Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘El Pirata’

 

1) Idolatria – Talvez você não saiba, Hernán, mas a torcida do Palmeiras é extremamente exigente. Nossos ídolos são Ademir da Guia, Dudu, Marcos, Rivaldo, Evair… E você, em menos de um ano, já mostrou que tem tudo para estar ao lado deles. Basta querer.

 

2) Casa – Olhe bem para a sua carreira e responda: quantas vezes você já jogou em um clube que realmente pode chamar de “casa”? Sua maior passagem por uma equipe foi na LDU, com apenas dois anos. Você está com 28, aceite o Palmeiras como o seu lar e fique o quanto quiser.

 

3) Gols – Centroavante que é, você sabe que sua fama é feita por gols. E isso você sabe fazer. Foram quase 30 este ano, no campeonato mais forte que você já disputou. Ano que vem, com a total confiança do time e da torcida, disputando todos os jogos, tende a marcar ainda mais.

 

4) Seleção – Você chegou até a seleção argentina marcando gols pelo Palmeiras. E ano que vem vai jogar nada menos que uma Taça Libertadores. É claro que você quer ter a certeza de que teremos um elenco forte e que a Série B te assusta, mas seja sincero: a Série B do Brasileiro é muito mais fraca que os campeonatos argentino, paraguaio, sérvio, chinês e equatoriano?

 

5) Série B, aqui, é A – Jogos semanais na televisão. Cobertura total da mídia. Times competitivos. Se você acha que jogar a segunda divisão vai te tirar de foco, caro Pirata, pode pensar de novo porque acontecerá exatamente o contrário. Pergunta lá pro Sabella!

 

6) Copa caseira – A Copa será aqui nos trópicos, Barquito. E não há Higuaín ou Agüero que conheçam ou sejam mais respeitados neste país como você já é. Pense bem.

 

7) La plata – Sejamos práticos: a Europa paga bem e, se você receber uma proposta, o dinheiro pesa. Mas lembre-se de que, aqui, você não receberá somente o salário do clube; com a fama conquistada aqui no Brasil, você vai conseguir fazer campanhas publicitárias e arrebanhar diversos patrocínios pessoais.

 

8) Exemplo Santo – Marcos, campeão do mundo em 2002, não só jogou a Série B no ano seguinte como foi o líder da equipe – motivando e ensinando a molecada. Se você pretende continuar a trilhar seu caminho de ídolo, não nos abandone em um momento tão complicado quanto este.

 

9) Um novo Palmeiras – Recentemente, ninguém representou tão bem a imagem de um Palmeiras vencedor como você. Embora Assunção seja mais experiente e tenha mais tempo de casa, é em você que confiamos e depositamos todas as esperanças quando a bola rola. Seja o incentivador dessa nova cara da Sociedade Esportiva Palmeiras.

 

Com carinho,
ROJAS.

 

Siamo Palestra!

Anúncios

Read Full Post »

Conhecem a história de Dom Quixote, Palestrinos?

Pois bem, “Dom Quixote de la Mancha” é um personagem castelhano criado pelo espanhol Miguel de Cervantes que, de tanto ler livros e admirar os atos de seus heróis preferidos, quis imitá-los e ser ele também um herói. Muitos o achavam maluco, mas, em bem da verdade, ele era acima de tudo um homem de princípios.

Já Hernán Barcos, atacante de princípios que fala em castelhano, parece ser seu par do mundo real. Admirador de goleadores que fazem o que for preciso para chegar ao gol, El Pirata encantou a nostra massa em menos de um ano de casa (feito quase impossível frente a uma torcida tão exigente).

O problema é que, assim como o original espanhol, nostro Dom Quixote de la Mancha Verde está cercado por Sancho Panças demais – aqueles que, de tão realistas, estragam o sonho. E no Palmeiras eles se fazem ainda mais presentes, tanto fora quanto dentro de campo. E aí, por mais que nostro sonhador tenha vestido a sua heróica armadura alviverde, a fábula caducou.

O cenário é de terra arrasada: caos, preocupação, desespero e lágrimas. No entanto, se com o nostro camisa 9 em campo estamos assim, sem ele não haveria nem mesmo o pouco de esperança que ainda nos resta. Uma esperança que tem nome e sobrenome: Hernán Barcos.

Viva o Pirata.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Eu sei que você já viu o lance aí de cima, Palestrino.

Mas ele é tão lindo que merece ser visto e revisto quantas vezes mais você puder vê-lo e revê-lo. E não digo isso só pelo gol; digo porque temos novamente um atacante de qualidade no Verdão! Faz quanto tempo que amargávamos Buenos, Osmares, Gioinos E Boiadeiros?

É por isso que eu e o outro autor deste blog, o querido Elton Reale, resolvemos fazer uma homenagem a Hernán Barcos. O botafoguense Ricardo Diniz ajudou com a letra e nós ajudamos com a voz.

CONFIRAM AQUI!!!

Olê Porco, olê Porco (4x)

Ééééééééé…
Pedro de Lara ele não é
Zé Ramalho também não
O nome dele é Hernán Barcos
O artilheiro Verdão!!!

Olê Porco, olê Porco

Válido ou não? Até porque o nostro hermano não é um qualquer, capicce?!

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »