Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘vagner love’

Vídeo de um ano atrás, gravado em suas férias no Rio.

Entenderam o que é Vágner Love, Palestrinos?

Se divirta no Flamengo e não volte nunca mais.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Ultimamente, ser palmeirense é acompanhar novelas, Palestrinos.

Nem a Globo tem investido tanto em tramas longas, tensas e desnecessárias como o nostro Verdão. É jogador que vai, mas não vai, outro que vem, mas não vem, contratação que não sai, obras que não começam… é tanta coisa que dá pra fazer uma grade de programação alviverde.

A ARENA DA DISCÓRDIA
Ao melhor estilo Malhação, as obras no Palestra estão da mesma forma que os estudantes da trama adolescente: já têm 30 anos, mas continuam no colegial. Já faz mais de 1 ano que falaram em início das obras, pedra fundamental e até agora nada aconteceu. Dia 13 de março, aliás, tem show Guns N’Roses.

EDINHO
Com a leveza típica das novelas de época das 18h, tem um enredo aparentemente leve, mas que nunca acaba. O jogador já foi liberado pelo Lecce, o Palmeiras já fechou o negócio, o Inter não se opôs a nada e, ainda assim, já vamos pra quase 2 semanas de enrolação.

AVANTI PALESTRA
Com o tradicional bom humor que domina a novela das 19h, segue o lançamento-não lançamento do já famoso projeto de sócio torcedor verde, o Avanti. Tal qual já escreveu muito bem o pessoal do Forza Palestra, o novo programa apresentado é tão ruim quanto o Onda Verde. É um show de error e palhaçadas de alguns profissionais bem mal preparados.

ATAQUE DE NERVOS
Certamente a trama mais tensa de todas, envolve coinflitos em vários núcleos – tal qual a novela das 20h. Love quis, sair foi liberado, o Flamengo não tem a grana, o CSKA o quer de volta e o camisa 9 já parece arrependido; Robert diz que tem tudo certo no México, mas a Federação está de férias e o contrato deve demorar mais que uma tequila ouro; enquanto isso, Kléber, Sóbis e Marcelo Moreno namoram, mas não casam com o clube.

E você, também já está cansadode tanta novela? Eu ando preferindo ver TV Senado…

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Não vou mentir pra vocês, Palestrinos.

Até a semana passada, eu andava bem pessimista com o nostro Verdão para 2010. Mas com o final das férias e a volta das notícias e declarações verdadeiras (90% do que é veiculado na época de festas é boato), eu estou me empolgando com o ano.

É fato que não fizemos nenhuma grande contratação – e é possível que nem tenhamos uma. No entanto, ouvir as palavras de Belluzzo e Cipullo tem me dado a certeza de que o tal “planejamento” (que é inexistente em qualquer clube brasileiro) está engatinhando no Palestra.

A base forte do time foi mantida, a diretoria trouxe bons jogadores por conta própria (nada contra a Traffic, acho a empresa bastante importante para nós) e ainda dispensou alguns lixos que estavam por aqui (além de Marcão e Jefferson, ontem foi a vez de Willians ir embora).

A rigor, sinto que precisamos “apenas” de dois atacantes e um meia. Mesmo diagnóstico, aliás, dado por Gilberto Cipullo ao Diário Lance!. E, ainda assim, julgo que os atacantes são o principal e real problema – Diego Souza, Cleiton Xavier, Deyvid Sacconi e o tal revelação Felipe podem dar conta da meia. (Aliás, mantenho, minha palavra: prefiro que o Love saía; ele simplesmente QUER sair)

Sendo assim, Palestrinos, acordei completamente confiante hoje. O Paulista, a Copa do Brasil e o Brasileiro que nos aguardem.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

 

Não é nenhuma analogia ao ano, Palestrinos.

Mas no futebol, muitas vezes, é preciso perder para ganhar. E nessa tradicional reformulação de final de ano, é mais do que necessário saber abrir mão de quem não ajudou em 2009 – para ajudar mais emo elenco a melhorar em 2010.

Alguns dos jogadores com esse perfil já tinham ido embora. Os brigões Maurício e Obina (que ajudou, é verdade, mas precisava sair depois do ocorrido no Olímpico), os inoperantes Jefferson, Paulo Miranda e Jumar, e agora chegou a vez de mais dois: Marcão e Vágner Love.

Vocês devem imaginar minha alegria quando li as declarações de Belluzzo de que o pseudo-zagueiro estava çiberado para procurar outro clube. Eu acho Marcão ruim mesmo… raçudo, mas muito ruim.

Já Vágner Love, sustento, tem que sair. E, antes de qualquer coisa, tem que sair porque quer. Todo dia ele dá uma nova declaração ridícula, fala de segurança, fala de jogar no Maracanã… que vá e não volte nunca mais!

E, claro, é hora também de trazer bons jogadores. Mantendo o elenco que temos hoje, ainda precisamos de um lateral-esquerdo e, ao meu ver, uns dois atacantes. Mas, sem dúvidas, começar a se desfazer de quem não serve já é um grande passo.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Parece que ele está mesmo indo embora, Palestrinos.

Após uma passagem bem rápida pelo Verdão, tudo indica que Love está de saída. O que ajuda todo este processo, obviamente, foi o ato odioso de alguns bandidos que tentaram agredí-lo semanas atrás. E eu digo “o que ajuda”, porque está bem claro que ele já queria ir pro Flamengo faz algum tempo.

O camisa 9 nunca escondeu que é flamenguista. Nem que quer voltar para a Seleção. E disputar uma Libertadores pelo Fla seria a combinação ideal para um cara que, acima de tudo, está pensando nele.

Não sou da turma que condena Vágner Love. Ele nasceu no Palmeiras, foi extremamente importante na Série B e chegou a ir muito bem na elite em 2004. Foi vendido – a preço de banana, sabemos -, para fazer caixa da administração falida do sapo gordo. E sua volta foi comemorada com razão, já que é inegável o faro que ele tem para fazer gols.

No entanto, sua segunda passagem (ainda) não vingou. Marcou poucos gols, pareceu desentrosado, desconfortável e, acima de tudo, deslumbrado com a volta ao país. Não raro foi visto em baladas. Não raro foi criticado. E ainda que em campo fosse possível ver aplicação, ele simplesmente não convenceu.

Aquele personagem nascido na Copa São Paulo, quando marcou gols e ficou célebre por levar uma mulher para a concentração dos juniores, simplesmente cresceu. Inflou. Seu ego, hoje, é maior que o Palmeiras. É maior que qualquer time do mundo. Sem precisar mais de dinheiro, ele simplesmente decidiu fazer o que quiser.

E, infelizmente, ele está fazendo o que quer com a nostra diretoria. Por culpa do próprio comando do time, da direção, da torcida e dele mesmo.

No que depender de mim, espero que ele saia. Pode parecer contraditório, já que defendo um time forte em 2010 e tenho certeza do quanto iremos perder em qualidade. Contudo, mais vale um jogador mediano que esteja contente no grupo, do que um talentoso que simplesmente não quer mais jogar.

É melhor este personagem sair de cena no teatro Palestra Itália.

Siamo Palestra.

ROJAS.

Read Full Post »

Tudo tem limite, Palestrinos.

E mais uma vez alguns imbecis passaram do limite da ignorância. Agrediram Vágner Love e, achando que eram machões, prejudicaram não só a imagem do Palmeiras como a de toda a massa de 15 milhões de verdadeiros torcedores.

Fazer o que foi feito no domingo – protesto nas arquibancadas, puxados pela própria Mancha, mas pacífico e com humor ácido: “ero ero ero, Love baladero” – é extremamente saudável. Já que o jogador não rende e foi encontrado na noite algumas vezes, a cobrança – ainda que em cima de boatos – se torna natural.

O problema é ultrapassar o limite. É jogar pedra no carro, agredir fisicamente, querer impor força em um ambiente extra-campo. É ser idiota. É ser tudo menos torcedor. Eu tenho MUITA vergonha de caras como estes que foram (e espero que continuem) presos.

Por que sabe o que eles ganharam com isso? Nada. Só o medo dos jogadores em ficar no elenco, o repúdio dos torcedores de verdade (como nós) e um clima de tensão em uma semana que tinha tudo para ser extremamente calma e de concentração para o jogo de domingo.

E a Mancha, que era motivo de orgulho pra mim quando criança (com a bateria, as bandeiras, o canto incessante), é cada vez mais motivo de vergonha. Uma mancha em nossa história. Para todos os palmeirenses do Brasil e do mundo.

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

eita
boa

Segunda-feira é o dia, palestrinos!

Nos Aflitos, vamos enfrentar o desesperado time da casa com um time bem diferente do que estamos acostumados a ver jogar. No total, eu diria que são 7 desfalques e 2 reforços.

Pierre, Maurício Ramos, Armero, Diego Souza, Edmílson, Obina e Vágner Love são os desfalques. Todos, sem falta, fazem a maior falto do mundo. Tanto que nostro sistema defensivo tem sofrido muito nos últimos jogos.

Já os reforços são dois: Jefferson fora e Robert de titular. Exatamente, o neo-Misso se lesionou no jogo de ontem e não irá para Recife, grazie a Dio! Já Robert está em uma fase bem melhor que Obina e merece.

Eu imagino que o tima vá a campo com: Marcos; Figueroa, Danilo, Maurício e Marcão; Jumar, Souza, Cleiton Xavier e Willians; Ortigoza e Robert.

Vai ter que ser na raça, Verdão. Pra cima deles!

Siamo Palestra!

ROJAS.

Read Full Post »

Older Posts »