com tempo e paciência, colocá-los em campo. Mas, repito: não temos nenhum Vágner Love neste time de 2013, ninguém pronto para ser titular. Calma com os “craques” e vamos pra cima.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »