Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘sucre’

Missão novamente cumprida, Palestrinos!

Em um dos jogos mais bizarros da história do futebol, o Verdão bateu o catado boliviano de Sucre por 3 a 1 e passou para as quartas-de-final da Copa Sulamericana. Foi incrível constatar como o time deles era amador, como a tal Arena de Barueri ainda precisa melhorar muito e como o Palmeiras estava preguiçoso. Mas, valeu… Vai, Palestra!

O JOGO
Diante de um adversário digno da Série A3 do Paulistão, o Palmeiras resolveu o jogo em menos de meia hora com dois gols de cabeça: primeiro Kléber, depois Luan – ambos após belos cruzamentos de Gabriel Silva (que, infelizmente, não jogará domingo). A partir daí, foi uma verdadeira várzea.

Um show de passes errados, lançamentos mal feitos, trombadas, cruzamentos… a coisa estava tão ruim que, aparentemente, nem o gerador do estádio aguentou e a luz ficou apagada por exatos 30 minutos, mal havia começado o 2º tempo.

Quando voltou, o juiz parece ter ficado com dó dos visitantes e, após falta inexistente, conseguimos sofrer um gol de cabeça do time de anões indígenas. Foi quando o Palmeiras acordou um pouco mais, Valdívia entrou de vez no jogo e chegamos ao terceiro gol de cabeça, dessa vez com Danilo.

Poderia ter sido muito mais? Poderia.
Mas, valeu pela vaga.

O MELHOR E PIOR
Além de ser uma surpresa em campo, Valdívia foi um dos poucos que quis jogo na noite de ontem (ele, Luan e Kléber). Já Márcio Araújo, mais uma vez, ficou devendo quase tudo – inclusive um cruzamento certeiro.

E AGORA?
Na Sulamericana, vem o Galo de Dorival Jr. pela frente, em um confronto que será muito mais complicado do ques o das fases anteriores. No entanto, antes de mais nada, temos a obrigação de bater na gambazada domingão e acabar com a chance deles chegarem a qualquer lugar.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Anúncios

Read Full Post »

Semana mais do que decisiva, Palestrinos.

Hoje jogamos o nosso futuro na Sulamericana e domingo iremos jogar o futuro no Brasileirão. E, apesar de serem partidas muito diferentes, ambas fazem parte de dias que podem valer pelo ano todo.

Afinal, após mais um ano desastroso, o título da Copa Sulamericana poderá nos render uma vaga na Libertadores do ano que vem (trazendo mais investimento, mais jogadores e mais perspectivas) e uma vitória no final de semana poderá tirar o possível título brasileiro das mãos sujas da gambazada.

Parece pequeno pensar assim, mas não é: com a Libertadores 2011 pela frente e com tempo para pensar, Felipão certamente irá ter tempo e dinheiro para reformular este grupo mediano que temos hoje. E tirar qualquer troféu do Curintia, ainda que seja na bolinha de gude, é sempre um prazer.

Por isso lhes digo que essa semana é mesmo decisiva. E pode valer o ano.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

 

Missão cumprida, Palestrinos.

Não teve altitude, não teve semente de papoula na comida do hotel, nem chazinho esquisito. Com mais um golaço de Marcos Assunção e uma atuação memorável de Deola, o Verdão bateu o tal do Universitario de Sucre pela vantagem mínima e está praticamente na próxima fase.

Tá com cheiro de mata-mata Felipônico, tá com jeito de gols de falta de Arce, tá com jeito de título pro nostro Alviverde!

O JOGO
O Palmeiras entrou em campo com o time que vem atuando, apenas com Kléber a frente, e encontrou um adversário tão bem disposto quanto fraco tecnicamente. Lembrando aquele fabuloso esquadrão do Potosí, parecia um monte de indiozinho chutando de longe e tentando desesperadamente surpreender.

Mas quem sabe chutar de longe, de perto e de qualquer lugar é Marcos Assunção. Cobrança de falta na gaveta, Verdão 1 a 0. A partir daí, sem Valdívia (que saiu machucado), nos restou a correria e entrega de toda a equipe.

Rivaldo salvou um gol certo, Deola fez grandes defesas, o bandeira anulou muito erradamente um gol legítimo de Lincoln e a partida acabou com a nostra vitória. Justa, na raça e com cara de Felipão.

O MELHOR E O PIOR
Deola pegou demais, foi o melhor em campo disparado. Já Tinga, mais uma vez, deixou a desejar na sua chegada ao ataque.

E AGORA?
Agora temos o Ceará em casa, no domingo, e eu desconfio que o Felipão vai colocar alguns jogadores, como o Assunção, para descansar (já não temos Kléber e Mago, suspensos). Semana que vem tem o jogo de volta contra o catado indígena e, no final de semana, o tão esperado clássico contra a gambazada.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

É hoje, Palestrinos!

Depois de quase um mês de espera após aquele magnífico triunfo sobre o Vitória, no Pacaembú, o Verdão volta a jogar pela Sulamericana. E vamos jogar praticamente na lua, graças a altitude de 2.800m da cidade de Sucre.

Obviamente que isso será um empecilho, mas, sinceramente, nostra cabeça tem que estar acima disso tudo. Somos o Palmeiras, somos fortes, somos infinitamente maiores e, sejam quais forem as condições de jogo, temos que nos impor.

O negócio é não se desgastar muito no início, quando os índios devem aprontar aquela correria clássica, e aproveitar para tocar a bola com inteligência. Se isso será possível com Rivaldo e Tinga em campo não se sabe, mas não custa tentar.

Se a nostra animadora seqüência de vitórias no Brasileirão foi quebrada após aquele empate pra lá de sem sal com o Foguinho, agora é hora de focar na Libertadores via mata-mata. E disso, tenho certeza que o Felipão entende bem.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »