Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘edu dracena’

edu-dracena-e-fernando-prass-atuaram-como-titulares-no-jogo-entre-palmeiras-e-libertad-1453343778858_615x300

Torneio amistoso é torneio amistoso, Palestrinos. Mas, embora tenhamos feito apenas duas partidas em solo uruguaio, já deu pra tirar algumas conclusões sobre a equipe para 2016.

EDU DRACENA FUNCIONOU
Não o vimos atuando ao lado de Vitor Hugo, é verdade, no entanto ficou notório a noção de jogo que Dracena tem. Pode não ser jovem nem aguentar a maratona de jogos, mas será extremamente útil para a temporada.

ROBINHO SERÁ RESERVA
E por mais que Marcelo Oliveira goste dele, não vai demorar. Embora saiba jogar e tenha ido bem em alguns momentos decisivos de 2015, o meia anda burocrático e pouco participativo. Com Moisés, Allione e Régis na sua bota, será questão de tempo.

ERIK +10
O atacante vindo do Goiás não só entrou bem na equipe, como se mostrou muito mais incisivo que Gabriel Jesus e mais decisivo que Alecsandro. Pode roubar a posição de ambos (e de Barrios) sem problemas nenhum.

ALMEIDA E ALECSANDRO NA BERLINDA
As chances foram dadas e pouco aproveitadas. Muito embora o zagueiro tenha feito um bom jogo diante do Nacional, segue inseguro e errando muitos passes; já o centroavante… sem comentários.

VELHINHOS EM ALTA, JOVENS EM BAIXA
Prass e Zé Roberto voltaram voando baixo; João Pedro e Jesus ficaram devendo. Ou os garotos tomam cuidado ou vão acabar esquentando o banco por muito mais tempo do que esperavam…

MEIO ABARROTADO DE BOAS OPÇÕES
Matheus Sales manteve o nível. Arouca, por ora, segue absoluto. Moisés se mostrou bastante voluntarioso, Régis não teve tempo, Robinho dormiu e Jean nem estreou. Nostra meiúca está repleta de boas opções.

NA MARCA DA CAL
Dudu é extremamente útil ao time, mas não nasceu pra bater pênalti. Ponto.

Por enquanto é isso. Semanas dos próximos capítulos neste domingo, diante do Botafogo de Ribeirão, pelo Campeonato Paulista.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Anúncios

Read Full Post »

A temporada 2016 ainda não começa hoje, Palestrinos.

Muito embora a disputa do primeiro torneio do ano tenha início esta noite, a Copa Antel é amistosa e ainda não vai revelar pra valer o que deve ser o Palmeiras nesta temporada. Teremos alguns desfalques por limitação física (Barrios, Cleiton Xavier, Gabriel) e outros por tempo de casa (Jean). No entanto, dá pra começar a imaginar as opções de Marcelo Oliveira.

O tradicional 4-2-3-1
Formação predileta do nostro treinador, deve ser a base ao menos para o início do ano. O ponto forte segue sendo uma boa dupla de volantes e a velocidade pelos lados do campo; já o ponto fraco fica com a dependência que teremos de Robinho.
1

O cauteloso 4-3-1-2
Com a boa oferta de volantes, Marcelo pode optar por um esquema mais cauteloso. O ponto forte seria a proteção a frente da zaga e a liberdade para os laterais; já o problema segue sendo a dependência de um meia de ligação.
2

Ousadia e alegria no 4-3-3
Embora seja possível dizer que jogamos assim durante momentos da temporada 2015, o Palmeiras nunca teve 3 atacantes de fato. Neste caso estaria aberta mais uma vaga na frente; já no meio, a disputa seria ainda maior e poderia sobrar para Robinho ficar de fora.
3

Armação ilimitada no 4-1-4-1
Com as novas opções de meio, em alguns momento Marcelo pode escolher o toque de bola em detrimento a velocidade. Ponto forte para a cadência de jogo, mas ponto fraco por ter meio banco de reservas com atacantes.
4

Segurando a onda no 3-5-2
Embora seja a opção menos provável (já que não temos 3 zagueiros confiáveis), pode ser usada em casos extremos. O ponto positivo é a liberdade que damos aos laterais e às jogadas de fundo; já o ponto fraco fica por conta do meio, onde sobrarão muitos atletas.
5_1

São cinco desenhos diferentes com cinco alternativas para nostro treinador trabalhar a equipe. Como se pode ver, o tamanho do grupo faz com que sobrem opções em várias posições (Lucas Taylor, Victor Luís, Mouche) e eu sinceramente não sei como a comissão técnica vai trabalhar em relação a isso.

No entanto, é inegável que o grupo está mais forte que em 2015 – e vai ser impossível Marcelo reclamar da falta de atletas. O principal trabalho, agora, é conseguir formar um time que possa enfrentar campeonatos paralelos sem perder o entrosamento e ter um gargalo em qualidade. Dá pra acreditar.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

 

Ah, como é bom ver o Verdão vencendo de novo, Palestrinos!

Como todo apaixonado por futebol, eu não perdi nenhum momento da Copa do Mundo, mas nada se iguala a uma vitória do nostro Palestra. Os cantos, a festa, a raça, a gana, aquela sensação de que – ao contrário do que ocorre em jogos da Seleção – mais da metade da cidade está ouvindo nostro grito de gol caladinha. Isso é Palmeiras!

O JOGO
Na minha opinião, o 1º tempo do Palmeiras foi quase impecável. Exceto por algumas falhas da nostra defesa pelo alto (que deram dor de cabeça durante toda a partida), o time se comportou bem, teve vontade de jogar e mereceu aquele golazzo de Ewerthon logo aos 14 minutos – e a vantagem pelos primeiros 45 minutos.

Já  no segundo tempo, o Palmeiras voltou mais comedido e disposto a contra atacar. Sofreu alguns sustos (principalmente pelo alto), mas a tática deu certo assim que Tinga entrou no lugar de Lincoln e contou com o pé torto de Edu Dracena para ampliar.

As avançadas de Vitor junto com Márcio Araújo e o início de entrosamento do trio Kléber/Ewerthon e Lincoln foram animadores, embora Gabriel Silva ainda sofra bastante na marcação e saída de bola.

A partir daí, veio o recuo, vieram mais duas mudanças, sofremos um gol (adivinhem?, pelo alto), mas veio a vitória. Merecida.

O MELHOR
Pelo golazzo, a vontade e o entrosamento com os companheiros, Ewerthon.

O PIOR
Tá certo que Armero é um louco, mas quase todas as descidas do Santos foram pelo lado de Gabriel Silva.

E AGORA?
Agora tem o Avaí, neste domingo, às 16h. A única mudança no time deve ser a entrada de Maurício Ramos na vaga do suspenso Danilo (esse STJD é uma bagunça mesmo). No mais, espero ver a mesma pegada dos novos comandados de Felipão.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »