Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘cléber’

São Marcos, Evair, Edmundo, Rivaldo, Galeano, Alex Cabeção, César Sampaio, Clebão, Felipão… São tantos os ídolos que eu vi jogar com a nostra imponente camisa que daria para fazer umas 3 seleções brasileiras.

Os tempos, no entanto, mudam. É inevitável (e não cabe aqui ser saudosista). A verdade é que o Verdão viveu tempos de escassez de ídolos. Ficamos dez anos aguentando Missos, Gioinos, Boiadeiros, Itamares e tranqueiras do gênero. E os tempos de vacas magras nos faz incorrer em erros crassos, também conhecidos como “falsos ídolos”.

Recentemente tivemos dois grandes exemplos: o Judas e o Chinelo Chileno. Ambos surgiram na mesma equipe campeã paulista de 2008, saíram logo após a conquista e retornaram pouco tempo depois com status de salvadores. Beijaram o escudo, fizeram promessas, custaram caro aos cofres do clube. Suas camisas venderam como água, a massa gritou seus nomes, havia esperança no ar. Mas bastou algum tempo para vermos quem são de verdade.

Percebam que não falo sobre resultados, falo sobre caráter. Marcos não é um ídolo só por causa de suas conquistas; ele é o Santo porque sempre defendeu nostras cores com amor. Evair idem. Edmundo, por outro lado, sempre se disse vascaíno, mas nunca fingiu lesão para ficar no DM descansando. Rivaldo atuou pelo Corinthians antes de chegar ao Palestra e, mesmo assim, nos encantou com bom futebol e profissionalismo.

Craque é aquele que conquista títulos, mas, acima de tudo, se envolve com o clube. É por isso que Valdivia merece o mesmo destino do Judas: a rua. E isso não é falta de agradecimento; é respeito ao nostro amor maior, a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Portanto, Palestrinos, não vamos nos iludir. Morte aos falsos ídolos!

Siamo Palestra!

ROJAS.

Anúncios

Read Full Post »

homenagem

Para variar, os autores deste blog estiveram no Parque Antarctica neste domingo. E podemos dizer que foi uma tarde repleta de emoções em todos os sentidos.

Dentro de campo, além da bela vitória, o pré-jogo foi sensacional. Em uma louvável iniciativa da diretoria, Velloso, Sérgio, Júnior Baiano, Cléber, Alex e Evair foram homenageados pela conquista da Libertadores de 1999.

A torcida foi ao delírio! Atenção especial à Evair – que teve seu nome devidamente cantado trocentas vezes – e à Alex, que ouviu o coro de “Volta! Volta!” cheio de emoção.

Infelizmente, no entanto, a festa do domingo teve momentos feios.

Pouco antes do fim do 1º tempo, a torcida do Cruzeiro desceu as arquibancadas e foi ao fosso provocar a nossa torcida. E uma pequena parte dos palestrinos presentes caiu na provocação estupidamente, causando briga generalizada com a polícia.

É lamentável que alguns imbecis insistam em ir ao estádio brigar, mesmo em meio a tantas crianças e famílias!

Independentemente do time que fossem torcedores, espero que todos os que brigaram tenham sido detidos e pensem melhor da próxima vez que quiserem estragar nossa festa.

Verdão rumo ao bi da Libertadores – 1999/2009.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

dsc00407

Lembra deles? É claro que lembra.

O ano era 1998 e com a Copa da França se aproximando, a Coca-Cola investiu em uma promoção que deu certo demais: junte tampinhas e ganhe um dos 25 mini-craques da Seleção.

Claro que dentre eles haviam figuras bizarras, como Carlos Germano, Gonçalves e Renato Gaúcho, mas haviam também palestrinos. Aqueles que jogaram por outros clubes, mas são só nossos.

Nesta foto estão os 3 que figuram em minha mesa de trabalho: Óseas, Cléber e Cesar Sampaio. Gênios!

Eu sei que tinha o Edmundo também, mas na época ele havia acabado de vencer o Brasileirão pelo Vasco – e justamente contra a gente. Portanto, perdeu, playboy.

Espero que logo tenhamos também bonecos do Diego Souza, Armero (a camisa da Colômbia também é amarela!) e K9 por aí 😉

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »