Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Benfica’

Ao que tudo indica, lá se foi Kardec, Palestrinos.

Mais um raro exemplo de jogador que chegou faz pouco tempo, mas que se enquadrou bem no clube e tinha tudo para ser um ídolo da torcida. E quando digo “torcida”, neste caso me refiro principalmente a molecada.

Quem tem contato com crianças e adolescentes sabe o poder que ídolos têm em suas vidas. E é claro que com o futebol não é diferente: se o garoto olha para seu time e reconhece nele um ou dois atletas icônicos, se sente muito mais motivada a apoiar toda a equipe. O problema é que, de novo, estamos perdendo um possível ícone para outros.

E aí, o garoto e a garota que passam a semana assistindo jogos dos campeonatos europeus para ver Messi, Cristiano Ronaldo, Neymar e outros craques mundiais, simplesmente perde o interesse pelo clube. Deixa de comprar camisa, deixa de ir ao jogo, deixa de pedir que o pai assine o pay-per-view… enfim, deixa de ajudar dentro e fora de campo.

Essa nova categoria de torcedores foi carinhosamente apelidada de “Geração Playstation”. Nada contra o video game (pelo contrário, eu mesmo jogo pra cacete), mas é assim que se denomina quem nasceu aqui, mora aqui, mas torce por uma agremiação de fora do país.

O futebol brasileiro, como um todo, está alimentando essa geração. E o Palmeiras não foge a regra e vai fazendo igual. Depois de Marcos, não tivemos mais ninguém. Barcos despontou e acabou vendido, Kardec chegou, mas também o perdemos. Hoje, quem mais chama a atenção da molecada são Prass, Lúcio e Valdivia – e olhe lá, fazendo um esforço. Não que eu sonhe em ter Ribéry no comando de ataque, mas a chance de Rodolfo e Diogo chamarem a atenção é infinitamente menor do que aconteceu com nostros ex-atacantes.

E aí, meus caros Brunoro e Nobre, seu argumento de um clube melhor se esvai. Pagar um salário um pouco maior por Kardec não é gasto, é investimento. Porque se o pequeno palestrino pediria de aniversário a camisa 14 do Verdão, agora vai preferir a 10 do Robben. Capicce?

O Palmeiras e o futebol brasileiro, como um todo, estão alimentando o desamor da criançada pelo nostro futebol. E nem dá pra dizer que eles estão errados.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Anúncios

Read Full Post »

Todo fim de ano temos problemas com renovação de contratos, Palestrinos.

É praxe do futebol, mas no Palmeiras as coisas são sempre mais conturbadas. Neste ano, quando Paulo Nobre decidiu instaurar uma nova (e acertada) política de salários, sabíamos das dificuldades. Perdemos Vílson e Márcio Araújo, por exemplo, que não aceitaram este novo estilo – e é direito deles. No entanto, um jogador em especial se destacou negativamente na hora de renovar.

Luís Felipe tem 20 anos. É cria do próprio Verdão, passou por alguns empréstimos e ganhou a titularidade no ano passado. Com seu contrato acabando em março deste ano, a diretoria propôs uma renovação ao lateral que aceitou de bate pronto. Afinal, qual jovem levemente inteligente não gostaria de ser titular no centenário do Palmeiras?

O problema foi que, por um erro crasso de digitação em uma parte do contrato (trocaram dez/2014 por dez/2013), o mesmo perdeu a validade legal. Até aí, nada demais, bastaria que ele assinasse novamente a papelada.

No entanto, na hora H, ele negou. Muito mal assessorado por algum empresário ganancioso, o garoto pediu o triplo do aumento anteriormente acordado, mais um alto valor em luvas e disse que, se não fosse assim, iria embora porque tinha o interesse do Benfica. Nobre, irritado, disse então que ele deveria sair. E que iria treinar em separado até março, quando poderia se dirigir para onde quisesse.

Só que o Palmeiras tinha uma carta na manga, já que o contrato anteriormente assinado continha as duas datas (correta e incorreta) – o que obviamente retrata má fé de quem deu pra trás. Ontem, a Federação Paulista de Futebol anunciou ter aceitado a renovação e anunciou que o lateral é do Palmeiras até dezembro deste ano. Podemos reintegrá-lo (o que acho difícil) ou tentar negociá-lo com o Benfica como parte do negócio pela compra de Alan Kardec (o que seria excelente).

Só fico eu aqui imaginando o que se passa na cabeça de Luís Felipe agora. De titular de um dos maiores clubes do mundo, para treinar com o sub-20 em Guarulhos. Será que ele aprendeu a lição?

Como diz o velho jargão, a vingança do Porco vem a cavalo.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »