Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘maurício’

Fim de festa, Palestrinos.

E com a vassoura na mão, é hora de juntar os cacos e planejar 2010. Tem contrato acabando, tem contrato que só começou (mas já deve ser rescindido), tem jogador para emprestar, doar, vender, comprar… vamos ao catadão de final de ano. Vamos brincar de ser Muricy.

DISPENSAS
Com contrato acabando, é bem claro que Jefferson, Henrique e Paulo Miranda deixarão o elenco. Eles chegaram como tampões e não renderam nada. Nesta barca, eu juntaria ainda mais algumas figuras, como Marcão, Edmílson, Jumar, Marquinhos e Willians.

Com o nome Marcos, no nosso time, só o santo.

COMPRAS
Danilo e Ortigoza têm que ser adquiridos. Nenhum dos dois é um primor de categoria, mas são dois jogadores raçudos e dedicados que mostraram gostar da camisa do Verdão. Parece que a negociação anda difícil, mas será necessário (mais) um esforço da diretoria.

VENDAS, EMPRÉSTIMOS E ROLOS
Maurício Nascimento será mesmo emprestado. Dizem, para algum time da Série B, estilo Coritiba, para amadurecer. E, pelo ocorrido, parece justo. Quanto a possíveis vendas, é muito difícil dizer algo. Quem pode receber proposta (Pierre, Diego Souza e Cleiton Xavier), só sairá em caso de clubes europeus abrirem os cofres em janeiro – o que não é nada normal, já que é o meio da temporada para eles.

E você, quem acha que deve ser dispensado do Verdão para 2010?

Amanhã tem post sobre quem você acha que pode reforçar o Verde.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Anúncios

Read Full Post »

Isso sempre acontece, Palestrinos.

Após grandes tragédias, grande parte das pessoas tende a escolher um culpado. E conosco, claro, não foi diferente. Muitos foram em cima de Maurício, outros de Obina, uns em Muricy, alguns na CBF, alguns outros em Belluzzo, imprensa, Simon…

A grande verdade é que todos esses são culpados. Mais uns, menos outros, mas todos são. E por mais que se queira achar o “maior” de todos, não existe um. Porque, se não, vejamos:

  • Maurício não jogava há anos, entrou numa partida dificílima diante do Inter, foi bem e conquistou seu lugar. Sem o xará Ramos e com Paulo Miranda no banco, teve que amadurecer jogando – e não conseguiu.
  • Obina inegavelmente se dedicou. Emagreceu, mostrou garra, fez 12 gols (3 nos gambás) e só esbarrou na própria limitação – tanto técnica quanto intelectual.
  • Muricy foi a melhor contratação que poderíamos ter para o banco. Como não querer um tricampeão brasileiro, com perfil totalmente oposto ao do mercenário WL? Errou, mas errou porque ele é assim – queiramos nós ou não.
  • Já Belluzzo é o ar novo que o clube precisava. Trouxe novas pessoas, profissionalismo, dinheiro, confiança… só que, num episódio isolado, foi torcedor-presidente. Se é que isso foi erro (eu não considero).
  • Diego Souza e Cleiton Xavier fizeram um 1º turno incrível, mas caíram no segundo. Vágner Love foi recebido de braços abertos por todos, mas não correspondeu.
  • A arbitragem e a CBF também agiram, nós sabemos. Mas isso é um câncer no futebol brasileiro, e acontece com todos os clubes uma hora ou outra.

E da mesma forma que não existe um culpado, não existe também um único mártir. Claro que Marcos, Pierre, Danilo, o próprio Belluzzo e outros saíram por toda essa campanha de maneira ilesa. Foram profissionais, mostraram caráter, deram a cara à tapa.

Mas todos também erraram durante o ano. Sem excessão. Um frango, uma bola perdida, uma decisão mal tomada… acontece, é humano.

De todas as coisas que martela em nostra cabeça desde a noite de ontem, essa é uma das poucas certeza que tenho: não tem um culpado, nem existe um mártir.

Fique puto, xingue, faça greve de fome, mas entenda isso.

Siamo Palestra (sempre)!

ROJAS.

Read Full Post »

palxflu_0811

É revoltante, Palestrinos!

Um gol ridiculamente mal anulado, um pênalti não marcado e uma agressão ignorada. Tudo num jogo só, pelo mesmo árbitro. Mas, também, sejamos francos: nostro time não jogou absolutamente nada. Parafraseando Vampeta, se o Simon fingiu que apitou, o Palmeira fingiu que jogou.

O JOGO
O início foi o esperado: Verdão no 3-5-2, esperando a cariocada subir e abrir espaço pros contra ataques. Só que a velha tônica dos últimos jogos se repetiu. Muitas faltas perto da área e muita ligação direta entre defesa e ataque.

A única chance de ver um golzinho seria em uma bola parada. E foi após o rebote de um escanteio que Figueroa cruzou na cabeça de Obina para o camisa 28 marcar. Só que o ladrãozinho da CBF agiu e nós sabemos bem o que houve.

Depois disso Figueroa teve mais uma chance, o primeiro tempo acabou e acabou também o futebol. O segundo tempo foi absolutamente ridículo. Diego mal, Love nulo, Armero perdido… só Souza e Sandro Silva batalharam.

Daí ergueram outra bola na área, Maurício dormiu de novo e tomamos o gol.

No final ainda tivemos um pênalti não marcado em Danilo e a cabeçada ridícula em Armero. Mas o que chama mesmo a atenção é a inoperância do time todo em perder o campeonato mais ganho da história.

Juiz safado, futebol safado.

O MELHOR
Sandro Silva. Marcou e puxou o lado direito ao ataque diversas vezes.

O PIOR
Prêmio dobrado para Love e Diego Souza. Os dois maiores salários foram absolutamente nulos em campo.

“ARBITRAGEM”
Não preciso nem dizer que a nota do árbitro preferido da CBF (e dos times do Rio, claro) é negativa. Ele errou absolutamente tudo o que fez. Influiu no resultado e no campeonato.

E sabem o que vai acontecer? Nada. Ele vai pegar 2 semaninhas de gancho, apitar a semi-final da Sulamericana e ano que vem estará na Copa do Mundo enchendo o bolso de grana.

Tá na hora de Belluzzo ser menos lorde inglês e falar umas verdades em público, com microfone aberto (e ele falou: http://www.lancenet.com.br/palmeiras/noticias/09-11-08/650026.stm?belluzzo-%E2%80%98simon-e-vigarista-e-esta-na-gaveta-de-alguem%E2%80%99. Parabéns, presidente!).

E AGORA?
Se o time ainda quer mesmo mostrar que não é tão incompetente a chance está aí: quarta-feira, contra o lanterna Ixpórt em casa. Ou ganha ou joga mesmo a toalha e tenta brigar pelo G4.

Ainda assim… Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

palxcor_0111

Foi na razza, Palestrinos!

Claro que não foi do jeito que imaginávamos, mas, dentro das circunstâncias da partida, foi um empate para se orgulhar. Muita fibra, muita raça e vontade, com 40 graus na cabeça e 1 a menos por 55 minutos.

Permanecemos líderes e, óbvio, a freguesia continua.

O JOGO
Com um 3-5-2 bem montado, o Palmeiras começou o jogo com total diomínio. Tocava bem a bola, desarmava fácil e chegava com perigo pelas laterais. Duas vezes consecutivas, aliás, Figueroa chegou na diagonal e podia ter chutado em gol, mas preferiu cruzar.

E de tanto chegar sem marcar, pagamos pelo pecado. Maurício errou na linha de impedimento e Marcos fez pênalti em Jorge Cai-Cai Henrique: expulsão e gol do Gordo.

Instantaneamente, Muricy tirou Obina e colocou Bruno. E com o time ainda perdido, Danilo foi obrigado a fazer falta dura em um contra golpe para não sofrermos o segundo gol (por sinal, o amarelo foi justo).

Com Marquinhos no lugar de Marcão (boa, Muriçoca!), voltamos dispostos a empatar na segunda etapa. E o empate veio logo aos 6 minutos: Danilo, de cabeça, aproveitou batida perfeita de Figueroa pra empatar.

Novamente aos 20′, porém, uma linha errada de impedimento culminou no segundo gol dos gambás. Bruno demorou pra cair e de novo o Gordo marcou. A partir daí, ficou difícil. Corinthians tocando a bola, Muricy mexeu novamente bem colocando o Coalhada, mas tínhamos um a menos.

Foi quando Diego conseguiu uma faltinha salvadora, de novo nostro lateral chileno cruzou e Maurício se redimiu da falha no 1º gol empatando de cabeça. Tão acostumado a tomar gols de bola parada, dessa vez nós empatamos com a cabeça e de cabeça.

O MELHOR
Na minha opinião, Figueroa.

O PIOR
Acho até injusto tentar apontar um pior nesta partida. Ninguém foi tão abaixo de ninguém. Mas já que tenho que escolher um, fico com Vágner Love – que novamente ficou abaixo do que se espera.

E AGORA?
Agora faltam 5! Temos Flu fora, Sport em casa, Grêmio fora, Atlético/MG em casa e Botafogo fora. Se dá pra ganhar? É claro que dá! Rumo ao Penta.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »