Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘seraphim del grande’

Essa é a palavra, Palestrinos, medo.

Dentro ou fora de campo, o que temos visto no Palestra Itália é um time, uma torcida e profissionais aterrorizados. E, embora a fase seja mesmo devastadora, nada justifica esse bando de ações e reações que só estão piorando tudo pro nosso lado.

SÁBADO
Diante do Mirassol, Antônio Carlos foi medroso. Como pode se estar satisfeito por bater um dos piores times do campeonato em casa pela vantagem mínima? Quando Cleiton Xavier se machucou, ele colocou um volante; depois, mais para o final do jogo, tirou um atacante e colocou um Maurício Ramos. O gol de empate foi um castigo mais do que merecido… acorda, Zago, o Palmeiras não é o São Caetano!

AMEAÇA RIDÍCULA
E voltamos nós a discutir atos de idiotas que se julgam torcedores. Agora foi a vez de um um verdadeiro idiota – disfarçado de “anônimo” – enviar balas de revólver para Luis Gonzaga Belluzzo. É claro que nenhum de nós está satisfeito com o trabalho de nostro presidente, mas daí a fazer uma ameaça ridícula dessas… por San Genaro!

Tem muito imbecil se fingindo de palmeirense.

ELENCO
Seraphim Del Grande disse que os jogadores fogem do Palmeiras por ter medo. Vamos por partes, então: 1) por um lado, é verdade que um cara com família que assiste a uma agressão covarde a Vágner Love e a uma ameaça como essa feita à Belluzzo fica receoso de vhegar em meio à crise, mas 2) jogar em time grande implica se dedicar e brigar sempre dentro de campo (e quem faz isso nunca foi importunado nem por gritos da arquibancada).

Uma torcida idiota prejudica o time; mas jogadores medrosos também.

COPA DO BRASIL
OK, o momento não é dos melhores. Mas temer o Paysandu em casa já é demais pra mim! Somos o Palmeiras, cazzo! Vamos jogar em nsotra casa e temos que mirar a vitória, ponto final. O Paulistão já foi pro saco, vamos nos centrar no que temos de bom ainda neste semestre.

E antes que eu me esqueça: vá ao estádio e pague para ver o jogo quem quiser incentivar. Se quiser protestar, fique em casa ou simplesmente proteste na Turiassú. Gastar R$30 pra xingar é muita burrice.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Anúncios

Read Full Post »

Sejamos francos, Palestrinos.

O elenco do Palmeiras de 2010 é este que está aí. Claro que alguém pode sair (dispensado ou vendido na marra), outros podem chegar (serão de nível Série B ou “destaque do Paulista”), mas a base é essa e é com esses jogadores que vamos passar, pelo menos, os próximos 9 meses. Daí vem uma dúvida que ecoa há muito na minha cabeça: é tão ruim assim?

Porque, pra mim, não é.

Tá certo que eu já vi milhares de times do Verdão melhores que este que está aí, contudo este certamente não é o pior. Temos jogadores que podem fazer a diferença (Marcos, Pierre, Diego, Cleiton), outros talentosos (Sacconi, Marcio Araújo, Ivo) e muitos, claro, que só formam elenco. Você acha mesmo que estes vinte e poucos atletas são do nível da décima colocação no Paulistão?

Claro que não. Não são décimos nem no Brasileiro!

Só que aí entram diversos pontos divergentes. Como pode, por exemplo, um time da nostra grandeza contar com um único atacante? Quando Robert está mal, simplesmente não há substitutos. E a diretoria continua dormindo… Outro ponto é a mudança de comando: quando chega um novo treinador, precisa-se se tempo pra notar alguma mudança. E nó sabemos que, no Palestra, é tudo pra ontem.

Mais ainda: nostra diretoria é 100% omissa. Se tivessem um pingo de vergonha na cara, multariam um jogador como Diego Souza pela lambança de ontem. Todo mundo que prejudica o time de maneira deliberada merece multa. Só que nostra diretoria é por demais gentleman com os atletas.

Enfim… para salvar 2010 é preciso colocar ordem na casa. Se nem Belluzzo, nem Cipullo, nem Del Grande vão bater no peito e chamar a responsabilidade, quem vai?

Lembrem-se: nostro time não é fraco. 2010 ainda tem jeito.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

E lá vamos nós, Palestrinos.

Após as polêmicas saídas de Muricy e Toninho Cecílio, o Palmeiras anunciou seus “novos” comandantes: Antônio Carlos e Seraphim Del Grande. Entenderam agora porque novos está entre aspas?

Antônio Carlos Zago, 40 anos, fez sucesso como zagueiro do Verdão e depois atuando pela Roma (ITA). No mundo administrativo sua experiência é bem menor: foi diretor da gambazada por quase dois anos e depois treinou o São Caetano por um ano (7º lugar na Série B 2009 e atual 7º lugar no Paulistão 2010).

No currículo, diversas polêmicas que vão de entradas violentas, passam por racismo (no Juventude, todos se lembram) e acabam no lance capital de sua saída do curintia (levar o Ronaldo pra “balada”).

Seraphim Del Grande é uma daquelas figurinhas que estão no Palmeiras desde que eu nasci. Participou da montagem daquele time dos anos 90 (obviamente com a ajuda bastante providencial da Parmalat), foi presidente do clube e depois se exilou no conselho.

É um dos braços direitos de Belluzzo e ganhou o cargo de presente. O mais curioso é que foi ele próprio quem liderou a saída dos dois ex-integrantes da comissão (o que deixa essa história ainda mais com cara de política porcamente – sem trocadilhos – mal feita).

Enfim, eu achei as duas trocas ruins. O cargo de diretor foi uma escolha totalmente política e o de treinador foi claramente financeira. Óbvio que pesa a identificação e raça que Antônio Carlos pode passar para o grupo, mas, de verdade, é uma aposta total no escuro.

Domingo tem clássico com a bambizada. E seja o que San Genaro quiser!

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »