Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘leo’


Lá se foram mais duas partidas sem vitória, Palestrinos.

Confesso que a correria da última semana permitiu apenas que eu ouvisse os empates diante de Botafogo e Ceará no rádio, mas os sintomas de ambas as partidas parecem ter sido os mesmos: uma defesa insegura e a falta de mais um meia armador.

Apesar de julgar Léo e Maurício Ramos bons zagueiros, eles têm perdido todas pelo alto e feito muitas faltas (com consequentes cartões e expulsões). Claro que a suspensão de Danilo faz diferença, mas, na minha opinião, o principal problema tem sido a proteção à zaga. Pierre definitivamente está muito mal e jogar com Edinho atrás no 4-4-2 deixa claro que ele e sempre foi um cabeça de área – não um zagueiro. Os laterais também têm marcado muito mal (algo flagrante na última quinta).

Márcio Araújo e Marcos Assunção, principalmente o segundo, têm feito bem o seu papel de marcadores que conduzem a bola para o ataque. O problema é que Lincoln tem ficado nitidamente sobrecarregado na armação, causando cansaço e perda de qualidade. Ou o Palmeiras fecha logo essa novela com Valdívia ou será necessário buscar um outro camisa 10.

A boa notícia é a semana cheia que Felipão terá para trabalhar para o clássico de domingo. Será o tempo ideal para ele decidir quem atuará no miolo de zaga (acredito que ele possa optar por um 3-5-2, com M. Ramos, Edinho e Leandro Amaro) e treinar mais as bolas paradas, coisa que tem feito diferença contra a nistra equipe. Também será tempo de olhar com mais carinho Tinga e Patrick, jovens jogadores que vêm trazendo um sopro de ousadia ao Verdão.

Nós confiamos em ti, Felipone. E confiamos em mais uma vitória sobre os eternos fregueses.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Anúncios

Read Full Post »

O que foi a partida de ontem, Palestrinos?

Contra um verdadeiro time de churrasco, o Palmeiras não fez mais que a obrigação e mandou quatro pra cima dos piauienses ruins de bola. E olha que poderiam ser 7 ou 8 se, principalemente, Deyvid e Robert não fossem tão errôneos na hora de finalizar. No final das contas, missão cumprida.

O JOGO
Com Edinho no lugar de Marcio Araújo, Figueroa no lugar de Wendel, Sacconi substituindo CleitonX e Marquinhos na vada de Lenny, o Palmeiras manteve o 4-4-2 e entrou em campo disposto a matar logo a partida. Tanto que em menos de três minutos, Robert já havia feito 1 a 0 de pênalti, e antes dos 35 já estava 3 a 0 – o segundo de Leo e o terceiro novamente de Robert.

No segundo tempo o ritmo caiu, Kojac mexeu no time (William mais uma vez foi nulo, mas Ivo mostrou que pode ajudar) e os 45 minutos finais só serviram para Edinho Shrek mandar um golazzo de voleio. Noves fora a fragilidade do time adversário, o Verdão foi bem.

O MELHOR
Pelos dois gols e mesmo com os tantos gols perdidos, Robert.

O PIOR
É praticamente impossível apontar um pior ontem, mas achei que Diego Souza ficou devendo.

JARDEL
Impossível não comentar a participação histórica de Jardel no jogo de ontem. Ele não só está ridiculamente gordo e com lordose, como conseguiu se lesionar no aquecimento. E pensar que ele já foi Chuteiro da Ouro da Europa num passado nem tão distante…

E AGORA?
Agora vamos enfrentar o Paysandu pela 2ª fase da Copa do Brasil. E domingo agora tem jogo contra o Rio Claro, fora de casa, pelo Paulistão.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Definitivamente o ano começou, Palestrinos.

E após o primeiro jogo-treino do ano, já pudemos ver qual será a cara do novo Verdão. Claro que ainda vão chegar jogadores (um atacante é esperado para logo e Edinho já chega nesta semana), mas – salvo jogos em que o time precise muito pressionar para ganha – atuaremos num 4-4-2 disfarçado de 4-1-3-1-1.

É Marcos no gol, Figueroa e Armero nas laterais, Léo e Danilo na zaga, Pierre na cabeça de área, Marcio Araújo fazendo o meio com Cleiton Xavier (mais pela direita) e Deyvid Sacconi (pela esquerda), Diego Souza de segundo atacante e Robert (ou seja quem chegar) lá na frente.

Simples assim. Tudo leva a crer que, do jeito que Muricy acabou o campeonato, ele irá iniciar o ano de 2010. Diego mais adiantado, apenas um atacante e um meio-campo mais povoado e de toque de bola. Mas, táticas a parte, o melhor disso tudo será a briga por posições.

Com dois zagueiros jogando, por exemplo, quatro irão brigar diretamente pela vaga – Edmílson incluído nesta relação, que tem também Maurício Ramos. No meio, Edinho, Souza, Sandro Silva, Anselmo, William e Joãozinho irão correr por fora para tentar ocupar também uma das vagas disponíveis. As laterais – sempre carentes – terão Wendel e, ao que tudo indica, o mesmo Anselmo e até Gabriel Silva (do juniores) na briga. Só faltará mesmo uma briga lá na frente.

Dessa forma, aconteceu o que eu temia – mas já começo a achar muito bom: um elenco equilibrado, sem muitos destaques, mas com valores de bom nível. Se o Verdinho continuar bem na Copinha, essa briga vai crescer ainda mais. E aí, meu amigo, vai ter muita gente correndo em treino para agarrar a chance.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Não vou mentir pra vocês, Palestrinos.

Até a semana passada, eu andava bem pessimista com o nostro Verdão para 2010. Mas com o final das férias e a volta das notícias e declarações verdadeiras (90% do que é veiculado na época de festas é boato), eu estou me empolgando com o ano.

É fato que não fizemos nenhuma grande contratação – e é possível que nem tenhamos uma. No entanto, ouvir as palavras de Belluzzo e Cipullo tem me dado a certeza de que o tal “planejamento” (que é inexistente em qualquer clube brasileiro) está engatinhando no Palestra.

A base forte do time foi mantida, a diretoria trouxe bons jogadores por conta própria (nada contra a Traffic, acho a empresa bastante importante para nós) e ainda dispensou alguns lixos que estavam por aqui (além de Marcão e Jefferson, ontem foi a vez de Willians ir embora).

A rigor, sinto que precisamos “apenas” de dois atacantes e um meia. Mesmo diagnóstico, aliás, dado por Gilberto Cipullo ao Diário Lance!. E, ainda assim, julgo que os atacantes são o principal e real problema – Diego Souza, Cleiton Xavier, Deyvid Sacconi e o tal revelação Felipe podem dar conta da meia. (Aliás, mantenho, minha palavra: prefiro que o Love saía; ele simplesmente QUER sair)

Sendo assim, Palestrinos, acordei completamente confiante hoje. O Paulista, a Copa do Brasil e o Brasileiro que nos aguardem.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

 

Natal é época de ganhar presentes, Palestrinos.

Este ano, no entanto, estamos ganhando presentes um tanto quanto comuns – tipo aquele par de meias que você ganha da sua tia-avó. Claro que a contratação em definitivo de Danilo, a vinda de Leo e o “fico” de Diego Souza e Cleiton Xavier são importantes, não duvide disso. Mas, tal qual o par de meias, é algo que não enche os olhos.

Ao que tudo indica, na segunda-feira deve ser anunciado mais um presente comum: Marcio Araújo, 25 anos, volante/meia que estava no Atlético-MG. Me lembro de algumas partidas dele, joga pela direita, é bom jogador. Contudo, não passa de outro par de meias.

O que a diretoria ainda não entendeu é que precisamos de reforços para o ataque. Aquele homem-gol. Aquele cara de presença, que chega pra marcar território. E, convenhamos, Robert não é esse cara. (Vágner Love poderia ser, mas continua dando declarações de quem quer sair do time.)

Sabemos que não é fácil. Sabemos que não é barato. E sabemos que será quase impossível ver a chegada de alguém deste calibre. Mas quando se pede um Playstation e se ganha meia de algodão, fica aquele clima esquisito no ar.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »