Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘cleiton’

Foi bonito, Palestrinos.

Com a arquibancada lotada e um clima de festa que começou quatro horas antes da partida, o Verdão deu ‘até logo’ ao Palestra Itália com uma grande tarde/início de noite. Os 4 a 2 pra cima do Grêmio só ajudaram a coroar um dia que já tinha começado com festa italiana e que contou com festa no chiqueiro.

O JOGO
Apesar de não ter tido mudanças táticas marcantes, o Palmeiras entrou em campo com outro espírito. Seja pelo trabalho de Parraga ou pelo orgulho ferido dos atletas, o fato é que entramos para comer grama e o resultado veio logo.

Aos 15 minutos, em boa jogada de Vinicius e Cleiton Xavier, a bola sobrou pra Ewerthon marcar o primeiro. E o segundo nem demorou: antes dos 30′, em lindo contra ataque, Vitor cruzou, Vinicius tentou e de novo Ewerthon marcou no rebote. E o jogo poderia ter sido fácil, fácil não fosse pela afobação do time que, empolgado, perdeu a bola e viu Jonas diminuir no contra ataque.

Mal começou o 2º tempo e o caldo engrossou: em cobrança de falta, Hugo meteu de cabeça e empatou. Por sorte achamos o terceiro também de cabeça, após grande subida de Maurício Ramos aos 15′. E dez minutos depois matamos o jogo em linda tabela Cleiton-Vinicius, gol do camisa 10.

Foi merecido, mas, acima de tudo, foi com vontade.

O MELHOR
Cleiton Xavier. Quando ele entra no jogo, é outra coisa.

O PIOR
Não só pela expulsão, mas Marcos Assunção errou todos os passes que tentou dar na primeita etapa.

SURPRESA
Gostei MUITO da atuação do garoto Vinicius. Se mexeu, correu, caiu, subiu de cabeça… tomara que ganhe seqüência. Afora ele, Edinho continua a substituir Pierre em grande nível, Vitor apoiou muitíssimo bem e a zaga foi segura enquanto pôde.

JUIZÃO
Mais uma vez um juiz bundão apitou no Palestra. E não só foi banana no lance de expulsão de Assunção e Douglas, como ignorou um pênalti ridiculamente claro em cima de Pablito Armero (que, por sinal, fez uma dancinha sensacional junto com Ewerthon no segundo gol).

E AGORA?
Agora é a bicharada, no Morumbi, quarta a noite. Não teremos Pierre, Armero, Leo e Assunção, mas contamos com a volta de Lincoln. Aposto em um time parecido com o deste sábado, com Maurício na zaga e Souza de volante.

Siamo Palestra! (no Pacaembu, Morumbi, Barueri, Canindé…)

ROJAS.

Anúncios

Read Full Post »

Eu sei que não é fácil, Palestrinos.

Nos últimos anos torcer para o Palmeiras tem sido uma verdadeira montanha russa de emoções. É torcer pra um time que vence um jogo impossível no Chile aos 42′ do segundo tempo, mas empata dois jogos seguidos com um timeco uruguaio; é liderar metade do Brasileirão e terminar em quinto; é vencer o tão falado Santos e perder de goleada pro São Caetano.

E isso, acima de tudo, é reflexo do elenco que temos. Um grupo medíocre, no sentido literal da palavra: com jogadores bons e ruins, que formam um time “médio”. É isso que temos em mãos hoje, um time de meio de tabela.

Pode-se culpar Deus e o mundo pela formação deste grupo. Culpem Belluzzo, Cipullo, Muricy, Toninho Cecílio, Zago… mas o time é esse. Podem chegar um ou outro achado, mas a base é essa. E é aí que tem que entrar a nostra paciência.

No último sábado, diante do Vitória, entramos com o que temos de melhor. Claro que é possível colocar Maurício Ramos de titular, Marcos Assunção de início e etc., mas a equipe que o Kojac mandou a campo era (quase) a melhor possível: 4-4-2, dois meias, dois atacante, laterais que apoiam.

O resultado foi sofrido, saiu no final, veio depois de duas intervenções lindas de São Marcos e dois gols incríveis perdidos por Robert (um deles no 5º pênalti perdido seguidamente), mas saiu. No talento de Lincoln e Cleiton, na bela estreia de Vítor, na movimentação de Marcio Araújo e Ewerthon…

Claro que Robert não é o melhor atacante do mundo, mas é o melhor que temos! Quem vocês querem escalar? Vinícius, Paulo Henrique, o já deportado Lovinho? Paciência, amigos, o time por ora é este.

Temos 7 rodadas até o intervalo da Copa, vamos enfrentar times mistos até lá e o negócio é vencer. Esperando e exigindo melhor futebol da equipe, mas sem esquecer que, infelizmente, hoje, somos limitados.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Foi pouco, Palestrinos, foi bem pouco.

Mas, sem querer ser fatalista e levando em conta a seqüência maçante de jogos no início da temporada, o gol de Diego Souza foi um alento em noite de futebol fraco. O Flamengo piauiense é terrível, o Palmeiras me aparentou estar cansado e o resultado acabou sendo justo.

O JOGO
Começo de Copa do Brasil é assim: times pequenos jogando a vida em uma partida. E o Flamenguinho correu demais os 90 minutos – além de contar com um goleiro em noite de gala. A isso some-se uma noite infeliz de Deyvid Sacconi, mais um dia apagado dos laterais e, claro, um Robert nulo e você entenderá perfeitamente o placar do jogo.

O gol, aliás, foi uma das poucas jogadas bonitas do jogo. Linda tabela entre Edinho e CX10, grande passe pra Dieguito e, após um drible frustrado, um chute mascado no canto. Tirando este, teve lindo passe do nostro camisa 7 pra Sacconi no primeiro tempo e duas grandes cabeçada de Danilo no final do jogo.

Aliás, Muricy, fica a fica: por que não tirar Robert e escalar Danilo de camisa 9?

E falando em Muricy, acho bom ele mostrar aos jogadores a entrevista que Herivelton (goleiro dos hómi) deu ao final da partida, emocionado e festejando jogar no Palestra dia 24. Este é o espírito de quem valoriza onde está.

O MELHOR
Pelo gol e pela garra, Diego Souza.

O PIOR
Robert conseguiu jogar 90 minutos e nem ser notado em campo. Seria ótimo se ele fosse goleiro, mas ele é o centro-avante.

E AGORA?
Agora teremos que nos cansar dia 24, no Palestra, para garantir a passagem para a 2ª fase da Copa. E a diretoria voltou a afirmar que em breve teremos os dois atacantes prometidos (Ewerthon e Velazquez).

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Inegavelmente, sábado tivemos uma bela vitória, Palestrinos.

A equipe jogou bem, dominou o nervosismo, se acertou no intervalo (William não pode deixar Deyvid Sacconi no banco) e contou com um talento muitíssimo superior para golear o tenebroso time do Mogi Mirim. Cleiton Xavier começou o ano voando, Diego também demonstrou vontade, Léo estreou com gol (apesar de errar no gol do Mogi) e Pierre foi o Pierre de sempre.

Mas com os 5 a 1, convenhamos, não podemos nos empolgar muito. O jogo de sábado foi uma continuação da pré-temporada, que já havia contado com uma goleada no Taubaté e uma vitória dos reservas diante do Campinas. Estes primeiros jogos são, de fato, a continuação da preparação para o ano.

Mas que foi bonito, foi!

COPINHA
Olha, pode até ser que nós não ganhemos a Copa São Paulo, mas este time está mostrando belos valores. O lateral-esquerdo Gabriel Silva, por exemplo, me parece um Armero melhorado: corre, mas também pensa. No meio, Gilsinho e Ramos dão mostras de que podem render bem. Enquanto, no ataque, o grandalhão Miguel pode ser opção de banco quando tivermos que erguer bola na área.

Ontem, batemos o time da Traffic – Desportivo Brasil – nos pênaltis, e enfrentaremos a Portuguesa nas quartas. Olho na molecada, Muricy! Principalmente no Paulistão, eles podem ajudar bastante.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Não sei porque ainda me surpreendo, Palestrinos.

Desde que os pontos corridos começaram é a mesma coisa: a gente disputa, tem esperanças de ganhar e acaba em 4º ou 5º. Ano passado, aliás, foi a mesmíssima coisa. Perdemos para o Botafogo e só jogamos a Libertadores porque o Flamengo foi incompetente e nos entregou a vaga. O Cruzeiro não vacilou este ano e… bem-vinda, Copa do Brasil.

O JOGO
No mesmo 4-5-1 da vitória sobre o Atlético, os 15 primeiros minutos foram só nostros. Toque de bola rápido, jogadas bem trabalhadas, chances de gol. Só que, devagar, o time aceitou a pressão do Botafogo. Recuou. E piorou ainda mais no 2º tempo, quando Muricy tirou Sacconi e colocou Sandro Silva.

Aí foram 45 minutos de futebol nulo. Pra variar, tomamos um gol após cobrança de escanteio. E outro após falha bizonha de Maurício Ramos. Quando Muricy mexeu de novo, errou de novo: com Ortigoza no banco, ele colocou Robert.

E nem adiante dizer que o camisa 20 descontou para nós. Sem fibra, o que vimos foi uma vergonha. Mais uma.

O MELHOR
Cleiton Xavier foi um sopro de lucidez em meio a um time confuso.

O PIOR
Foram muitos, mas, pela importância que tem, Diego Souza não pode ser tão nulo em campo (muito menos matar todos os contra ataques prendendo a bola).

MURICY
Errou e errou muito. Recuou o time quando não precisava, trocou os jogadores errados e não percebeu que Armero deveria ter começado mesmo na reserva de Wendel. No entanto, ele ficará no Palmeiras.

Vai começar 2010 planejando o time e com a obrigação de ganhar a Copa do Brasil. Isso sem falar no Brasileiro. Eu acho que ele é competente o bastante para saber quem fica e quem sai. E espero que consiga ser competitivo no ano que vem.

E AGORA?
Agora é fazer a limpeza necessária e programar 2010. Marcão, Edmílson, Jefferson, Marquinhos… tem muita gente pra mandar embora e não querer ver nunca mais no elenco. Espero que a diretoria lembre-se disso e faça o que for correto.

E mesmo assim, mesmo com mais um vexame… Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

A informação saiu ontem, Palestrinos.

No programa Estádio 97 (Rádio Energia 97), Benjamin Back – que também escreve para o Diário LANCE! – revelou ter uma fonte que afirma que há um racha no grupo do Palmeiras. Não deu maiores detalhes sobre o assunto, mas revelou que ao final do campeonato todos vão saber da verdade.

Embora seja gambá e isso não passe de um boato por enquanto, acompanho o trabalho do Benja já há algum tempo e ele não costuma errar nestes assuntos de bastidores. Foi através dele, aliás, que soubemos da contratação de Obina e tantos outros furos.

Fiquei pensando então o que poderia ter ocasionado este possível “racha”. E só duas coisas vem em minha mente: pouco comprometimento ou salários.

O pouco comprometimento poderia ter irritado atletas como Marcos, Danilo e outros que realmente desejavam conquistar o título. Já foram dadas declarações públicas, inclusive, sobre o assunto. Mas não creio nesta hipótese, até porque este atletas sabem que isso atrapalharia.

Já a segunda, que envolve grana, é mais plausível. Afinal, no meio do ano o Verdão segurou atletas como Maurício Ramos, Pierre, Cleiton Xavier e Diego Souza aumentando seus salários. Os dois primeiros se lesionaram seriamente; já os dois últimos simplesmente desapareceram.

Conhecendo jogadores de futebol e sua vaidade, não seria de todo o estranho saber que parte do grupo tenha ficado irritada com a pouca vontade e responsabilidade dos meias. E, por mais que pareça ridículo – já que ninguém ganha mal no Palmeiras -, isso poderia ter ocasionado sim uma crise.

E isso revelaria tão somente uma coisa, que se chama falta de comando. De Muricy, da diretoria e do próprio grupo.

De novo: prefiro não acreditar nisso, afinal são boatos. Mas com isso martelando em minha mente desde ontem a noite, não duvido que seja verdade. Nossa queda de rendimento foi notória até demais. E dinheiro, infelizmente, é o que 99% dos atletas querem.

O que vocês pensam disso?

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

palxflu_2907
Diego Showza fez o gol da vitória e da liderança.

Na noite em que Diego Souza fez seu 101º jogo pelo Verdão, o Palestra – inundado pela chuva e pela confiança – viu o time vencer o Flu pela vantagem mínima e assumir a liderança do Brasileirão.

O JOGO
Não foi fácil, longe disso. Com um time recuado e disposto a comer grama, o Fluminense se defendia e contra-atacava com Conca e Marquinho, o que dificultava nossas chegadas.

Mas o tempo foi passando, os chutes de longa distância começaram a sair e o Verdão avançava um pouco mais. No intervalo, quando Ortigoza entrou no lugar de Souza, a equipe avançou ainda mais e chegou ao gol.

Gol marcado por ele, o festejado do dia, Diego Showza, logo aos 13 minutos – após um passe belíssimo de Cleiton Xavier, nosso garçom nº1.

Daí pra frente foi não correr riscos. E garantir a liderança.

A ESTRÉIA DE MURICY
Era um jogo complicado e Muricy já mostrou seu estilo. Botou o time pra frente por jogar em casa, mas, assim que abriu o marcador, tratou de segurar os 3 pontos.

O importante é que o time não perdeu a pegada e a zaga, que até outro dia era uma peneira, está mais segura do que nunca. Maurício Ramos está jogando demais!

MELHOR EM CAMPO
Apesar da festa e do gol, Diego tem que bater palmas pra Cleiton Xavier. Várias assistências, uma bola na trave e nosso camisa 10 segue mais importante do que nunca.

E HOJE?
Hoje é pra secar o Galo, que vai ao Maracanã pegar o Fla da Imperatriz. Que assim seja, palestrinos líderes!

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »