Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘marcão’

Hoje é dia santo, Palestrinos!

E enquanto o Governo não oficializa 04 de agosto como feriado nacional, celebramos nós, os devotos fervorosos de São Marcos.

Devotos do goleiro que nasceu, cresceu e jogou por apenas um cluba na carreira. Devotos do atleta que veste e defende o nostro manto há mais de 20 anos. Devotos de quem ganhou Paulista, Copa do Brasil, Libertadores e Copa do Mundo. Devotos do milagreiro que pega pênaltis, cabeçadas, chutes de esquerda, de direita e desviados. Devotos de um verdadeiro torcedor de luvas que imortalizou a camisa 12 da Sociedade Esportiva Palmeiras.

Pensar em Marcos é pensar em Palmeiras. Uma coisa não se dissocia da outra em momento nenhum. Mesmo na rampa do Planalto, enquanto um gambá dava cambalhotas bêbado, Marcos Roberto Silveira Reis era condecorado com a camisa alviverde que tanto ama. Fosse eu o atacante Jardel, diria que Marcos é Palmeiras, Palmeiras é Marcos e vice-versa.

É um goleiro, um atleta, um profissional exemplar. É o menino do interior que veio pra capital brilhar debaixo das traves e acima do verde gramado da cidade cinza. É o cara mais gente boa do futebol brasileiro, o que agrada a todos, o que não tem resistência, o alvo de todos os microfones – na vitória e na derrota. Marcos é Marcos.

Por isso, hoje, é dia santo. E por isso, hoje, eu só podemos desejar tudo de melhor a São Marcos de Palestra Itália.

PARABÉNS PELOS SEUS 38 ANOS, MARCÃO!!! Que Deus lhe abençoe sempre e que San Genaro ilumine seu caminho, de preferência nas dependência de nostro novo estádio. Muito obrigado por tudo.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Anúncios

Read Full Post »

 

Não é nenhuma analogia ao ano, Palestrinos.

Mas no futebol, muitas vezes, é preciso perder para ganhar. E nessa tradicional reformulação de final de ano, é mais do que necessário saber abrir mão de quem não ajudou em 2009 – para ajudar mais emo elenco a melhorar em 2010.

Alguns dos jogadores com esse perfil já tinham ido embora. Os brigões Maurício e Obina (que ajudou, é verdade, mas precisava sair depois do ocorrido no Olímpico), os inoperantes Jefferson, Paulo Miranda e Jumar, e agora chegou a vez de mais dois: Marcão e Vágner Love.

Vocês devem imaginar minha alegria quando li as declarações de Belluzzo de que o pseudo-zagueiro estava çiberado para procurar outro clube. Eu acho Marcão ruim mesmo… raçudo, mas muito ruim.

Já Vágner Love, sustento, tem que sair. E, antes de qualquer coisa, tem que sair porque quer. Todo dia ele dá uma nova declaração ridícula, fala de segurança, fala de jogar no Maracanã… que vá e não volte nunca mais!

E, claro, é hora também de trazer bons jogadores. Mantendo o elenco que temos hoje, ainda precisamos de um lateral-esquerdo e, ao meu ver, uns dois atacantes. Mas, sem dúvidas, começar a se desfazer de quem não serve já é um grande passo.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Fim de festa, Palestrinos.

E com a vassoura na mão, é hora de juntar os cacos e planejar 2010. Tem contrato acabando, tem contrato que só começou (mas já deve ser rescindido), tem jogador para emprestar, doar, vender, comprar… vamos ao catadão de final de ano. Vamos brincar de ser Muricy.

DISPENSAS
Com contrato acabando, é bem claro que Jefferson, Henrique e Paulo Miranda deixarão o elenco. Eles chegaram como tampões e não renderam nada. Nesta barca, eu juntaria ainda mais algumas figuras, como Marcão, Edmílson, Jumar, Marquinhos e Willians.

Com o nome Marcos, no nosso time, só o santo.

COMPRAS
Danilo e Ortigoza têm que ser adquiridos. Nenhum dos dois é um primor de categoria, mas são dois jogadores raçudos e dedicados que mostraram gostar da camisa do Verdão. Parece que a negociação anda difícil, mas será necessário (mais) um esforço da diretoria.

VENDAS, EMPRÉSTIMOS E ROLOS
Maurício Nascimento será mesmo emprestado. Dizem, para algum time da Série B, estilo Coritiba, para amadurecer. E, pelo ocorrido, parece justo. Quanto a possíveis vendas, é muito difícil dizer algo. Quem pode receber proposta (Pierre, Diego Souza e Cleiton Xavier), só sairá em caso de clubes europeus abrirem os cofres em janeiro – o que não é nada normal, já que é o meio da temporada para eles.

E você, quem acha que deve ser dispensado do Verdão para 2010?

Amanhã tem post sobre quem você acha que pode reforçar o Verde.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

marcao1

Palestrinos, eu cansei.

Juro que tentei gostar do homônimo de nostro Santo, mas não dá. É impossível se sentir, no mínimo, um pouco seguro quando o Marcão joga na nostra zaga – ou lateral-esquerda, tanto faz.

Quando ele não erra diretamente, participa dos lances de maneira bizonha.

Lembrem do gol do Atlético/MG no Mineirão, quando ele deu uma canelada para trás. Da falha no gol de ontem. Dos pênaltis cometidos (ou mal marcados), onde ele sempre está envolvido. Os erros de passe. Os cartões amarelos…

Dio mio! Eu estou ficando louco com esse ragazzo.

Até o Milton Neves (quem diria…) protagonizou um diálogo sensacional no rádio, com o jornalista Pretzel:
– Milton, estou com o Marcão na escuta.
– Ah, meu Deus! É ele! Quero 40 minutos de Marcão!
– É o Marcão zagueiro, viu, Milton?
– Então 2 minutos.

Por isso gostaria de fazer uma campanha para Muricy ouvir a voz da massa palmeirenses: nós não aguentamos mais o Marcão!

Coloque o Maurício prata da casa, se precisar.

E você, por favor, pode aderir a nosa campanha deixando seu recado para o Muricy. “Para o Marcão, eu digo não!”

Siamo Palestra.

ROJAS.

Read Full Post »

palxcru_2309

Foi sofrido, palestrinos. E foi heróico!

A vitória com V maiúsculo do Verdão e de Vágner Love no Mineirão, por 2 a 1, não só colocou o Palmeiras 3 pontos a frente dos demais como mostrou algo maior: um time que quer ser campeão.

O JOGO
Num 4-4-2 improvisado no vestiário (Edmílson não passou no teste físico) e pressionando a saída de bola, começamos bem melhor o jogo. Mas isso durou só 7 minutos, quado nosso eterno Marcão ficou olhando a banda passar e o Cruzeiro fez 1 a 0.

Por sorte, nem deu tempo das raposinhas comemorarem: em falta sofrida por Love, Diego Showza bateu muito bem e empatou dois minutos depois.

Daí o jogo virou um lá e cá frenético, com chances para as duas equipes, sendo que, na melhor delas, nas costas do também eterno Wendel, brilhou São Marcos com o joelho esquerdo. Pro nosso lado, Armero bateu mal ao entrar em diagonal, sozinho.

O segundo tempo começou, Muricy colocou Maurício pra fazer 3 zagueiros e o Verdão virou. Numa robada de bola ninja de Souza, Cleiton Xavier deu mais uma assistência genial e Vágner Love fez o gol que só que é artilheiro faz. É caixa! Verdão 2 a 1.

Só que logo em seguida Armero foi mais uma vez afobado, tomou o vermelho e começou nosso sofrimento. Foram exatos 38 minutos de ataque contra defesa, com um bombardeio aéreo, bola na trave de Kléber e uma cabeçada que não entrou porque Marcos é Santo e tem aquela amizade com Deus.

Uma coisa, no entanto, ficou muito clara: ainda que o Cruzeiro cruzasse bolas até amanhã, o Verdão jamais tomaria o gol. Maurício Ramos foi um monstro por cima e Souza, por baixo.

O MELHOR
Apesar de Diego e Souza merecem destaques, Vágner Love, sem dúvidas. Foi mais do que decisivo.

O PIOR
Marcão falhou, Wendel também, Jumar idem. Mas vou votar em Armero, por ser inconseqüente e afobado em uma decisão tão importante.

ARBITRAGEM
A TV Globo propagandeou três pênaltis para o Cruzeiro. Eu, assim como o Diário Lance!, só vi uma: em cima de Fabrício, aos 16′ do 1º tempo, em entrada doentia de Jumar.

E é bom lembrar que esse mesmo árbitro nos roubou em Goiânia, ao marcar um penal inexistente. Elas por elas.

E AGORA?
Agora temos o Atlético/PR, sábado, no Palestra. É pra lotar o estádio e manter a liderança, ainda que seja sem CX e Armero. Danilo volta e Edmílson também. É líder, Verdão!

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

vagninho

Palestrinos, a liderança continua toda nossa!

O jogo foi complicado, o Verdão ficou longe de jogar um grande futebol, mas time que quer ser campeão tem que ganhar em casa – ainda que seja feio, cazzo, fazer o quê? Seguimos na liderança e vamos rumo ao penta, segura.

O JOGO
O 1o tempo foi catastrófico. Com Diego Souza e Cleiton Xavier bastante marcados, o Palmeiras dependia dos volantes e laterais (ou lateral, já que Marcão não tem posição nenhuma). E Wendel, Edmílson e Souza erraram TODOS os passes na saída de bola.

Juro que não vou comentar mais sobre o Marcão. Ele é ridículo! E enquanto ele fazia lambança, o nosso São Marcos garantia o zero a zero. O timeco de Alphaville até que atacou… mas aqui é Palmeiras, cazzo!

E foi assim que Cleiton Xavier entrou no jogo e cruzou uma bola perfeita na cabeça do sumido Diego. Golazzo. E mais uma assistência perfeita do Cleitinho.

A partir daí melhoramos no jogo, graças a ele, Vágner Love. A defesa continuou confusa, mas ao menos Souza jogou bem melhor e ajudou o Palestra rumo ao ataque. E quando a bola chegou no ataque, Love correu. Brigou. Driblou. Tentou. E foi numa jogada iniciada por ele, que Obinão escorregou, o juiz finalmente favoreceu o Palmeiras (não que eu ache certo, mas…) e Vagninho marcou o segundo.

O jogo ficou fácil, mas o Verdão sempre toma um gol aos 40. Igualzinho contra o Inter! Mas conquistamos os 3 pontos. Esqueça aquele time de 2008 que sucumbia em jogos modorrentos. E é isso que basta!

O MELHOR
Pela volta e pelo gol, Vágner Love.

O PIOR
Marcão vai virar o dono deste troféu. Dio mio… Mas Wendel também estava tenebrosamente mal.

E AGORA?
Agora tem visita ao Vitória. Lá na terra em que Vágner Love estreou pelo Palmeiras como titular, na Copa do Brasil de 2003. Vem mais artilheiro do amor por aí…

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

 san marcone again

Merecíamos ter vencido no Mineirão? Sim.
Depenamos a galinha mineira na própria granja? Sim.
Mas o empate é mau resultado? Não. Longe disso, aliás.

A chance perdida por Cleiton Xavier e o belo chute de Diego Souza já no final podem fazer parecer que o resultado foi ruim; mas se pensarmos no pênalti defendido por São Marcos, até que foi bom.

O JOGO
Mal começou a pelada e Marcão fez mais uma lambança com o nostro manto verde: foi dominar uma bola na meia lua, deu uma canelada e entregou de bandeja pra Éder Luis. Aí o atacante chutou e nosso goleiro santo acabou falhando.

Mas mesmo com o estádio lotado e com um gol sofrido logo de cara, o Verdão era melhor, bem melhor. E, atrás do resultado, foi pra frente. Sandro Silva e Souza foram leões, se movimentando muito e chegando na linha de fundo. Na frente, Ortigoza tentava e brigava junto com Diego Souza.

E o gol de empate chegou aos 34 minutos, justamente com os dois homens de frente. Diegol fez linda jogada e cruzou na cabeça de Ortigol: 1 a 1.

Com o empate veio o segundo tempo e com o segundo tempo veio o ânimo. Tivemos um lance dentro de área e uma bola na trave antes dos 10′! Mas, dois minutos depois, o susto: Wendel fez pênalti idiota num jogadorzeco deles. Aí colocaram um menino de 20 anos pra bater e…

MARCOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOS!!! De novo ele, nostro Santo pegando mais um pênalti pra sua imensa coleção – e ainda se redimindo do erro no gol.

Depois disso só deu verdão. Cleiton Xavier perdeu o gol mais feito do ano aos 30 minutos e, já aos 45′, Diego Showza quase fez um golaço. Ficamos mesmo no empate. Um empate de líder!

O MELHOR
Difícil apontar um, o meio todo foi bem. Souza foi um leão. Mas Diego foi mais decisivo e fica com a honra.

O PIOR
Precisa falar? Marcão não só é atrapalhado como tem o azar de Rubens Barrichello. Devia mudar de nome… que tal Paulo Turra?

SÃO MARCOS
É hipocrisia omitir a falha no gol sofrido. O Santo errou.

Mas não só assumiu a culpa na hora como ainda pegou um pênalti. Ele é o cara! Tem créditos etenros conosco, ainda que a Globo tenha tentado fazer dele o vilão do jogo, filmando-o seguidas vezes durant eo 1º tempo.

LÍDERES?
Sim, e continuaremos na ponta. Sábado tem Botafogo no Palestra e certamente voltaremos a vencer.

palxatlmg_1208

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

« Newer Posts - Older Posts »