Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘obras’

Ao adentrar a Rua Turiassu, não há mais o Parque Antarctica. Também já não reside ali o saudoso Jardim Suspenso da Água Branca. Mas fiquem tranquilos: o novo Palestra Itália é uma casa digna da Sociedade Esportiva Palmeiras.

Na noite da última segunda-feira (04/08), o Siamo Palestra foi gentilmente convidado pelo departamento de marketing da Allianz Parque a conhecer nostro novo estádio – e foi absolutamente incrível! Com aproximadamente 93% das obras concluídas, pudemos conferir de perto praticamente todas as dependências da Arena, e vamos dividir tudo com vocês a seguir.

 

PRIMEIRAS IMPRESSÕES
Ao adentar o túnel de entrada do novo Palestra Itália, duas impressões antagônicas tomaram conta da gente. A primeira, deliciosa, foi a sensação de que toda aquela estrutura é nova, mas de que a alma do nostro velho palco está intacta; já a segunda, que dá certo aperto no peito graças a ansiedade, é atestar que ainda falta finalizar muito do acabamento interno.

O grosso da obra, de fato, está pronto (e isso explica a alta porcentagem de finalização comunicada pela WTorre). Mas, para funcionar para valer, ainda falta muito.

tunel3

Túnel de acesso às arquibancadas ainda está cru

tunel2

É possível ver o campo por todo o acesso

tunel

Um dos acessos ao campo, destinado a ambulâncias

 

ENTRANDO EM CAMPO
Quando chegamos ao gramado, ainda com os refletores apagados, foi impossível não se emocionar. O nostro Palestra nasceu, cresceu e está gigante. Todo e qualquer palmeirense que pise onde pisamos se emocionaria. Durante pouco mais de 5 minutos, não conseguimos falar absolutamente nada – e quando finalmente rolou uma frase, foi: “Caraaaaaaalho, isso aqui tá foda!”. E está mesmo.

A Arena é alta, mas não impessoal. São três níveis de lugares, sendo o primeiro e o terceiro ocupado por cadeiras e o central tomado pelos camarotes. Os telões atendem a todos os lugares e a visão do campo é perfeita.

panoramica_escuro

A nossa chegada foi em silêncio

panoamica3_escuro

“Caraaaaalho, isso aqui tá foda!”

garra_escuro

A estrutura do teto e o telão, vistos de baixo

 

O GRAMADO
Totalmente plantado e nivelado, o gramado ainda está em fase de crescimento. Durante este processo (que leva de 30 a 40 dias), aquecedores ficam ligados 24 horas por dia para garantir que a grama crescerá por igual e que as diferentes placas ficarão perfeitamente unidas.

A marcação dos gols já está sinalizada, as próprias traves já estão esperando para ser instaladas e temos que confessar algo: vou dar uma folga para o Wendel, porque as dimensões do campo são mesmo gigantes. Só não vai dar pra perdoar tantos cruzamentos errados em um palco tão lindo.

aceso2

Luzes acesas, gramado vistoso

aquecedores2

São dois desses aquecedores, ligados 24h por dia

gol

A marcação precisa dos 7,32m do gol

traves2

As traves já estão ali, deitadas e embaladas

aerea6

Vista panorâmica do gramado

 

ARQUIBANCADAS E CAMAROTES
Assim como vimos durante a Copa, as arquibancadas do estádio são próximas ao gramado. Os pontos mais distantes ficam atrás do gol, mas, mesmo assim, estão bastante perto do campo de jogo. Já os camarotes estão presentes em praticamente todo o estádio, têm o luxo habitual das novas arenas e já foram vendidos 70% deles para empresas de diversos setores.

As imagens falam mais do que nostras tortas palavras.

cadeiras_escuro

Tão longe, tão perto

cadeiras2_escuro

Eis a distância do gol para os lugares atrás dele (ainda sem cadeiras)

cadeiras

As cadeiras mais de perto

cadeiras3

O desenho das cadeiras está se formando

camarote1

Camarote por dentro

camarote4

Camarote por fora

 

ESTRUTURA & EVENTOS
A melhor coisa de se subir ao andar superior da Allianz Parque é ter a certeza de que assistir um jogo ali será fantástico. A visão é ótima, a acústica é perfeita (óbvio que cantamos o hino ao chegar lá) e os telões têm alta definição.

Não bastasse isso tudo, a Arena ainda é preparada para receber microshows ou eventos como o UFC (para até 12.000 pessoas), além de receber megashows e contar com um restaurante panorâmico que funcionará normalmente todos os dias da semana.

As lanchonete serão administradas por uma empresa que já fechou contrato com a administração do estádio e teremos até um sabor de sorvete exclusivo (nós provamos e é bom mesmo!).

Tudo isso é inegavelmente incrível, mas provavelmente implicará em um grande número de eventos no local. Provavelmente voltaremos ao Pacaembu com frequência.

shows

A Face Norte pode ter um palco voltado para a parte de trás do campo, formando uma mini arena

telao1

São dois telões como este, em HD

restaurante

Espaço reservado para o futuro restaurante panorâmico

suvete

Sabor creme e café, eis o sorvete exclusivo da marca Dilleto

 

IMPRESSÕES FINAIS
Ficamos duas horas perambulando pelas obras do novo Palestra. E, caso permitissem, ficaríamos lá ajudando a erguer paredes. A nostra nova casa está ficando maravilhosa e nós ficamos com a certeza de que será um caldeirão.

Uma vez lá dentro, é impossível não imaginar um Derby ou mesmo um joguinho safado diante do Atlético Sorocaba em uma quinta-feira qualquer sendo disputado. Ali, todo e qualquer jogo valerá a pena – mesmo que Felipe Menezes seja o meia e Leandro seja o ponta. Apostamos nós, aliás, que eles terão vergonha de errar tanto em um palco de tamanha grandeza e beleza.

O Palestra Itália está voltando, amigos.
E vai voltar em grande estilo.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Anúncios

Read Full Post »

Estão tentando parar as obras da nostra Arena, Palestrinos.

O que não chega necessariamente a ser uma novidade, afinal é a terceira vez em menos de um ano que o Ministério Público tenta frear os trabalhos da WTorre. A justificativa dada para tal – e negada nas duas primeiras vezes – sempre foi a mesma: o impacto ambiental e também no trânsito da região do estádio.

Claro, o Ministério Público se preocupa demais com a cidade de São Paulo. Tenho certeza de que eles analisaram o tal impacto quando foram construir o Shopping Bourbon, quando começaram a desapropriar casas da região para o projeto do Piscinão da Pompéia (que falhou) e assim por diante.

O Palestra Itália existe desde o início da década de 30 e, mesmo depois de reformado, causará o mesmo impacto que sempre causou na região. Levar 32 ou 45 mil pessoas a um local causa os mesmos “transtornos”. Um deles, talvez o que o MP mais tema, é ter que trabalhar. Policiar os arredores do estádio, o transporte público, organizar o trânsito… Mas quem aqui paga imposto por isso, né?

Além do mais, a nova arena é um dos poucos – se não o único – novos estádios do país a não consumir um só real do dinheiro público. Aliás, será este também outro problema para a tal fiscalização? Afinal, se o Governo não contribui, o Governo não contrata nem superfatura. Interessante pensar nisso também.

Mas, de tudo o que envolve essa questão, o que mais me incomoda é perceber que as autoridades da cidade estão, na verdade, planejando marginalizar o futebol na cidade de São Paulo. Logo em uma cidade que abriga três dos maiores clubes do país. Logo na cidade que abriga todo o país.

Desejam que os grandes clubes atuem mesmo em Itaquera, Barueri, Guarulhos, Ribeirão Preto, Presidente Prudente, no inferno. Só de pensar que, a partir de 2014, o Pacaembu viverá de raras partidas, os “comandantes” devem estourar garrafas e mais garrafas de champanhe em seus gabinetes acarpetados. Em breve devem até incentivar os rivais do Morumbi a mandar seus jogos em Cotia…

E aí, a cidade que sempre viveu e respirou futebol poderá se ver livre dele.

