Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘fred’

Ganhar nos pênaltis é incrível?
É. Mas não precisava chegar até lá.

Jogar no contra ataque é uma boa estratégia?
É. Mas não precisa ficar acuado no campo de defesa.

Ter um mês para treinar até a final é bom?
É. Mas não dá pra treinar sem evoluir.

Enfim, Palestrinos, esses são só alguns dos diferentes olhares para uma mesma classificação sofrida às semifinais da Copa do Brasil. Classificação essa que se por um lado foi extremamente reconfortante e prazerosa, por outro foi desnecessariamente sofrida e desgastante.

Precisamos, de uma vez por todas, entender que com o sistema defensivo que temos NÃO DÁ pra ficar recuado por 10, 20, 30 ou 90 minutos. É simplesmente certo que vamos sofrer gols! E quando digo “sistema defensivo” não falo apenas de zagueiros e volantes, falo do todo. Se nostros atacantes são envolvidos pelo troque de bola da equipe adversária da mesma maneira que foram ontem, a bola vai morrer nas redes do Prass. Para se ter uma ideia, fomos vazados em 24 dos últimos 25 jogos que fizemos na temporada.

Logo, está na hora de rever o estilo de jogo. Nada contra entrar no 4-5-1 e ter jogadores abertos pelas pontas para armar contra ataques; o problema é simplesmente não ter saída de bola para contra atacar. Precisamos de alguém que arme e também alguém que receba a bola em boas condições. Basta comparar os gols do Santos no jogo de ontem e todas as nossas (nulas) chances de atacar o Fluminense durante a segunda etapa no Allianz Parque. Dudu e Gabriel Jesus, por exemplo, precisam ter saúde para receber essa bola e partir pra cima dos zagueiros, não voltar para marcar os laterais adversários na bandeirinha de escanteio.

Mas o problema está longe de ser só este. Nossos laterais têm tomado muitas bolas nas costas, ninguém usa Barrios para fazer o pivô, nosso ataque marca mal a saída de bola e por aí vai. Marcelo Oliveira tem até 25/11 para não apenas treinar, mas também para montar um time capaz de derrotar um adversário específico.

Este parece ser, enfim, a sina do Palmeiras em 2015. Alternar altos e baixos em poucos minutos, misturar lances incríveis e bizarros nas mesmas jogadas, nos dar e tirar esperança de vencer qualquer partida como quem substituí jogadores a beira do gramado. Acreditem ou não, é este time que pode ser campeão de um dos principais torneios do país.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Vitória fora de casa, Palestrinos! Após cinco derrotas longe do Allianz Parque, nostro Verdão bateu o Flu por 4 a 1 e engatou duas vitórias seguidas.

Mas engana-se quem pensa que o jogo foi fácil. Engana-se muito, aliás! Ontem, no Maracanã, o Palmeiras teve 60 minutos de pura inutilidade em campo. Neste meio tempo tomou um gol e a coisa só não ficou pior porque o time adversário ajudou com sua solidária cota de ruindade – incluindo aí um pênalti porcamente perdido por Fred.

Quando acordou, no entanto, assistimos a meia hora de futebol de verdade. Em uma assistência totalmente sem querer do menino Jesus, Lucas Barrios e empatou o jogo e, quase que como em um milagre, o time mudou da água para o vinho. A virada chegou em um gol do próprio camisa 33 (presenteado pelo jogador do Flu), o terceiro veio em outra falha bisonha da defesa adversária e o quarto, terceiro de Barrios, já saiu em ritmo de treino.

O problema dessa oscilação, a meu ver, é que o Palmeiras entrou em campo tentando ser o time que não é. Com dois volantes, dois meias e um centroavante pesado, a estratégia de aproveitar os contra ataques fica totalmente perdida. A verdade é que Marcelo Oliveira deve decidir: ou entra-se em campo para jogar no contra golpe e escala-se um time veloz com jogadores como Allione e Cristaldo, ou deve-se escalar este time de ontem para manter a posse de bola. Qualquer outra configuração que não seja essa deixa o time perdido.

Além do mais, já está na hora de colocar alguns atletas definitivamente no banco. Egídio, Robingo e Alecsandro, por exemplo, já tiveram inúmeras chances e ficaram muito abaixo da crítica. É o mesmo caso de Leandro Almeida e Amaral, que já não entram mais. O Palmeiras tem um elenco que privilegia a saída rápida para o jogo e precisa transformar isso em sua maior fortaleza.

Sábado, diante do Grêmio, teremos uma prova de fogo. Ou aprendemos que nostro jogo acontece através da velocidade ou a coisa pode voltar a ficar feia na volta ao Pacaembu. Engata a terceira, Verdão!

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

palxflu_0811

É revoltante, Palestrinos!

Um gol ridiculamente mal anulado, um pênalti não marcado e uma agressão ignorada. Tudo num jogo só, pelo mesmo árbitro. Mas, também, sejamos francos: nostro time não jogou absolutamente nada. Parafraseando Vampeta, se o Simon fingiu que apitou, o Palmeira fingiu que jogou.

O JOGO
O início foi o esperado: Verdão no 3-5-2, esperando a cariocada subir e abrir espaço pros contra ataques. Só que a velha tônica dos últimos jogos se repetiu. Muitas faltas perto da área e muita ligação direta entre defesa e ataque.

A única chance de ver um golzinho seria em uma bola parada. E foi após o rebote de um escanteio que Figueroa cruzou na cabeça de Obina para o camisa 28 marcar. Só que o ladrãozinho da CBF agiu e nós sabemos bem o que houve.

Depois disso Figueroa teve mais uma chance, o primeiro tempo acabou e acabou também o futebol. O segundo tempo foi absolutamente ridículo. Diego mal, Love nulo, Armero perdido… só Souza e Sandro Silva batalharam.

Daí ergueram outra bola na área, Maurício dormiu de novo e tomamos o gol.

No final ainda tivemos um pênalti não marcado em Danilo e a cabeçada ridícula em Armero. Mas o que chama mesmo a atenção é a inoperância do time todo em perder o campeonato mais ganho da história.

Juiz safado, futebol safado.

O MELHOR
Sandro Silva. Marcou e puxou o lado direito ao ataque diversas vezes.

O PIOR
Prêmio dobrado para Love e Diego Souza. Os dois maiores salários foram absolutamente nulos em campo.

“ARBITRAGEM”
Não preciso nem dizer que a nota do árbitro preferido da CBF (e dos times do Rio, claro) é negativa. Ele errou absolutamente tudo o que fez. Influiu no resultado e no campeonato.

E sabem o que vai acontecer? Nada. Ele vai pegar 2 semaninhas de gancho, apitar a semi-final da Sulamericana e ano que vem estará na Copa do Mundo enchendo o bolso de grana.

Tá na hora de Belluzzo ser menos lorde inglês e falar umas verdades em público, com microfone aberto (e ele falou: http://www.lancenet.com.br/palmeiras/noticias/09-11-08/650026.stm?belluzzo-%E2%80%98simon-e-vigarista-e-esta-na-gaveta-de-alguem%E2%80%99. Parabéns, presidente!).

E AGORA?
Se o time ainda quer mesmo mostrar que não é tão incompetente a chance está aí: quarta-feira, contra o lanterna Ixpórt em casa. Ou ganha ou joga mesmo a toalha e tenta brigar pelo G4.

Ainda assim… Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »