Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘bragantino’

Vão direto para o minuto 3:10 deste vídeo, Palestrinos:

Sim, são os gols da vitória de ontem. Mas, só por agora, peço que vocês tirem o olho de Kardec e Wesley em ambos os lances. Calma que fará sentido.

No primeiro tento, desloque sua visão para o canto direito do vídeo e veja a felicidade de Tiago Alves socando o ar para comemorar. Já no segundo, fixe seus olhos no canto de baixo do vídeo e repare na vibração de Bruno César.

Não estou cravando que seremos campeões, nem tampouco que nostro time está pronto. No entanto, quando um time vibra deste jeito a cada gol marcado… é sinal de que tem coisa boa por vir.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Anúncios

Read Full Post »

Passamos para a semi, Palestrinos!

Sem sustos e sem precisar sofrer no terror dos pênaltis, batemos o Bragantino por 2 a 0 e passamos de fase. O time se comportou bem, cumpriu a missão de abrir o placar ainda no primeiro tempo e venceu sem contestação. O que nos separa do caneco, a esta altura, é apenas a tal “paciência de campeão”.

Explico: em diversas vitórias do Palmeiras no campeonato, mesmo com o resultado garantido, deixamos de lado a posse de bola e nos expusemos de maneira arriscadamente desnecessária.

Oras, em um meio-campo com Wesley, Bruno César e Valdivia, trocar passes de qualidade é quase que natural. Não é preciso acelerar o jogo sem necessidade, recuar bola para zagueiro dar chutão, tentar cruzar bola pelo meio e coisas do tipo. Depois de muitos anos sem essa qualidade, precisamos tirar proveito dela!

Ontem, mesmo com o resultado assegurado, sofremos contra ataques extremamente perigosos. E se a qualidade do time de Bragança não fez esse tipo de lance virar perigo, o mesmo não dá pra dizer de um Santos, por exemplo. Nem mesmo do Ituano, que até aqui matou jogos e mais jogos contra golpeando rápido.

Seja como for, se a nostra defesa seguir com seriedade, os laterais mantiverem a boa forma, nosso meio mexer a bola, Leandro resolver jogar e Kardec mantiver o faro de artilheiro, não devemos nada ao time da Vila. Principalmente se tivermos calma. A tal paciência de campeão.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Todo ano é a mesma coisa, Palestrinos.

Quem ganha o Campeonato Paulista comemora e tripudia sobre os outros, enquanto quem perde diz que o torneio não vale nada. É sempre assim.

Este ano, no entanto, o Paulistão esta longe de ser Paulistinha. Afinal, nenhum clube grande de São Paulo está na Libertadores, a Copa do Brasil está só engatinhando e o Brasileirão só irá começar daqui a um mês. Logo, se este não é o maior nem o melhor estadual da história, é ao menos o mais importante dos últimos 16 anos.

Dentro de campo, Curintia e SPFW já provaram o veneno da derrota. E não adianta diminuir o tamanho do tombo porque, sim, é uma vergonha ser eliminado por times inexpressivos do interior. Agora, é bom que se diga, não dá pra confundir falta de expressão com ruindade; algumas equipe do interior são muito bem armadas. E esse é o caso do Bragantino.

A equipe do eterno Marcelo Veiga está longe de ser um primor em qualidade, mas marca forte e sempre surpreende nas jogadas aéreas. Por isso é bom o Palmeiras entrar ligado desde o primeiro minuto para não ser surpreendido no Porcoembu. Nos dois jogos que dormimos de começo, contra Botafogo e Santos, perdemos.

Vamos entrar ligados hoje, Verdão! Nossa superioridade técnica é gigantesca, mas temos que correr pra evitar dizer amanhã que esse tal de Paulistão é um Paulistinha.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Feliz ano velho, Palestrinos.

Embora a dificuldade fosse esperada, sempre dói ver um time tão apático e acéfalo em campo. O que vimos ontem, no Pacaembu, foram 90 minutos de um time limitado que tentava atacar contra um time limitadíssimo que conseguia se defender. Por isso, o placar de zero a zero não foi surpreendente.

Também não é surpresa que há pouco a dizer sobre o que vimos dentro de campo, senão alguns pontos positivos e negativos da estreia:

  • Souza voltou muito bem, foi disparado o melhor em campo.
  • Se tiver um pouco mais de calma, Ayrton também é promissor.
  • O lado esquerdo, com Juninho e Luan, está uma calamidade: não criamos absolutamente nada que preste por aquele lado.
  • Luan, aliás, falou que perdeu a paciência com a torcida. Mas a nostra paciência com você, amigão, já acabou tem mais de um ano… vaza!
  • Barcos teve uma tarde ruim, mas está isolado demais lá na frente. Não dá pra enfrentar um time com 3 zagueiros em casa e jogar com um atacante só, Kleina.
  • Patrick Vieira não é armador, não podemos cobrar isso do menino. A responsabilidade é de Valdívia, o chileno chinelinho.

Foi só o primeiro jogo. Espero de coração que, com a eleição decidida hoje, o grupo ganhe alguns reforços a curto prazo e, com a ajuda dos meninos da Copinha, possamos ter um elenco mais forte e encorpado.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Lá vem o Paulistão, Palestrinos…

Domingo vamos receber o Bragantino no Pacaembú e a temporada 2013 estará oficialmente aberta. E, verdade seja dita, tem tudo para ser um jogo complicadíssimo. Menos pela qualidade do adversário, mais pela nossa própria desqualificação organizacional. Todo o ano de 2013 vai ser duro para nós.

Por isso, até entendo o olhar desconfiado daqueles que estarão nas arquibancadas no próximo final de semana. Fomos rebaixados há pouco mais de um mês, dispensamos 21 jogadores e contratamos apenas 2, nostro novo presidente assumirá o cargo com o campeonato já iniciado, nostros rivais estão anos luz a nossa frente e por aí vai. O que eu não aceito é que nós deixemos de lutar.

Afinal de contas, a alma do futebol reside também aí: no impossível.

Por mais complicadas que as coisas estejam, só nós torcedores podemos empurrar o Palmeiras rumo a um horizonte melhor. E se até nós desistirmos do Palestra, quem vai olhar por ele? Jogadores duvidosos, a imprensa ávida por crise, ratos que se auto proclamam diretores e conselheiros? É nossa missão manter viva a história de glórias da Sociedade Esportiva Palmeiras.

Ainda que nos custe algumas tardes de irritação e muitas noites mal dormidas, nostra paixão tem que vir em primeiro lugar. Até porque apoiar só quando ganha a Copa do Brasil é fácil demais. Palmeirense de verdade torce em todos os momentos, até nesta apática e inchada Copa São Paulo de Juniores. Está em nostro DNA, é mais forte do que modinha e badalação.

Desconfiar é aceitável, deixar de torcer não.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Estreamos com vitória no Paulistão, Palestrinos!

E por mais que tenha sido suado, ganhar em Bragança nunca é fácil. Jogamos razoavelmente bem, o time mudou pouco do que era no ano passado, mas três pontos são três pontos e trazem muita confiança. O destaque até aqui, no entanto, tem sido um só: a nostra torcida.

Historicamente ‘italiana’ e impaciente, a massa alviverde tem dado show em 2012. Começou com as homenagens infindáveis a São Marcos, continuou com um Pacaembu quase lotado no amistoso diante do Ajax e as críticas justíssima à nostra diretoria e ganhou ainda mais força ontem, ao mostrar que entende de futebol.

Mal chegamos ao final do primeiro mês do ano e o recado foi bem dado: nós estamos de olho. Cansamos desse jogo político nojento que fazem com o Palmeiras dentro e fora do campo e vamos fiscalizar tudo muito bem a partir de agora. Sem violência, sem muro pichado, somente com a garganta e o coração.

Frizzo e Tirone receberam o ultimato no amistoso diante do Ajax. Sem deixar de apoiar a equipe por um só segundo, separamos os 5 minutos finais da partida para protestar contra a postura deles e a inoperância para trazer jogadores. Tanto estávamos certos que fomos premiados com um golzinho de Pedro Carmona no último segundo.

Ontem, diante do Bragantino, o recado foi para Felipão: Tinga e Ricardo Bueno não podem usar a camisa do Palmeiras! As vaias no momento das substituições foram claras e Scolari, nas tribunas, deve ter ouvido e entendido muito bem.

Enfim, plagiando o slogan populista do governo, o melhor do Palmeiras são os palmeirenses. Continuemos com raça e fibra nesta missão de levar o Palestra de volta às conquistas.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Futebol é mesmo assim, Palestrinos.

Tem dias em que se joga muito e não se ganha. E tem outros, como ontem, onde se joga pro gasto e leva-se os 3 pontos. O Palmeiras 3×2 Bragantino de ontem serviu para entrosar mais a equipe, recuperar o ânimo de Lenny e provar que o talento faz mesmo a diferença.

O JOGO
Com o time quase ideal – falta só Léo ou Maurício Ramos se recuperarem para jogar na vaga de Edinho -, o Verdão começou empolgando. Logo aos 5 minutos, em jogada maravilhosa de ataque, Diego Souza deu um lançamento a la beach soccer e Cleiton Xavier desviou com a categoria que lhe é peculiar. A partir daí, no entanto, começou o sufoco.

Sentindo o forte calor de Bragança Paulista (é possível que, logo, todos os jogos tenham que ser disputados a noite), o Palmeiras simplesmente se fechou e tratou de dar bicões pra frente. Os passes errados não ajudavam e o empate só não saiu porque, sim, nós temos São Marcos – e porque o juizão anulou um gol pra lá de legítimo do time da casa (seria ridículo não reconhecer a ajuda).

E foi jogando pior que fizemos o segundo gol. Em bela jogada do novo titular Wendel pela esquerda, o goleirão Gilvan – que começou no Palestra – soltou uma bola tão fácil que até o inoperante Robert faria. E fez: Verdão 2 a 0. Só que aí… aí o Palmeiras parou de vez. Tomou 4 gols – dois valeram e dois não – e precisou de Marcos mais uma vez pra não sair a virada.

Por sorte, em lance pela direita, Cleiton fez sua sétima assistência do ano (é quase um armador de basquete) e Lenny desviou esperto no meio da área. Deu Verdão, mas, convenhamos, naquelas.

O MELHOR
Tá ficando chato até, mas lá vai: Cleiton Xavier.

O PIOR
Sem Armero na esquerda, o troféu de pior vai para Figueroa na direita. Não só pelo baile que tomou de um tal de Esquerdinha, como também pelo drible sofrido no 2º gol do Braga.

E AGORA?
Quarta-feira tem estréia na Copa do Brasil. Verdão x Flamengo-PI, ao vivo na ESPN Brasil. Vamos torcer pro Verdão se dar bem lá no sul… no sul do Piauí!

REFORÇOS
Segundo reza a lenda, Ewerthon (pelo Palmeiras) e Velásquez (via Traffic) estão perto de fechar e reforçar nosso combalido ataque. Não são a solução, claro, mas já ajudam muito se colocarem Robert no banco.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »