Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Scolari’ Category

5ba44879ced07.jpeg

Caro Palestrino,

Eu sei que hoje está difícil de acreditar, mas vai dar.

Apesar da ressaca, da revolta, da retranca, da realidade, dos malos recuerdos, falsos regalos e da reviravolta… vai dar.

Mesmo com a desvantagem, o demérito, as derrapagens, o decréscimo, a debilidade e o descrédito… vai dar.

Muito embora vá ser complicado, combalido, confrontado, combatido, descompensado e desconversado, compelido… vai dar.

Porque é futebol. Tem bola parada, bola rolando, bola desviada, na trave e entrando, jogada ensaiada, certa e errada, acaso e por acaso, vitória e virada.

Vai dar porque tem Dudu, William, Moisés, Weverton, Mayke, Cachorro Louco, Goméz, Luan, Dracena, Deyverson, Diogo, Lucas Lima, Borja e Felipão. Tem corredor verde na Turiassú, Palestra lotado, time empurrado, adversário calado e porque Libertadores – você bem sabe – é obsessão.

Vai dar porque estaremos todos lá. De corpo e mente presente. Porque já passamos por dias melhores e piores, tivemos heróis e algozes, lentos e velozes, mas nunca descrentes.

Eu sei que hoje está difícil de acreditar, Palestrino. Mas vai dar.

Anúncios

Read Full Post »

A noite de sábado foi mesmo especial, Palestrinos. Pois não bastasse a virada incrível diante do Grêmio em um Pacaembu lotado como há muito não se via, aproveitamos para nos “vingar” de alguns ex-companheiros.

Começando pelo argentino Barcos, que teve atuação apagada, mas decisiva para o jogo. Afinal, foi ele quem converteu o pênalti pessimamente marcado pelo árbitro no início do segundo tempo e que, minutos depois, foi expulso por uma falta que também não fez – devolvendo o Palmeiras para o jogo. Ao sair de campo, ainda virou para a torcida do Grêmio e fez o sinal do Pirata; de fato, ele acabou sabotando o próprio time.

O destaque, no entanto, ficou com Felipão. Que vem fazendo um trabalho digno no time gaúcho, mas que já deu mostras de sobre de que seu tempo passou. Após a partida, até começou na dele ao contornar o problema de arbitragem. Mas quando questionaram a encheção de saco proveniente da nostra massa, Scolari perdeu a linha.

Com empáfia digna de quem está sempre na ofensiva (embora seus times estejam na defensiva), disse que não liga para a torcida e que foi ele quem deu o último título para nós. De quebra, ainda disse que vamos ter que correr demais para ganhar outro a curto prazo.

Pois bem, Felipão, o problema é que fácil demais falar uma mentira usando verdades. De fato, você venceu a Copa do Brasil de maneira louvável em 2012. Bem como venceu o mesmo torneio em 98, a Libertadores e a Mercosul. Só esqueceu de dizer que também teve incontáveis fracassos, né? Nos rebaixou para a Série B, foi eliminado de uma Copa Sulamericana para o Goiás em casa, perdeu clássicos e mais clássicos…

Nós somos muito gratos por tudo o que você fez por nós, Felipão. Mas, admita, seu tempo passou. Não só pelo rebaixamento em 2012, mas também pela surra que tomamos na Copa do Mundo e pelo eu temperamento cada dia pior. Vamos lembrar de você com carinho sempre, mas entenda de uma vez por todos: foi você quem teve o prazer de trabalhar na Sociedade Esportiva Palmeiras, nunca o contrário.

————————————————————————————————–

Dentro de campo, mais uma vez mostramos um bom volume de jogo. Fomos superiores em ambos os tempos e, não fossem alguns vacilos de Lúcio e Juninho, o Grêmio só teria chegado mesmo no lance bizarro do pênalti. Destaque para João Pedro, Victor Luís, Valdívia e Prass, sempre ele, cada dia mais seguro.

Domingo tem Santos no Pacaembu. Estaremos lá!

————————————————————————————————–
Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »