Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘danilo’

Não vou reclamar, Palestrinos.

Afinal, ao olhar para a tabela do Campeonato Brasileiro há um mês, imaginei que sairíamos da sequencia Grêmio/Santos/Cruzeiro/Corinthians muito mais avariados do que de fato saímos. Mas não deixa de ficar um gostinho amargo na garganta.

Diante do Grêmio, fomos na gigantes em raça e coração para virar um jogo que nos era tirado por um pênalti inventado. Diante do Santos, jogamos melhor até sermos atropelados pela molecada de São Vicente. E, por fim, contra Cruzeiro e Corinthians tivemos o mesmo final trágico do empate.

Em 12 pontos dos mais difíceis, conseguimos 5. Não é muito, mas também está longe de ser pouco. O problema é que, de repente, deixamos de ser o time que nunca vencia e passamos a ser o time que quase vence. E isso, sim, me assusta.

Porque de empate em empate, não vamos a lugar nenhum. Nunca foi segredo para ninguém que, com raras exceções, o empate é um resultado terrível em um campeonato de pontos corridos. E nós temos que vencer!

Ganhar do Bahia no próximo domingo, mesmo fora de casa, agora virou obrigação. Bem como reestrear bem no nostro Palestra diante do Atlético/MG. Com esses 6 pontos, praticamente escorraçamos as chances de desgraça e, de quebra, voltamos a ser o time do sempre.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Missão novamente cumprida, Palestrinos!

Em um dos jogos mais bizarros da história do futebol, o Verdão bateu o catado boliviano de Sucre por 3 a 1 e passou para as quartas-de-final da Copa Sulamericana. Foi incrível constatar como o time deles era amador, como a tal Arena de Barueri ainda precisa melhorar muito e como o Palmeiras estava preguiçoso. Mas, valeu… Vai, Palestra!

O JOGO
Diante de um adversário digno da Série A3 do Paulistão, o Palmeiras resolveu o jogo em menos de meia hora com dois gols de cabeça: primeiro Kléber, depois Luan – ambos após belos cruzamentos de Gabriel Silva (que, infelizmente, não jogará domingo). A partir daí, foi uma verdadeira várzea.

Um show de passes errados, lançamentos mal feitos, trombadas, cruzamentos… a coisa estava tão ruim que, aparentemente, nem o gerador do estádio aguentou e a luz ficou apagada por exatos 30 minutos, mal havia começado o 2º tempo.

Quando voltou, o juiz parece ter ficado com dó dos visitantes e, após falta inexistente, conseguimos sofrer um gol de cabeça do time de anões indígenas. Foi quando o Palmeiras acordou um pouco mais, Valdívia entrou de vez no jogo e chegamos ao terceiro gol de cabeça, dessa vez com Danilo.

Poderia ter sido muito mais? Poderia.
Mas, valeu pela vaga.

O MELHOR E PIOR
Além de ser uma surpresa em campo, Valdívia foi um dos poucos que quis jogo na noite de ontem (ele, Luan e Kléber). Já Márcio Araújo, mais uma vez, ficou devendo quase tudo – inclusive um cruzamento certeiro.

E AGORA?
Na Sulamericana, vem o Galo de Dorival Jr. pela frente, em um confronto que será muito mais complicado do ques o das fases anteriores. No entanto, antes de mais nada, temos a obrigação de bater na gambazada domingão e acabar com a chance deles chegarem a qualquer lugar.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

“Luan, um dos postes de Felipão.”

Vitória, Palestrinos, finalmente a vitória!

E como foi bom ver o time vibrando antes de enfrentar o Vitória em uma partida tão decisiva quanto a da próxima quinta. Não jogamos um futebol vistoso, ainda está bastante claro que o Felipão está fazendo testes atrás da equipe ideal, mas os três pontos tranquilizam o ambiente.

Acho que o 3-5-2 pode ser a melhor formação (Fabrício foi bem pela esquerda), Tinga jogou demais, Rivaldo fez uma boa partida (Armero fora me deixa mais calmo), acredito que Vitor ainda é a melhor opção para a direita e não gosto de um ataque com dois postes-referências (Tadeu é uma lástima, Luan ainda está afobado demais).

Mas, no geral, deu gosto ver a vibração dos atletas.

A comemoração efusiva de Danilo e do banco no primeiro gol, a alegria de Ewerthon ao voltar a marcar, os carrinhos dados em campo (e na bola) até o finalzinho do sábado frio no Pacaembú… tudo isso me deu uma sensação muito boa de que temos chances na quinta-feira.

Não temos o melhor elenco, mas, com vibração, podemos ter um grupo vitorioso. Desculpem usar uma expressão tão “curintia”, mas é disso que o Verdão precisa: “sangue no zóio”.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Robert fez o gol da vitória.

Copa do Brasil é assim, Palestrinos.

Quando se joga dentro de casa, você se preocupa em não tomar gols; quando joga fora, se preocupa em fazer um. Foi com este pensamento que o Palmeiras entrou em campo ontem, diante do fraco time do Atlético/PR, e fez a vantagem mínima. Poderia ter sido mais? Sem dúvidas. Mas ficou de bom tamanho.

O JOGO
Na base do bumba meu boi, o Verdão começou a partida forçando o jogo pela direita e tentando pressionar a brisinha curitibana. Aliás, todo o 1º tempo se desenrolou do mesmo lado do campo: o Palmeiras atacava pela direira com Figueroa e M. Araújo, enquanto que o Atlético subia pela esquerda, com Márcio Azevedo e Paulo Baier.

E foi justamente naquela faixa do campo que Robert, aos 14′, tabelou com Edinho e fez o gol da vitória. Um gol simples, usando o tradicional um-dois e que ganhou um temperinho especial com o passe cheio de marra do camisa 3.

A partir daí, amicos, os 30  minutos subsequentes se resumiram a nostros chutes de longe e aos 58 escanteios batidos pelo morfético do Paulo Baier – onde ele tomou amarelo e merecia até o vermelho (que foi dado com justiça mais tarde).

Na segunda etapa, o recado de Antonio Carlos Kojac ficou bem claro: não se expor e só subir na boa. Daí foi passe pra cá, passe pra lá, mais centenas de cruzamentos em nossa área (e só perdemos uma delas, em grande defesa de São Marcos) e nada de gols.

Poderia ter sido 2. Mas, ontem, 1 a 0 foi goleada.

O MELHOR
Nunca achei que fosse escrever isso aqui, mas foi Edinho. O nostro Shrek deu passe de calcanhar, defendeu feito um leão e chegou até a finalizar.

O PIOR
Pelo que se esperava dele no jogo, Lincoln.

O CASO DANILO
Vamos ao lance como ele foi (eu estava atrás do gol e vi do mesmo jeito que depois na TV): escanteio, fazem falta em São Marcos, o juiz bundão não marca, Danilo tomada uma cabeçada de Manoel fora do lance, dá uma cusprada de volta e fala grita com ele no chão.

Manoel merece punição pela cabeçada (e pelo posterior pisão em Danilo no final do jogo)? Sim. Danilo merece punição pela cusparada? Também. Mas Danilo agrediu verbalmente o zagueiro, chamando-o de “macaco”? Aí é palavra contra palavra.

No futebol, infelizmente, sabemos que ofensas desse tipo são comuns. Pode ter acontecido (e então Danilo mereceria, sim, mais punição). Mas por que, ao sair para o intervalo, Manoel disse que não houve nada e que havia sido coisa de jogo e depois de tomar banho quis fazer B.O.?

Está na cara que é pra colocar o Palmeiras em uma situação complicada na quarta que vem.

Mas quer saber? Vamos lá e vamos ganhar do mesmo jeito.

___________________________________________________________

Atualizando: acabo de ouvir o áudio da ESPN e Danilo realmente chamou Manoel de “macaco do caralho”. Está errado e merece punição. Pior para a gente, que vai perdê-lo por até 120 dias na Copa do Brasil e no Brasileirão, e pior para o próprio camisa 23, que vai responder processo sobre isso.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Dava pra ter matado a volta, Palestrinos.

Tivemos uma noite inspirada dos quase estreantes Lincoln e Ewerthon, uma noite quase perfeita de Deola, uma raça absurda do quase capitão Diego Souza, mas foi só isso mesmo: ficamos no quase. Dava pra ter eliminado o jogo de volta, mas não dá pra condenar a partida de ontem.

O JOGO
Finalmente o Verdão começou jogando como gente grande. E com passes rápidos e muita movimentação, não tardou para sair o primeiro gol: lindo passe de Ewerthon, bela conclusão de Lincoln. Daí apareceu um problema recorrente da equipe, que é achar que 1 a 0 é goleada. E com o recuo, veio o empate do Paysandu.

(Reparem, PER FAVORE, em todos os últimos gols sofridos pelo Palmeiras: tirando o 3º dos lambaris no domingo, TODOS os outros foram sofridos em saíde de bola errada. Ontem foi Márcio Araújo, mas Pierre e Danilo andam se especializando nisso também. Obrigado.)

Mal começou o segundo tempo, no entanto, e tivemos mais uma chuvarada de chances de ampliar, até que Ewerthon aproveitou (mais uma) cabeçada torta de lenny e guardou o segundo tento. Daí pra frente, amigos, o jogo foi de Deola. Nostro terceiro goleiro pegou tudo!

E se Robert não perde o gol do ano, teríamos matado o jogo de volta. Mas eu não vou reclamar de Robert por um bom tempo. Valeu pela vitória.

O MELHOR
Ewerthon deu passe pra um, fez outro e ainda dançou o Armeration. Mas é bom destacar Lincoln e a raça da dupla Diego & Armero.

O PIOR
Eduardo mais uma vez leva o prêmio. Contudo, Lenny chegou perto de merecê-lo também.

RODÍZIO
Ontem foi a vez de Pierre, Cleiton Xavier e Robert serem poupados. Sábado é capaz que Diego, Edinho e Ewerthon também tenham folga. Acho inteligente o Kojac fazer isso, até porque ele está mantendo sempre um jogador forte em cada posição – precavendo-se de possíveis lesões. Pra mim, faz sentido.

É TREINAR!
Agora, vem cá Kojac, só entre nós: vamos treinar a saída de bola? Pierre, Danilo e Armero estão se tornando craques no quesito “dar a bola no pé do adversário em frente a grande área”. Isso é treino, meu Toninho… coloca a moçada pra treinar passe.

E AGORA?
Agora é esperar chegar o sabadão, 17h, contra a Ponte Preta no Palestra.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Vamos a atualização da semana, Palestrinos.

Afinal de contas, em semana onde só se treina, as notícias ficam jogadas aqui e ali. É bom juntar tudo e conferir o que está acontecendo no Reino de Palestra Itália.

VITOR
Negociação 100% fechada com o lateral-direito do Goiás. Ele chega de imediato (apesar de não poder jogar nem Paulistão nem Copa do Brasil), enquanto que Wendel William, Sacconi e Lovinho estão de malas prontas para uma temporada em Goiânia. Wendel é o único que não vai agora, o que é sensato. Boa notícia!

Eis a novidade: no final das contas, William pegou a vaga de Wendel. Agora entendi menos ainda a troca, porque natural seria trocar William por Sacconi. Será que a intenção é ter mais um volante ou 4 laterais?

BELLUZZO
Nostro presidente decepcionante teve seu gancho diminuído pelo fanfarrão STJD e poderá voltar aos trabalhos oficialmente no final do mês. Sinceramente, não faz diferença nenhuma (visto que ele continuava trabalhando normalmente).

EWERTHON
O atacante vai estreiar domingão, no clássico diante dos lambaris. Ou entrará logo na vaga de Lenny, sendo titular, ou ficará como opção para o segundo tempo – o que, hoje, me parece com mais chances de acontecer.

DANILO
Nostro zagueirão também foi aliviado de pena por um absurdo julgamento do STJD – ainda sobre aquele cartão amarelo sofrido diante da gambazada, no Brasileiro do ano passado. Ótima notícia e senso de justiça.

E, no mais, é isso e nada mais. Domingão tem jogo complicado na Arena Havaianas, o time estará completo e estou confiante de um bom jogo para nostra equipe. É marcar, marcar e contra atacar.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Foi pouco, Palestrinos, foi bem pouco.

Mas, sem querer ser fatalista e levando em conta a seqüência maçante de jogos no início da temporada, o gol de Diego Souza foi um alento em noite de futebol fraco. O Flamengo piauiense é terrível, o Palmeiras me aparentou estar cansado e o resultado acabou sendo justo.

O JOGO
Começo de Copa do Brasil é assim: times pequenos jogando a vida em uma partida. E o Flamenguinho correu demais os 90 minutos – além de contar com um goleiro em noite de gala. A isso some-se uma noite infeliz de Deyvid Sacconi, mais um dia apagado dos laterais e, claro, um Robert nulo e você entenderá perfeitamente o placar do jogo.

O gol, aliás, foi uma das poucas jogadas bonitas do jogo. Linda tabela entre Edinho e CX10, grande passe pra Dieguito e, após um drible frustrado, um chute mascado no canto. Tirando este, teve lindo passe do nostro camisa 7 pra Sacconi no primeiro tempo e duas grandes cabeçada de Danilo no final do jogo.

Aliás, Muricy, fica a fica: por que não tirar Robert e escalar Danilo de camisa 9?

E falando em Muricy, acho bom ele mostrar aos jogadores a entrevista que Herivelton (goleiro dos hómi) deu ao final da partida, emocionado e festejando jogar no Palestra dia 24. Este é o espírito de quem valoriza onde está.

O MELHOR
Pelo gol e pela garra, Diego Souza.

O PIOR
Robert conseguiu jogar 90 minutos e nem ser notado em campo. Seria ótimo se ele fosse goleiro, mas ele é o centro-avante.

E AGORA?
Agora teremos que nos cansar dia 24, no Palestra, para garantir a passagem para a 2ª fase da Copa. E a diretoria voltou a afirmar que em breve teremos os dois atacantes prometidos (Ewerthon e Velazquez).

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Older Posts »