Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Kia’

O tempo passa, mas o assunto é o mesmo de sempre, Palestrinos.

Pela enésima vez os últimos anos, o diretor de marketing do Palmeiras será trocado. Já me adianto dizendo que não conheço Rubens Reis pessoalmente, sei que ele teve acertos (Kia Motors) e erros (#WesleyNoVerdao/kit para Chael Sonnen) como qualquer outro que por lá passou, mas este é o tipo de coisa que não ajuda o clube a se desenvolver nessa área.

Ficar trocando de diretor a cada seis meses é amadorismo demais até para a nostra diretoria pra lá de amadora!

Afinal de contas, não é novidade para ninguém que somos um dos piores clubes do país quando o assunto é marketing. E para falar disso é bom lembrar de uma coisa: “marketing” não é somente o patrocínio que vai na camisa, é o conjunto de ações de comunicação que elevam as receitas e a visibilidade da equipe. E o Palmeiras precisa disso tanto quanto qualquer outra equipe de nível internacional.

Dito isso, vou listar aqui apenas alguns exemplos já feitos no mundo do futebol e que poderiam ser aplicados no Verdão:

  • Parcerias variadas: Na Europa, é normal os grandes clubes contarem com 10, 20, 30 patrocinadores, mesmo que só um ou dois desses esteja estampado na camisa. O que eles fazem são contratos menores (cerveja oficial / empresa de telecomunicação oficial / marca de veículos oficial), mas que geram uma receita absurda.
  • TV própria: Tem um custo para ser implantada, é claro, mas se torna um canal extremamente interessante entre clube e torcedores – além de gerar possíveis patrocinadores. A Santos TV, por exemplo, é interessantíssima.
  • Ativação de patrocínio: Isso é básico, mas o clube precisa mostrar a seus patrocinadores que está disposto a ajudá-los. Por que não sugerir algumas ações para a Kia e a Adidas fazerem com atletas históricos, por exemplo? Isso torna o parceiro fiel e aumenta o preço da renovação.
  • Sócio-torcedor: Um clube do tamanho do Palmeiras tem que ter um projeto de sócios decente. O Inter, infinitamente menor que o Verdão, tem mais de 100 mil sócios. Nós nunca tivemos nada aproveitável, é deprimente.
  • Imagem: O marketing também é responsável por ações que melhorem a imagem da instituição Palmeiras. Isso vale desde uma despedida digna para São Marcos até o contato com torcedores ilustres, que gerem mídia, passando pelo intervalo de jogos.

Enfim, são vários os exemplos e várias as motivações a se ter um departamento de marketing estruturado. Falta profissionalização (nada de filho de diretor, de “equipe” com duas pessoas, de seguidas demissões). Ou alguém vai me dizer que o Walter Munhoz e o Pescarmona sabem mais de marketing do que um cara que estudou e é formado?

Acorda, Palmeiras… Acorda senão vamos continuar fazendo vaquinha para trazer jogador.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Anúncios

Read Full Post »

Belo início de ano, Palestrinos!

Ao menos para mim, até agora estamos acima das expectativas. E digo isso não pelo calor da virada dantesca diante do Santos nem só pelo ânimo que traz a chegada de atletas como Barcos e Wesley. Digo isso por tudo o que começa a envolver o 2012 do nostro Palmeiras.

Dentro de campo, a equipe ainda está refém da maneira de jogar que Felipão traçou a mais de um ano: é bola parada e bola no Luan. Nada contra a jogada de Assunção – até porque a bola parada é a maior arma de metade dos times do mundo -, mas é hora de um time rápido entrar em campo. Usar ambos os laterais, a visão de Daniel Carvalho, a presença de Barcos, a velocidade de Maikon Leite… é hora de ser agudo, de ser Palmeiras!

Pelas mexidas que tem feito, Felipão parece estar entendendo devagar o movimento. Tem encostado Patrik e Tinga, exorcizou Rivaldo, chutou a bunda de Kléber e até tem dado conta da falta que faz o sempre contundido Valdívia. Se Wesley chegar em condições e Román for boa surpresa na zaga (Henrique parte em junho), podemos encontrar a equipe ideal logo.

Fora de campo, as coisas também parecem se acertar, embora mais lentamente. Frizzo está quase no olho da rua, César Sampaio tem crescido, o conselho de Mustafá parece cada vez mais esquecido e o contrato de patrocínio com a Kia Motors parece ótimo negócio. Se o Palmeiras não se deslumbrar com o dinheiro, e lembrar que conta com dívidas a serem pagas, a coisa pode ficar ainda melhor a cada dia.

Por isso, Palestrinos, 2012 pode ser realmente um ano de viradas. Começando pela de ontem, em Prudente.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Vamos dar as boas vindas a Kia Motors, Palestrinos.

Afinal, na manhã de hoje o presidente Arnaldo Tirone confirmou a chegada da montadora coreana no Verdão. Por uma verba que, estima-se, chegue a R$25 milhões por ano, a Kia toma o posto que era da FIAT e torna-se a maior patrocinadora do Palestra por três anos.

O primeiro ponto é: parabéns à diretoria e ao marketing pelo negócio. Levando-se em conta o valor de mercado dos contratos atuais e a situação que vivemos dentro de campo há alguns anos, o valor é bastante satisfatório. É claro que ele deve variar conforme o desempenho, mas a negociação foi – aleluia! – mantida em sigilo até ser fechada.

Agora, o segundo ponto já é mais embaixo. Como sabemos, grandes poderes trazem grandes responsabilidades. E com um patrocínio deste tamanho é necessário profissionalizar a nostra diretoria. Seja por força da própria empresa que está empregando dinheiro na operação ou por vergonha na cara (que eu espero que ainda exista), já passou da hora de termos uma estrtura séria.

Esqueçam uma parceria como a que tivemos com a Parmalat, onde o marketing ainda era pouco utilizado dentro do esporte e o Brunoro fez um trabalho extremamente competente. Nos dias de hoje, qualquer equipe precisa de um departamento de marketing bem estruturado e de um presidente que ouça sugestões, sabendo tomar decisões. E eu espero que a chegada deste patrocínio comece a ajudar neste movimento.

Anunciar patrocínio é ótimo. Mas saber aproveitá-lo é melhor ainda.

DOIS TOQUES
Apenas duas coisas nesta notícia me deixaram encucado: 1) O Palmeiras pediu a ajuda de uma agência de marketing esportivo num dia e fechou negócio no outro, ou isso era papo de imprensa? e 2) O logo da Kia não poderia ser um pouquinho menor, não?

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »