Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘14ª rodada’

Arbitragem novamente, Palestrinos!

Odeio colocar a culpa por resultados na arbitragem, mas quando se empate um jogo por um a um e o juiz erra duas vezes contra a sua equipe, não tem como esconder o descontentamento. Mesmo jogando fora de casa e tendo sofrido um gol logo no início, o Verdão empatou, jogou melhor e só não virou porque ignoraram um pênalti em Luan e pararam o Mago com um impedimento mal dado.

O empate não é ruim, mas poderia ser melhor.

O JOGO
Sem Maikon Leite, cortado por causa de um resfriado, Felipão apostou em Patrik e mandou o Palmeiras a campo no 4-4-2. O problema foi que nem deu para analisar como o time estaria disposto em campo quando, aos oito minutos, o caneludo Jéci pegou rebote de (mais) um milagre de Marcos e abriu o marcador pro time da casa. Sem ter outra alternativa, então, fomos pra cima.

E dez minuto depois, o empate chegou daquele jeitinho que a gente conhece: falta lateral, Assunção na cobrança e gol do Palestra! Com o empate veio também o ânimo e começamos a dominar a partida. Valdívia, adiantado, jogava demais; Luan corria pela esquerda como um ponta; e Kléber, sempre ele, brigava sem parar. O domínio foi tão grande que, não fosse o ladrão que apitava, teríamos virado ainda antes do intervalo, através de um pênalti não marcado e um impedimento mal conferido pelo bandeira.

Veio o segundo tempo, o frio apertou, mas o Verdão continuou em cima. Tocava bem a bola, distribuia bem o jogo, mas a partida foi ficando cada vez mais modorrenta. Faltas, erros de passe… até que em um desses, Maurício Ramos errou feio e condenou Thiago Heleno à expulsão. Henrique entrou no lugar de Patrik e o Palestra recuou.

Foi um SanGenaro nos acuda até o apito final do careca maldito, mas o um a um acabou ficando de bom tamanho. Mas, repito: se não fosse o árbitro…

TROFÉU SÃO MARCOS
Valdívia está voltando a plena forma: correu, driblou, distribuiu o jogo e até arriscou chutes de longe.

TROFÉU RIVALDO
Sempre muito bem disposto, Maurício Ramos errou no gol dos coxinhas e depois entregou o colega de zaga para o chuveiro mais cedo.

SÃO MARCOS E FELIPÃO ETERNOS
Incrível a tranquilidade que dá ter Felipão no banco e Marcos em campo. O treinador montou um time chato, no bom sentido, que marca demais, corre demais e que vai incomodar todo mundo neste campeonato. Já o nostro Santo (aniversariante de hoje) passa uma segurança inexplicável… não que Deola não seja ótimo goleiro, mas tê-lo na meta é ser mesmo abençoado.

E AGORA?
Agora temos o Grêmio no Canindé, sabadão, e depois saímos para uma seqüência de dois jogos com o Vasco, pelo Brasileirão e pela Sulamericana, nesta ordem. Dá pra ganhar, dá pra subir, dá pra sonhar.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »