Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘prudente’

Belo início de ano, Palestrinos!

Ao menos para mim, até agora estamos acima das expectativas. E digo isso não pelo calor da virada dantesca diante do Santos nem só pelo ânimo que traz a chegada de atletas como Barcos e Wesley. Digo isso por tudo o que começa a envolver o 2012 do nostro Palmeiras.

Dentro de campo, a equipe ainda está refém da maneira de jogar que Felipão traçou a mais de um ano: é bola parada e bola no Luan. Nada contra a jogada de Assunção – até porque a bola parada é a maior arma de metade dos times do mundo -, mas é hora de um time rápido entrar em campo. Usar ambos os laterais, a visão de Daniel Carvalho, a presença de Barcos, a velocidade de Maikon Leite… é hora de ser agudo, de ser Palmeiras!

Pelas mexidas que tem feito, Felipão parece estar entendendo devagar o movimento. Tem encostado Patrik e Tinga, exorcizou Rivaldo, chutou a bunda de Kléber e até tem dado conta da falta que faz o sempre contundido Valdívia. Se Wesley chegar em condições e Román for boa surpresa na zaga (Henrique parte em junho), podemos encontrar a equipe ideal logo.

Fora de campo, as coisas também parecem se acertar, embora mais lentamente. Frizzo está quase no olho da rua, César Sampaio tem crescido, o conselho de Mustafá parece cada vez mais esquecido e o contrato de patrocínio com a Kia Motors parece ótimo negócio. Se o Palmeiras não se deslumbrar com o dinheiro, e lembrar que conta com dívidas a serem pagas, a coisa pode ficar ainda melhor a cada dia.

Por isso, Palestrinos, 2012 pode ser realmente um ano de viradas. Começando pela de ontem, em Prudente.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Anúncios

Read Full Post »

Três pontos, Palestrinos, vamos encarar assim.

Esqueça que Deola teve que fazer boas defesas, pague da memória que sofremos pressão do lanterna, releve que a jogada do gol (quase perdido) tenha sido feita toda por volantes; o importante da partida de ontem foi vencer. Pelos 3 pontos na tabela, pela tranqüilidade e pelo bem de 2011.

O JOGO
Com muitos jogadores de meio e evidente deficiência técnica das duas equipes, a partida começou aos trancos e barrancos. E, um a um, os lances de perigo saíam mais em contra ataques causados por erros de passe do que por jogadas construídas. Foi assim que Deola precisou fazer duas boas defesas, foi assim que Kleber quase marcou de cabeça e foi assim que terminou o primeiro tempo.

No intervalo, Felipão percebeu o óbvio e sacou Rivaldo do time para a entreada de Gabriel Silva. Não que eu ache o garoto da base o novo Pelé, mas, sinceramente, qualquer ser vivo é melhor que o nostro camisa 11.

E por coincidência do destino ou não, logo no início da segunda etapa, em jogada de Edinho pela direita, Dinei furou e Marcio Araújo completou de esquerda para o gol. Foi chorado, mas foi gol! E nos aguentamos até o apito final, chegando a 9ª posição, com 32 pontos.

MELHOR E PIOR
Pela luta e garra de sempre, Kleber foi o melhor.
Pelos erros e insistência de sempre, Rivaldo foi o pior.

ACERTANDO O TIME
Considerando o elenco que temos hoje, o time ideal de Felipão parece jogar assim, num 4-3-1-2: Marcos; Vitor, Maurício Ramos, Danilo e Fabrício; Edinho, Pierre, Assunção e Valdívia; Kleber e Dinei. Claro que dependemos das voltas de Marcos e Valdívia, claro que temos opções como Gabriel Silva e Tinga, mas esta parece ser a cara atual. E já é melhor do que a que tínhamos faz alguns meses.

Sábado, às 18:30h, temos o Flamengo no Engenhão. E do jeito que a coisa anda, a perspectiva é melhor jogando fora de casa do que no Pacaembú. Pra cima da urubuzada, Verdão!

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Final de semana normal, Palestrinos.

O empate sem gols diante do Alphaville/Prudente não foi nada surpreendente. Aliás, pelo contrário: o resultado foi apenas reflexo do elenco que temos hoje. Com altos e baixos na partida, o que vimos foi uma equipe que até pode ir bem, mas que ainda sofre bastante com a falta de um bom centro-avante.

Se Kléber vem ou não, Valdívia volta ou não, Felipão vem ou não, ninguém sabe. Mas o fato é que seria bom a nostra diretoria se concentrar em alvos mais ‘reais’. Assistam jogos da Série B, observem quem está encostado na Europa, vejam a molecada do Palmeiras B… façam algo.

O próprio elenco vem dizendo que o time está no limite. Isso quer dizer que a qualquer sinal de lesão ou suspensão, a coisa pode degringolar. E se até agora sofremos apenas 3 gols em 5 jogos, também é verdade que fizemos apenas 5 – sendo que quatro foram no mesmo jogo.

Ou o Palmeiras aproveita este um mês de Copa do Mundo para se mexer ou a nostra normalidade vai ser essa para o resto do ano.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »