Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 20 de maio de 2013

Jorge Luis Valdivia Toro, Palestrinos.

Este é o nome do fantasma que já há algum tempo ronda a Academia. Dizem que ele vai até lá diariamente, que mudou o comportamento, que anda treinando à exaustão. Dizem que está mais maduro, mais caseiro, querendo ficar longe de confusão. Mas, a mim, amigos, a mim eles não enganam, não.

A verdade é que o respeito e a paciência chegaram ao fim. Se é que ainda havia alguma dessas coisas, elas se esvaíram após a semana decisiva de jogos diante de Tijuana e Santos. Afinal, liberado pelo departamento médico e pela comissão técnica, ele mesmo escolheu não jogar. Disse não se sentir a vontade ainda. E nem contestado foi.

A situação, hoje, é bastante clara: apesar de dizer o contrário aos microfones, o Palmeiras já não faz mais questão de tê-lo dentro de campo. E ele, por sua vez, parece decidido a ir embora assim que puder. Como naqueles casamentos em que se vai a paixão, mas fica-se com a fachada para não magoar ninguém e se economizar com a papelada.

Passou da hora de entender que o prejuízo foi feito. Passou da hora de explicar para a torcida que o dinheiro gasto jamais será reavido e que tentaremos negociá-lo com alguém que ainda dê sobrevida ao pseudo-dez. Que seja no Qatar, na China, na Índia. Que seja onde joga-se pouco e exige-se menos. Não aqui.

Muito embora nós, torcedores, também tenhamos culpa no cartório. Porque sempre que Valdivia entrou em campo nos últimos 3 anos e deu um bom passe, nos iludimos achando que ele estava de volta. Cantamos, pedimos, exigimos em campo. É óbvio que ele tem um passe melhor que Tiago Real, Ronny e Wesley. Mas ele, desinteressado, só faz lesionar e fingir que lesiona. Só nos faz crer que em terra de cegos totais, quem tem olho, ainda que cheio de cataratas, seja Mago.

Um mago falso. Cigano barato com truques de carta. Um mágico que parou no tempo e foi suplantado pelo próprio. Está na hora de sumir do nostro mapa, Valdivia.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Anúncios

Read Full Post »