Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘souza’

Eu poderia escrever aqui que, independente do ocorrido de ontem, serei Palmeiras até a morte. Mas que tipo de torcedor de verdade abandona seu time por causa de um jogo?

Poderia dizer que a culpa é do goleiro, do técnico, do zagueiro. Mas de que adianta isso agora?

Poderia atestar que a arbitragem nos prejudicou nos dois jogos. Mas será que isso justifica toda a passividade e falta de vontade da equipe?

Eu poderia até mesmo dizer que, sabedor da limitação deste time, chegamos longe. Mas que tipo de imbecil que não se empolga com fases finais de grandes campeonatos, esperando por partidas mágicas e inesperadas?

A verdade, Palestrinos, é que eu poderia estar enchendo este espaço com clichês chatos, lamentações vazias e falsa esperança para todos nós, 15 milhões, que andam tão judiados na última década.

Mas, sinceramente, só me resta agradecer a presença dos outros 35 mil que estiveram ao meu lado no Pacaembu e incentivaram ainda que desconfiados uma equipe que parece precisar de um milagre a cada jogo.

O principal objetivo do ano começa no dia 25. E nós estaremos lá em Itu, no Pacaembu ou no inferno, ainda que  sofridos, desconfiados e judiados. Levanta, Palmeiras!

Siamo per sempre Palestra!

ROJAS.

Anúncios

Read Full Post »

Caímos novamente, Palestrinos.

E muito embora a maioria diga até que a queda de sábado tenha sido até certo ponto positiva, uma desclassificação é e será sempre um fracasso. Até entendo os que dizem que dessa forma teremos mais tempo para os compromissos  da Libertadores e para a preparação para a Série B, mas me nego a achar que a derrota nos pênaltis tenha sido benéfica.

A julgar pelo que vimos na Vila Belmiro, de fato não há nada de que se envergonhar: o time jogou, lutou, tentou e conseguiu buscar um empate já quase improvável no final do jogo. No entanto, é triste ver que mais uma vez tivemos a posse de bola por grande parte do certame e não conseguimos criar nada de tão perigoso.

Basta assistir ao VT da partida do último final de semana para perceber o óbvio. Embora fiquemos com a bola quase sempre em nostro poder, quase nunca criamos chances de fato perigosas.

E aqui não cabe exatamente análise estatística. Se pensarmos em todos os clássicos do ano até aqui – e até na maioria da s partidas disputadas -, o Palmeiras tem tido domínio da bola. O problema tem sido aquela chamado último passe, a bola que vai ao pé do atacante tão limpa que até o asno do Maikon Leite empurraria para dentro. Pensem no jogo de sábado, lembrem do clássico diante do SPFW e até mesmo do melhor Dérbi que fizemos nos últimos anos… A bola é nostra, mas falta qualidade.

Qualidade que poderia estar, é claro, nos pés de Valdívia, mas que nós sabemos que já virou utopia. Assim sendo, ficamos dependentes de um lampejo de consciência de Wesley, Souza, Tiago Real e aí a coisa complica.

Afinal, se é verdade que temos tido a posse de bola do tão badalado e campeão Barcelona, também é verdade que nostro aproveitamento na frente tem sido digno do pior ataque do Campeonato Paulista, a rebaixada União Barbarense.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Chega de jogador encostando arma na nostra cabeça, Palestrinos.

O “craque” da vez é Souza, o jogador que chama mais a atenção pelos cabelos ruivos do que pela bola que joga. Após temporadas regulares – veja bem, regulares, não foi nada demais – por Ponte Preta e Náutico o volante-pseudo-meia-camisa-dez decidiu que quer aumento recorde.

O clube já dobrou o salário que era de R$40 mil, mas o atleta – provavelmente envolvido pelas pragas que são seus empresários – parece querer ainda mais. Andou dizendo que quem não valoriza perde, seus procuradores dizem que eles pode assinar pré-contrato e sair em dezembro, enfim. parece que, mais uma vez, um jogador que foi formado em casa provavelmente irá deixar o clube por pura ganância.

E, dessa vez, assim como foi com o tal garoto Sabiá, não foi culpa do clube.

Tenho certeza de que, pensando com calma, o tampa de iodo que enverga a nostra camisa 8 veria que está tendo a maior oportunidade da vida dele. Ele não é nem nunca será titular em time grande nenhum do país! Foi bem onde foi porque estava em times medíocres. Mas, se insiste em sair, que saia.

O destino provável será um banco de reservas bem quentinho ou uma camisa do peso dessa aí da foto. Boa sorte, amigão, vaza logo.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Lá se foi mais um Dérbi, Palestrinos.

E, justiça seja feita, lá se foi mais uma partida memorável. Um jogo que começou bem antes do apito inicial, cheio de reviravoltas, com tudo aquilo que se espera do maior clássico do mundo. E, empate a parte, podemos ficar orgulhosos do que vimos em campo.

Obviamente que este orgulho não vem pelo resultado; clássico é clássico e bom resultado é – e sempre será – vencer. Mas a entrega que vimos de nostros atletas ontem no estádio municipal foi de encher os olhos e o coração. Se não conseguimos sorte melhor, podemos creditar à qualidade técnica que sobra do outro lado e que, hoje, ainda nos falta (isso sem falar no apito pra lá de amigo na arrancada de Márcio Araújo).

A força que o time mostrou após sofrer o gol e que sustentou até levar o empate é digna de nota. É digna de vibração. É digna de fazer pensar que este grupo, enfim, pode ter algo a mais – apesar de ter tantas outras coisas de menos.

A verdade é que ver Vilson, Marcelo Oliveira, Márcio Araújo, Souza e Vinícius em campo, de fato, nos faz crer que 2013 será um ano sofrido. No entanto, por outro lado, nos mostra também que será um ano aguerrido. Sejamos nós, os torcedores, portanto, o combustível que levará esses guerreiros a lutarem ainda mais.

__________________________________________________________________

[NOTA 1] Gilson Kleina continua escalando bem e mexendo mal. Mas, sendo bem justo com ele, fica difícil mexer em um banco que tem Leandro Amaro, Charles, Ronny e outro.

[NOTA 2] Sustento o que sempre disse: Wesley é um bom jogador. Nem mais, nem menos que isso. Se ajudar com sua velocidade e soltar (muito) mais a bola, poderá ser um jogador imprescindível.

[NOTA 3] Precisamos urgentemente de mais um zagueiro e um atacante. Kléber, no entanto, não pode passar nem perto dos planos. Marcelo Moreno tampouco.

__________________________________________________________________

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Feliz ano velho, Palestrinos.

Embora a dificuldade fosse esperada, sempre dói ver um time tão apático e acéfalo em campo. O que vimos ontem, no Pacaembu, foram 90 minutos de um time limitado que tentava atacar contra um time limitadíssimo que conseguia se defender. Por isso, o placar de zero a zero não foi surpreendente.

Também não é surpresa que há pouco a dizer sobre o que vimos dentro de campo, senão alguns pontos positivos e negativos da estreia:

  • Souza voltou muito bem, foi disparado o melhor em campo.
  • Se tiver um pouco mais de calma, Ayrton também é promissor.
  • O lado esquerdo, com Juninho e Luan, está uma calamidade: não criamos absolutamente nada que preste por aquele lado.
  • Luan, aliás, falou que perdeu a paciência com a torcida. Mas a nostra paciência com você, amigão, já acabou tem mais de um ano… vaza!
  • Barcos teve uma tarde ruim, mas está isolado demais lá na frente. Não dá pra enfrentar um time com 3 zagueiros em casa e jogar com um atacante só, Kleina.
  • Patrick Vieira não é armador, não podemos cobrar isso do menino. A responsabilidade é de Valdívia, o chileno chinelinho.

Foi só o primeiro jogo. Espero de coração que, com a eleição decidida hoje, o grupo ganhe alguns reforços a curto prazo e, com a ajuda dos meninos da Copinha, possamos ter um elenco mais forte e encorpado.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Derrota inesperada, Palestrinos.

E por mais que tenhamos perdido gols e errado na marcação, o que não me sai da cabeça é a péssima arbitragem de ontem. Dizer que ela não influiu no resultado é querer se passar por maluco! O que vimos na Arena Barueri foi uma palhaçada…

Um pênalti não marcado para o Palmeiras – quando Barcos dominou a bola na área e o zagueiro desferiu não um, mas dois toques de mão na bola – e uma penalidade ridiculamente marcada, quando Lulinha simplesmente se atirou no gramado sem nem ter sido tocado. É inadmissível!

E olha que eu achei falta, sim, no gol anulado de Obina… De quebra, o palhaço de apito na boca ainda expulsou Felipão e nos tirou Juninho do jogo do próximo domingo, em Belo Horizonte, diante do Cruzeiro.

Isso é o que acontece quando se escolhe jogar fora da sua cidade, recebendo públicos ridículos, que nem tem como pressionar um juiz cagão como este. O Brasileirão está condenado e boa parte da sua culpa é da sua arbitragem, do STJD e, claro, da CBF.

TROFÉU SÃO MARCOS
Sem Assunção, João Vitor é nostro volante que sobe mais ao ataque e tem feito bonito. Jogou muito bem domingo e ontem, merece o troféu.

TROFÉU RIVALDO
Nulo, Daniel Carvalho já me irritou tanto que eu nem vou explicar.

Ainda assim… Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Não, Palestrinos, eu não bebi ontem.

Mas a dor de cabeça, a cara amassada e aquele gosto amargo na boca são os mesmos de uma ressaca monumental. Não dormi direito e ainda não me conformo com o que se passou ontem no Palestra. Fomos simplesmente dominados por um timeco do ABC; repito: dominados!

Será que uma figura como Diego Souza consegue deitar a cabeça no travesseiro e dormir tranquilamente? Porque eu sei que alguns poucos como Marcos, Danilo e Pierre ainda têm vergonha na cara. Mas e Marquinhos, Diego, Lenny? Souza eu não cito porque ele não fez corpo mole – ele é limitado mesmo.

Não quero e nem vou comentar o jogo. Apenas alguns pontos…

SÃO MARCOS
Quanto ao nostro Santo, cabem duas colocações diferentes: sobre a sua atuação e sobre a sua declaração.

No jogo de ontem, realmente Marcos não foi bem. Rebateu bem mal a bola do 2º gol e ainda soltou outra na seqüência, que só não terminou em gol porque o cara do Sto. André estava impedido. Ele falhou, mas é só isso. Quantas grandes defesas ele não fez só neste ano? Tem muito crédito.

Agora, quanto às declarações, todos nós conhecemos o Marcão. Ele sai de campo assim como eu sai do Palestra ontem: de cabeça cheia, irritado, chateado. Ele disse que jogaria até o final do ano que vem e vai jogar. Ele vai se acalmar e rever a “aposentadoria”.

DIEGO SOUZA
Esse é um grande mistério do futebol. Está certo que o time todo parecia cansado em campo, mas o Diego se arrastou. Ele não correu, não chutou, não tabelou, se escondeu e ainda cavou a expulsão (reparem no lance: ele chuta o cara do nada, no meio-campo).

Continuo o achando um baita jogador, mas, com essa vontade não há quem resista.

OS SEM CHANCE
Marquinhos, Lenny e Armero simplesmente não podem usar a camisa do Palmeiras. Todos são esforçados, todos correm, mas de que cazzo adianta correr se eles não produzem nada com a bola nos pés?! São nulos. O Armero perdeu um gol ontem que nem minha mamma perderia… o Lenny só corre… e o Marquinhos erra tudo o que tenta fazer.

Esses precisam sair. Hoje.

OS FRACOS
Edinho, Eduardo e Souza não foram bem também, mas entram em outra categoria: eles são mesmo limitados. Correm, batalham, mas nunca farão uma grande partida porque simplesmente não são craques. É bem diferente dos citados acima, que têm qualidade, mas nunca jogam.

ROBERT
Acho que eu fui um dos maiores críticos do Robert. E justamente por isso que o cara merece minhas desculpas: em 2010 ele é, disparado, o cara mais esforçado do time. Corre, pula, sai da área, volta, marca… sem dúvidas, o melhor em campo ontem e nos últimos 3 jogos. Palmas para ele.

ANTÔNIO CARLOS
Na minha opinião, perdendo por dois, acertou ao colocar um atacante no lugar de CleitonX. E depois acertou de novo em colocar Ivo (aliás, bela surpresa esse garoto). Mas errou em quem tirou, acabou por deixar o time tãomuito exposto e, claro, por deixar Diego Souza – visivelmente nulo – em campo.

No entanto, prefiro dar mais tempo a ele.

A MASSA
Hoje não vou falar mal da torcida. Até a equipe tomar o 3º gol – que foi mesmo a gota d’água -, todo o Palestra cantou e incentivou (inclusive a sempre chata Mancha Alviverde). Depois disso, não há santo (nem Marcos) que aguente. Quem, assim como eu, pagou R$30 para ver aquele horror de ontem, poderia protestar livremente.

E ainda assim… Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Older Posts »