Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘copa do mundo’

Screen Shot 2014-07-17 at 12.02.01 PM

Acabou a Copa, Palestrinos.

E é impossível não falar dela. Porque por mais que o assunto do dia seja a volta do Brasileirão, a estreia de um novo técnico em nostro banco me faz lembrar de quem já muito fez pelo Palmeiras. Não tem como não lembrar de Felipão.

Aquele mesmo que chegou em 1997, nos levou aos títulos da Copa do Brasil em 98 e 2002, venceu a Mercosul e àquela inesquecível Copa Libertadores. O mesmo que mandou pegar o Edílson na porrada em caso de gracinha. O mesmo que colocou Euller em campo para virar um 2 a 1 contra em 4 a 2 a favor. Aquele que confiou em São Marcos, Arce, Óseas, Paulo Nunes, Alex, Asprilla, Betinho e tantos outros. O nosso Felipão, enfim.

O mesmo treinador que também errou demais. Que nos levou ao rebaixamento em 2012. Que perdeu a mão na hora de retrancar ou deixar atacar. O treinador que saiu daqui em baixo, ganhou a Seleção de presente e acabou levando 7 a 1 da Alemanha. E que, ainda assim, continua sendo só nosso Felipão.

Afinal de contas, faz 10 dias que o país inteiro o execra. O tratam como algo que ele não é. Scolari nunca foi genial, mas tampouco é um lixo. Nos levou a tantas glórias – bem como levou o país todo ao penta – e merece respeito. Mesmo (e principalmente) na hora difícil.

Desejo que hoje, ao estrear diante do Santos, Gareca tenha muito de Felipão. Que tenha a energia, o empenho e as conquistas de anteontem; que evite os erros e a postura intransigente de hoje.

Vida longa ao Gareca.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Anúncios

Read Full Post »

Mais um jogo e mais uma vitória, Palestrinos.

Dessa vez com uma formação diferente, mais próxima do que pode ser o Palmeiras-2014. Lúcio mais uma vez titular na linha de três zagueiros, Wendel na direita para que o time jogue com um volante mais solto somente (Wesley) e o time trabalhando sempre pelas laterais (Mazinho/Marquinhos Gabriel e Leandro). Mas o destaque da partida, como costuma ser, foi Valdívia.

E olha que o chileno nem fez nada demais. Passou o primeiro tempo praticamente apagado até fazer o dele e entrar no jogo com suas famosas enfiadas em diagonal. Não foi aquele Valdívia que nós conhecemos, mas, comparado com Menezes, fica parecendo mesmo o Pelé Branco. O camisa 10 sempre foi supervalorizado – e, ao meu ver, não tem nenhum problema, que assim seja! Que encham a bola dele, ele faça suas jogadas na Copa e, após o Mundial, algum time europeu tire do Verdão por uma grana boa.

Já escrevemos aqui sobre o jogador. Sua qualidade é inegável e ele, de fato, pode resolver o jogo em um só lance. Mas dada a sua condição física, sua idade, seu alto salário e seu histórico de suspensões gratuitas, o melhor seria mesmo fazer algum dinheiro com Valdívia.

Antes de você começar a me xingar, sim, eu gosto do futebol do “Mago”. E adoraria contar com essa bola em todos os jogos do ano. O problema, no entanto, é que isso já se mostrou por diversas vezes um sonho. O treino dele tem que ser diferenciado, suas lesões demoram o triplo e, dada a atual política salarial do Palmeiras, é capaz de seu salário gerar descontentamento com o tempo.

Em tempo: não acho Bruno César mais jogador que ele, até porque são meias com estilos diferentes. Valdívia é inegavelmente mais técnico e plástico, enquanto o novo camisa 7 cai mais pela esquerda, tem mais velocidade e chuta de fora da área com frequência.

O técnico chileno, Jorge Sampaoli, já disse que conta com ele como titular na Copa do Mundo. E levando-se em conta que o Chile jogará diante de Espanha e Holanda, com algumas boas atuações é muito provável que algum bilionário louco do leste europeu se proponha a pagar alguns milhões pelo meia. Seria ótimo para o investidor (que gastou R$20 milhões na sua reaquisição), poderia ser melhor ainda para o atleta (menos jogos, mais dinheiro) e ainda renderia uma grana para nós pensarmos na compra de Kardec e outros reforços pontuais.

Por isso, quando Valdívia entrar em campo neste primeiro semestre, eu serei o primeiro a torcer por uma boa exibição. Afinal, a esta altura, a importância do Mago é muito mais financeira do que técnica.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Mais um domingo de morte, Palestrinos…

Até quando teremos que dormir com este barulho? Até quando uma pedra, uma bala ou um rojão irão tirar o foco e a alegria do futebol? Até quando esses episódios farão as nostras famílias torcerem para não irmos mais até o estádio?

Ontem foi um palmeirense, amanhã pode ser um são-paulino, um corintiano, santista. A violência não escolhe camisa, ela bate em todos. Dessa vez foi um dos nostros. E, me desculpem pela frieza, mas não sinto dó: ele morreu porque quis, porque foi lá para brigar. Quem briga pode se ferir, é assim que é. O que me deixa chateado são as marcas que o futebol ganha.

O jogo de torcida única já é quase realidade. A opinião pública é essa, a Europa tem feito isso (a torcida do Olympique, por exemplo, não irá até Paris assistir PSG x Marseille) e o caminho está pavimentado. E isso sim é um crime contra o futebol! Porque não há vitória melhor do que a vitória conseguida na casa do adversário. Mas esse é o caminho mais fácil, não é, Ministério Público?

Assim como é fácil banir as torcidas organizadas dos estádios. Até eu – que já cansei de criticar aqui as “desorganizadas” e que acho que elas são, sim, foco de violência – sei que isso não ajudará em nada. O papo é o mesmo desde 1995 e, convenhamos, nada mudou. O que tem qu mudar são as atitudes das autoridades.

Já que se quer copiar modelos europeus, que copie-se os bons então. Ou todos ignoram o que aconteceu na Inglaterra há mais de 15 anos e que mudou o futebol, por exemplo? Cadastrem os torcedores, tenham um histórico deles e, de acordo com o que acontecer, as medidas serão tomadas. Desde uma “suspensão” dos estádios até a prisão.

Outra medida necessária: inteligência. Cacetetes e bombas de efeito moral não resolvem o problema na raiz; o que resolve é a inteligência. Rastreiem telefonemas, analisem as redes sociais, tratem o problema com o tamanho que ele tem. Colocar exército nas ruas para um evento de um mês é fácil, difícil é combater a violência onde ela nasce e onde ela se esparrama.

Enquanto tratarem essas mortes como algo do esporte, nunca chegaremos a uma solução. É hora de acordar, amigos! Esqueam os próprios umbigos e vamos ás ruas!

Siamo Palestra, Siamo Calcio!

ROJAS.

Read Full Post »

É Copa do Mundo, Palestrinos! E com tanto futebol na África do Sul, as coisas ficam meio paradas por aqui. O que não nos impede de pegar algumas informações aqui e acolá para discutir.

PALMEIRAS x BOCA
A primeira delas foi o anúncio do “jogo oficial” de despedida do Palestra Itália. Dia 04/07, um domingo, o Verdão irá alinhar sua equipe diante do Boca Juniors e deixar o caminho aberto para a iminente reforma. Basta saber se finalmente nostro departamento de marketing vai saber aproveitar a ocasião para fazer ações decentes.

Já falaram até em uma homenagem à ídolos do passado (o que eu acho justo), mas a verdadeira inteligência estaria em atrelar esse amistoso com o jogo de reabertura da Arena 2012 – criando algo que tenha um início e um fim (não só um jogo gratuito).

COPA DO MUNDO
Se é fato que não temos nenhum jogador disputando a Copa do Mundo, ao menos não se pode dizer que alguns fatos ligados ao mundial não nos comovem. Ver Felipão dar entrevistas na TV do mundo todo com a legenda “Treinador do Palmeiras” e asssitir ao Mago Valdívia são coisas que andaram me emocionando.

Pode até ser um retrato fiel da nostra atual situação e falta de ídolos, mas que é legal ver esse orgulho resgatado, isso é.

REFORÇOS
Falando em Felipão e Valdívia fica impossível não falar em contratações. E muito tem se falado em Fábio Aurélio para a lateral, Henrique para a zaga, o próprio Mago para o meio, além de diversos nomes para o ataque. Mas, de concreto mesmo, nada até agora.

Vamos esperar e torcer para que essas 3 posições sejam mesmo reforçadas.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Respiremos, Palestrinos.

Nunca na história uma Copa do Mundo chegou em um momento tão oportuno. Não que eu realmente ache que uma pausa de 40 dias vá mudar tudo, que Kléber é o salvador da pátria ou que trocar de patrocinador nos deixará multi-milionários, mas esse intervalo será muito bem-vindo.

E isso acontece pelo sentimento de alívio que todos nós estamos sentindo agora. Nenhum sentimento é mais sincero do que este alívio por sabermos que nesta semana não terá sufoco. É triste, amigos, mas é a verdade. Foi pensando nesta pausa que deixei o Pacaembu conformado na última quarta e foi também pensando nela que desliguei a TV aliviado ontem.

O BRASILEIRÃO
Faltam 31 rodadas para o final do campeonato e hoje estamos na 10ª colocação, com 9 pontos (8 atrás dos líderes): tudo dentro do esperado. O problema é que, se esse panorama já era esperado, ao mesmo tempo ele é perigoso. Não podemos ser conformistas e achar normal o Palmeiras estar nesta situação.

A diretoria tem mesmo que se mexer e está bem claro que, ainda que contemos com o Gladiador, precisamos de mais um atacante, um meia e um lateral-esquerdo urgente. E não peço craques, não; peço apenas que tragam boas peças, que possam entrar e corresponder.

Aí poderemos ter um segundo semestre não vencedor, mas tranquilo.

PARRAGA
Para mim, cumpriu seu papel perfeitamente. Se não demonstrou ser um treinador pronto para assumir a nostra equipe, ao menos fez o melhor que ele – e qualquer ser human0 – poderia fazer. Escalou os 11 melhores, mexeu quando achou necessário e pode ser um bom técnico futuramente. Obrigado, Parraga.

CHOQUE DE REALIDADE
Olhe para o grupo que o Palmeiras tem hoje e pense quem são os jogadores para chamar a responsabilidade. Seja por salário, idade ou influência, você não precisará pensar muito para ter a resposta: Marcos, Danilo, Cleiton Xavier, Lincoln e Ewerthon.

São Marcos tem sido regular; a defesa, salvo algumas falhas, vem fazendo o que pode; Lincoln e Ewerthon têm sido o respiro criativo da equipe; agora eu te pergunto: falta o que pra alguém dar um tapa na orelha do Cleiton e lembrá-lo de que ele é o camisa 10 do time?!

Não é questão de quimá-lo, só de acordar o rapaz.

DIEGO SOUZA IS BACK?
Essa é a nova da semana. Já que ninguém quer pagar o que a Traffic quer e o time vem jogando pra empatar, parece que a diretoria já mostra interesse em reintegrar Diego ao grupo. Minha opinião, direto e reto: se pedir desculpas a torcida e estiver MESMO afim de jogar, podemos conversar.

MAS E OS JOGOS, CAZZO?!
Contra o Flamengo tivemos muito volume de jogo, mas não tivemos um atacante. Contra o Inter, tivemos muita vontade e um sopro de talento. Dizer mais seria exagero.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

090609___Marcos_Felipo_e_Jnior_1

É isso mesmo: ele próprio sugeriu e eu acatei com o maior prazer.

Quero ver São Marcos na Copa do Mundo da África do Sul!

Afinal, se é verdade que o Júlio Cesar está em uma fase extraordinária, também é verdade que a Seleção não tem nem segundo nem terceiro goleiros. Doni? Dio Mio… Gomes? Por San Genaro… Victor? Lustra a chuteira do nosso santo…

Pensem bem, olhem só:
1) O próprio já declarou que adoraria ir.
2) Durante a Copa não tem jogos nacionais e ele não desfalcaria o Verdão.
3) Reserva usa mesmo a camisa 12, que é a dele eternamente.
4) Não temos MESMO outros goleiros, fora o JC.
5) O cara é campeão mundial como TITULAR em 2002.
6) Tem a experiência que ninguém no grupo tem.
7) É o mais boa praça do mundo.

E por aí vai…

EU QUERO VER O MARCÃO NA SELEÇÃO!!!

E você? Dê seu depoimento sobre o assunto e sobre nosso santo da camisa 12.

ROJAS.

Read Full Post »

dsc00407

Lembra deles? É claro que lembra.

O ano era 1998 e com a Copa da França se aproximando, a Coca-Cola investiu em uma promoção que deu certo demais: junte tampinhas e ganhe um dos 25 mini-craques da Seleção.

Claro que dentre eles haviam figuras bizarras, como Carlos Germano, Gonçalves e Renato Gaúcho, mas haviam também palestrinos. Aqueles que jogaram por outros clubes, mas são só nossos.

Nesta foto estão os 3 que figuram em minha mesa de trabalho: Óseas, Cléber e Cesar Sampaio. Gênios!

Eu sei que tinha o Edmundo também, mas na época ele havia acabado de vencer o Brasileirão pelo Vasco – e justamente contra a gente. Portanto, perdeu, playboy.

Espero que logo tenhamos também bonecos do Diego Souza, Armero (a camisa da Colômbia também é amarela!) e K9 por aí 😉

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »