Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘México’

Mais uma vitória, Palestrinos!

A sétima em nove jogos, o que nos confere o título de líder absoluto e único invicto do campeonato. No entanto, a vitória de ontem foi ainda mais importante para mim: foi a minha primeira em solo mexicano.

Por questões de trabalho, tive de vir até a Cidade do México passar a semana. E é óbvio que, embora os caras adorem futebol (assistem a liga local, Libertadores, Champions League), não foi possível achar um lugar para assistir ao triunfo do Verdão por aqui. Me contentei com o lance-a-lance da internet e com os comentários do outro autor deste blog, o Elton.

O problema é que aqui estamos 3h atrás do horário brasileiro – o que me fez ter que acompanhar a partida no trabalho.

No Brasil, sabem que sou palmeirense doente e não ligam que eu comemore, mas, aqui, sou novidade. E me portei como bom visitante por 87 minutos – mesmo quando o Juninho, de novo e de novo e de novo, errava tudo o que fazia. Até que Alan Kardec, sempre ele, balançou as redes do Ituano. Quando isso aconteceu, amigos, soltei um grito de gol tão agudo que não teve um só chicano que não olhou na minha direção.

Levante os braços e, tal qual aquele jogador que faz a falta, mas gesticula que não, completei: “Perdón. Pero soy aficiónado de Palmeiras en Brasil  y sólo hacimos un gol ahora, a 3 minutos del final.”.

Aplausos. Pra mim, pro nostro Palestra e para uma campanha que, até agora, está nos deixando com boa fama. Hasta en la Ciudade de Mexico.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Voltamos com um zero a zero do México, Palestrinos.

Resultado que acabou ficando de bom tamanho em um jogo que poderíamos tanto ter vencido quanto perdido.

Um jogo ao melhor estilo deste time montado por Gilson Kleina; um Palmeiras que corre, briga e tenta superar seu limites a cada jogo. É justamente neste Palmeiras de Bruno, Marcelo Oliveira, Charles e Vinícius que temos que apostar. Um elenco que não transborda qualidade técnica, mas que dificilmente irá pecar por falta de vontade.

Os erros, óbvio, acontecem. A espanada de Henrique para a meia-lua, a bola (mal) cruzada por Tiago Real no meio-campo, os chutes insossos da nostra dupla de ataque, as disparadas sem noção de Wesley (ainda que na primeira delas tenha havido pênalti)… Tudo isso é normal para um elenco que ainda tem cara mesmo de Série B.

Eu, pessoalmente, tenho me apegado mais às qualidades da equipe. A casa está sendo arrumada fora de campo e, dentro dele, nostro treinador tem feito o que pode. Cabe a nós incentivar, confiar, gritar e empurrar uma equipe que, querendo ou não, está tentando nos honrar.

O Palmeiras é, hoje, uma companhia limitada. Mas pode surpreender.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »