Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Angeloni’

2014 segue surpreendentemente positivo para nós, Palestrinos.

Depois de um final de ano repleto de dúvidas, as 10 vitórias até aqui e a real perspectiva de um elenco mais equilibrado têm nos deixado felizes. No entanto, a herança maldita da dupla Tirone & Frizzo segue fazendo efeito e, pelo que tudo indica, Wesley deve ser o próximo a sair.

Não bastassem os imbróglios de Barcos e Henrique, onde o Palmeiras assumiu dívidas fora do real, chegou a vez do volante vindo do Werder Bremen acertar sua situação. Embora aparentemente não haja atraso de salário ou de luvas – o que aconteceu com os dois atletas citados anteriormente -, o clube deve nada menos que R$21 milhões a um investidor pela compra do passe do camisa 11. E, pelas entrevistas de Paulo Nobre, a tendência é que a dívida e o atleta sejam repassados a alguma outra agremiação interessada…

Mas vamos analisar a situação pelos três vértices principais:

1) Valor: Que o valor é elevado nós sempre soubemos. Ou alguém já se esqueceu daquela pífia vaquinha, travestida de crowdfunding, proposta pelo nostro genial departamento de marketing da época? Wesley é bom jogador, mas não vale mais de 20 milhões de reais nem aqui nem, literalmente, na bilionária China. Some-se a isso o processo movido pelo dono de seu passe, que está travando a chegada de um empréstimo de R$54 milhões ao clube.

2) Salário: Os vencimentos do atleta batem os R$350 mil reais por mês – e, pelo que alguns veículos noticiam, ele ainda quer aumento. Pode não ser totalmente irreal para os padrões nacionais, mas, para os padrões do Palmeiras de hoje, é. Ainda mais quando se fala tanto em contrato de produtividade…

3) Rendimento: Wesley oscila demais. Embora tenha tido participação importantíssima na volta à elite e seja o natural condutor da bola entre defesa e ataque, o volante combina bons jogos com partidas sofríveis. Este ano, aliás, tem sido especialmente sofrível ver das arquibancadas o quanto ele anda fominha e desatento.

Em suma, Wesley é caro e raro. Caro pelo alto valor do passe e pelo salário, mas raro porque não temos outro segundo volante com sua qualidade. Mas, se pensarmos em tudo, sua saída é mais lógica do que a sua permanência. Embora o time fique teoricamente enfraquecido, o jogador não tem sido assim tão essencial ao Palmeiras/2014 que, aliás, conta com uma infinidade de meio campistas.

Levando-se em conta tudo isso e o estilo pulso firme empregado por Nobre até aqui quando o assunto são as finanças, acho que a janela de meio de ano deve selar a partida do nostro camisa 11. E se sua vaga será ocupada por França, Josimar, Mendieta ou Marcelo Oliveira, tanto faz; mais vale um Palmeiras organizado do que ainda mais endividado no ano do centenário.

Siamo Palestra!

ROJAS.

 

Anúncios

Read Full Post »