Um brinde aos vagabundos que tomaram conta da nostra cidade e da nostra diversão.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Caro Palestra,

Antes de qualquer coisa, meus parabéns! 110 anos não são para qualquer um. Ainda mais 110 anos bem vividos e cheios de emoção como os seus. Tantas águas brancas já passaram por debaixo desses seus jardins suspensos que me sinto no direito e na obrigação de lhe abraçar, ainda que simbolicamente.

Eu não tenho nem um quarto da sua idade – muito menos das suas glórias -, mas já compartilhei horas e horas nos teus degraus e imagino como você está se sentindo frustrado nesta data. Não pela idade (você tem fôlego para muito mais!), mas pelo momento. É tanta bagunça, tanto barulho, tanto mando sem desmando que nos faz até perder as estruturas. No seu caso, literalmente.

Mas fique tranquilo, meu velho. Verde é a cor da tua fachada, do nostro coração e, vejam só, da esperança. Aquela que, contrariando as palavras de Amaral naquele 5 a 1 diante do Grêmio pela Libertadores de 1995 (lembra?), não é a primeira que morre. Para um bom palestrino, ela jamais morre. E, mais do que cimentos e estacas, é ela quem nos faz vislumbrar um futuro melhor para a sua volta triunfal.

Em 2013, 2014, o quanto antes! Porque você faz muita falta, gigante. Não se sinta culpado pelas palavras de nostro atual Felipão, aquele que já foi genial e hoje caducou, tal qual Napoleão. Nostra fase ruim não é culpa sua. No entanto, concordo, faz agravar a sua falta. Porque até chorar de tristeza em seu cimento é mais acalentador…

Enfim, eu sei, o barulho das obras atrapalham e não quero tomar ainda mais o seu tempo. Só queria lhe dar este forte abraço e agradecer por tantas tardes, noites e madrugadas de boa companhia. Volte logo, Palestra! Volta porque você não é o Tonhão, mas faz muita falta.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Ultimamente, ser palmeirense é acompanhar novelas, Palestrinos.

Nem a Globo tem investido tanto em tramas longas, tensas e desnecessárias como o nostro Verdão. É jogador que vai, mas não vai, outro que vem, mas não vem, contratação que não sai, obras que não começam… é tanta coisa que dá pra fazer uma grade de programação alviverde.

A ARENA DA DISCÓRDIA
Ao melhor estilo Malhação, as obras no Palestra estão da mesma forma que os estudantes da trama adolescente: já têm 30 anos, mas continuam no colegial. Já faz mais de 1 ano que falaram em início das obras, pedra fundamental e até agora nada aconteceu. Dia 13 de março, aliás, tem show Guns N’Roses.

EDINHO
Com a leveza típica das novelas de época das 18h, tem um enredo aparentemente leve, mas que nunca acaba. O jogador já foi liberado pelo Lecce, o Palmeiras já fechou o negócio, o Inter não se opôs a nada e, ainda assim, já vamos pra quase 2 semanas de enrolação.

AVANTI PALESTRA
Com o tradicional bom humor que domina a novela das 19h, segue o lançamento-não lançamento do já famoso projeto de sócio torcedor verde, o Avanti. Tal qual já escreveu muito bem o pessoal do Forza Palestra, o novo programa apresentado é tão ruim quanto o Onda Verde. É um show de error e palhaçadas de alguns profissionais bem mal preparados.

ATAQUE DE NERVOS
Certamente a trama mais tensa de todas, envolve coinflitos em vários núcleos – tal qual a novela das 20h. Love quis, sair foi liberado, o Flamengo não tem a grana, o CSKA o quer de volta e o camisa 9 já parece arrependido; Robert diz que tem tudo certo no México, mas a Federação está de férias e o contrato deve demorar mais que uma tequila ouro; enquanto isso, Kléber, Sóbis e Marcelo Moreno namoram, mas não casam com o clube.

E você, também já está cansadode tanta novela? Eu ando preferindo ver TV Senado…

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »