Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Penapolense’

Difícil falar de outro assunto no momento, Palestrinos.

Embora o atual momento político tenha trazido bons ares, os resultados dentro de campo continuam nos derrubando a cada semana. Neste domingo, no vergonhoso revés sofrido por um time ridículo para um time sofrível no Pacaembu, algumas cicatrizes revelaram-se ainda mais abertas do que estamos acostumados.

De um lado, a MV xingava Luan e Valdívia. De outro, os torcedores da laranja e de parte da arquibancada gritavam os nomes deste mesmos atletas. Daí você me pergunta: de que lado você está? E eu lhe respondo com tranquilidade: de nenhum dos dois.

É óbvio que os dois jogadores em questão estão na berlinda. Luan se tornou símbolo da equipe fracassada de 2012 e é tido como herança maldita de Felipão; já o meia chileno – de qualidade técnica conhecida – notoriamente andou fazendo corpo mole nos últimos tempos.

Embora acompanhado de meu pai nas cadeiras laranjas, sou frequentador assíduo dos degraus verdes do estádio municipal e me sinto isento neste comentário. O fato é que, ontem ou em qualquer dia, não se deve xingar atletas em coro durante os 90 minutos. Da mesma forma, acredito que, para exaltá-los, só com gols, vontade e títulos. E isso requer tempo. Não se vira herói da Sociedade Esportiva Palmeiras em um ou dois jogos fortuitos.

Em bem da verdade, deveria haver um pacto entre aqueles que frequentam o estádio: gritar apenas, e tão somente, PALMEIRAS. Vale Porco, Verdão, Palestra… Vale tudo que se referir ao clube, nunca aos que vestem o nostro manto verde (exceto por raríssimas exceções, como Marcos foi e ainda o é).

O que vimos ontem, tanto da parte da organizada quanto da parte dos “torcedores comuns”, foi o transparente descontentamento com uma massa maltratada pelo tempo. Não são opiniões diferentes; é um único veredito dado de maneiras contrárias (e ambas errôneas).

Infelizmente, Nobre e Brunoro terão de agir mais rápido do que pretendiam. Ou o Palmeiras vai atrás de ao menos 5 bons reforços ou 2012 pode ser um ano sem fim.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

2013 será mesmo um martírio, Palestrinos.

Mais uma prova cabal disso foi a derrota de ontem para o insignificante Penapolense. Mesmo com o mando de campo e saindo na frente logo no início da partida, o time voltou a dar mostras que a falta de qualidade técnica e o emocional fraco vão dar muito trabalho também este ano. E, para piorar um pouco mais, fora do campo, a massa novamente rachou em duas.

Não que seja novidade que o “torcedor comum” e parte da “Mancha” tenham opiniões diferentes. Aliás, nem são opiniões tão diferentes assim: todos nós concordamos que o time que estava em campo ontem e que tomou um verdadeiro baile (até com um jogador a mais!) é terrível. Terrível e totalmente sem vergonha, diga-se de passagem. Em bem da verdade, as discrepâncias vêm apenas dos nomes perseguidos. Enquanto a organizada elegeu Luan e Valdívia para pagar o pato, os demais viram raiva maior em Maurício Ramos, Wesley, Márcio Araújo e Maikon Leite.

Seja qual for o seu partido, entenda: o problema é o time todo.

Não temos mais paciência para aguentar uma equipe titular tão cheia de falhas, com atletas muito abaixo do que nostra história permite acreditar. Uma zaga que falha a todo momento (só no primeiro tempo de ontem foram um cinco apagões), volantes que não marcam nem atacam (todos eles), atacantes sem pontaria (Maikon, Vinícius e por aí vai), um banco repleto de reservas de baixo calão, etc. Os problema são tantos que, de repente, começamos a discutir entre nós mesmos sobre quem é pior: o ruim ou o horrível.

Concordo que nostra torcida não pode nem deve passar a mão na cabeça de vagabundos. Mas daí a execrar dois ou três, especificamente, também está errado. Mais fácil até seria isentar e exaltar os dois ou três que se salvam (Barcos, Prass, Patrick Vieira… quem mais?) e a instituição Palmeiras.

Deixemos a tal “crise” e a “torcida rachada” para a imprensa vender jornal. Se dentro de campo as coisas vão mal, fora dele não podemos piorar. O momento político sugere melhora e nós, os que pagam ingresso (seja na arquibancada ou nos camarotes), precisamos mostrar a nostra força e a nostra paixão.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »