Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Lusa’

Perder de 3 a 0 para a Lusa é inadmissível, Palestrinos.

E aí não adianta falar que poderia ter ganho o jogo no primeiro tempo, que o zagueiro escorregou na hora errada, que a bola rebateu e entrou porque demos azar. Quando você toma 3 gols de um time como a Portuguesa em xx minutos, nada exime a equipe desta vergonha.

Tivesse sido apenas uma noite ruim, um resultado atípico, não seria tão grave. Mas quando um time que está na zona do rebaixamento, perdendo jogo atrás de jogo, é humilhado por um concorrente direto pelo descenso a coisa fica extremamente séria.

Entendam: estamos correndo riscos reais de rebaixamento. Nem venham me dizer que ainda temos 18 rodadas… o risco é real, sério e preocupante. Tá na hora de reagir!

E que fique claro que pouco importa se este mesmo elenco foi campeão há pouco tempo. Não adianta correr por uma taça e se recostar nas outras disputas. Este time perdeu ponto para os menores clubes da divisão e, agora, vai ter que se mostrar grande a força.

Chega de vagabundo batendo cabeça, tomando amarelo bobo e dando migué no departamento médico! Não dá mais. Ou você fala sério com estes vagabundos, Felipão, ou vamos sofrer muito ainda este ano.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Anúncios

Read Full Post »

Mais um empate para a nostra conta, Palestrinos.

Dessa vesz diante da Lusinha, no Pacaembu, pelo Paulistão. E embora tenha sido o primeiro do ano, este foi o resultado que mais nos amaldiçoou em 2011 e que deve ser evitado ao extremo este ano: o empate.

Ontem até jogávamos melhor, perdemos muitas chances, saímos atrás do marcador e acabamos por igualar o marcador a dez minutos do fim. O que, visto dessa maneira puritana, até parece bom. Mas em bem da verdade, o empate de ontem tem uma causa bem pior: o medo de ganhar.

Ao ser questionado ao final do jogo sobre a presença de Maikon Leite entre os titulares – tamanha a melhora que o baixinho tem promovido com as suas entradas no decorrer das partidas -, Murtosa foi enfático e disse que o time fica exposto. Ou seja, um time que joga no 4-2-1-3 fica exposto demais. E o erro está justamente aí, em acreditar que atacar não é a melhor maneira de vencer.

Afinal, a não ser que eu esteja muito errado, quanto mais você ataca e sufoca o seu adversário, mais o prende em seu campo de defesa. É aquele famoso papo de que “a melhor defesa é o ataque”. O que, na minha opinião, faz muito sentido! É isso que faz, por exemplo, o Barcelona de pep Guardiola.

Daí você dirá: “Mas nós não temos Messi, Xavi, Iniesta, Villa e companhia limitada!”. Perfeito, infelizmente não os temos. Mas tampouco jogamos diante do Real Madrid, da Inter de Milão e de outras potências futebolísticas. Se é para testar e construir um time, que seja agora, no início do ano.

Além disso, tanto Luan quanto Maikon Leite acabam sendo meio-capistas quando o Palmeiras está sem a bola. Cada um do seu lado do campo, marcam e atacam em velocidade, auxiliando volantes e laterais na tarefa de prender o rival. Ajudam muito mais, inclusive, do que a presença sempre nula de Tinga em campo.

O futebol não tem espaço para caras sem função, cazzo! E Tinga, sem perseguição alguma, é este cara. Ele não marca nem ataca, ele corre feito barata tonta, ele erra passes simples, ele é afobado, ele faz faltas tolas… Você, em sã consciência, prefere Tinga nulo ou Maikon Leite correndo?

Está na hora de rever o nostro jeito de jogar, Felipão. Ou quem vai ficar cada vez mais exposto é você.

 

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »